Análises Morning Call Notícias

Balizando expectativas

Balizando expectativas
  • Publicado em 24 de outubro de 2022

Começando mais uma semana que promete ser movimentada por decisão de juros aqui no Brasil.

Nessa segunda-feira o dia deve ser marcado por investidores do mundo inteiro buscando entender os impactos de um novo mandato de Xi Jinping, na China.

O líder do gigante asiático garantiu no domingo a eleição para o comando do país por mais cinco anos.

Abertura do mercado no Brasil

abertura-do-mercado-24-de-outubro_its-money

Aqui no Brasil a semana deve ganhar tração ao longo dos próximos dias com início do Copom, o Comitê de Política Monetária, na terça-feira.

No mesmo dia será divulgado o IPCA-15, previa do índice de preços do mês de outubro. Estimativas dão conta de alta de 0,09% na prévia.

A decisão de juros do Copom deve acontecer na quarta-feira. A expectativa é que o Banco Central mantenha a taxa básica em 13,75%, assim como aconteceu no último encontro.

Atualmente, as opções de Copom negociadas na B3 apontam para probabilidade de 97,5% de manutenção da taxa.

Por aqui, a última semana antes do pleito de domingo deve trazer volatilidade ao mercado. À medida que nos aproximamos da decisão eleitoral investidores buscam alocações de capital que possam gerar retorno com o resultado do pleito.

Nesse sentido, companhias estatais devem seguir apresentando forte volatilidade.

Além disso, ao longo da semana a temporada de resultados do terceiro trimestre promete ganhar força ao longo da semana, começando com a maior empresa da bolsa, a Petrobras, que divulga nessa segunda-feira o relatório de produção e vendas, uma prévia operacional do resultado.

Abertura do mercado nos EUA

Nos EUA, a semana que antecede a decisão de juros do FED também deve ser agitada, com informações de inflação e PIB.

Nessa segunda-feira, os EUA divulgam o índice de gerentes de compras, o PMI, do setor de manufatura, e de serviços.

Para a atividade manufatureira, a estimativa é de 51 pontos, o que indica crescimento da atividade. Já para serviços, a estimativa é de 49,5, ainda abaixo dos 50, o que o sinaliza redução do ritmo de atividades, mas acima dos 49,3 apresentados no último mês.

Por lá, na quarta-feira, o PIB trimestral deve voltar a figurar no campo positivo depois de seis meses no negativo. As projeções apontam para alta de 2,4% no terceiro trimestre.

Um resultado positivo mostra uma recuperação da economia norte-americana que segue sofrendo com pressões inflacionárias e com o ritmo acelerado de apertos monetários do FED.

Ainda nessa semana, o que deve guiar investidores nos mercados norte-americanos são os resultados do terceiro trimestre.

Depois de Netflix e Snap apresentarem resultados divergentes, com surpresa positiva na Netflix e negativa na Snap, a semana será marcada pelas divulgações das gigantes de tecnologia.

Microsoft e Alphabet (Google) divulgam balanços na terça-feira, enquanto Meta reporta seus resultados na quarta.

No dia seguinte é a vez das gigantes Amazon e Apple apresentarem seus números.

A temporada de resultados deve guiar investidores e mostrar na economia real o desempenho das empresas, e como tem sido o efeito das pressões de inflação e da alta de juros nos resultados.

Mercado Interno

O Ibovespa registrou ganho de 7,01% na última semana. O índice voltou a ganhar força depois da queda da semana anterior.

O cenário eleitoral segue sendo um driver de preços por aqui, uma vez que os dados econômicos têm mostrado ter pouco impacto.

Ao longo dessa semana a decisão de juros do Copom, que sai na quarta-feira, deve manter a taxa básica em 13,75% e representar uma nova sinalização positiva para a renda variável.

Além disso, a semana conta com divulgações de resultados do terceiro trimestre. A temporada de balanços ganha força ao longo da semana e começa nessa segunda-feira com a prévia operacional da Petrobras com o relatório de produção e vendas.

Análise técnica Ibovespa

analise-tecnica-ibovespa-24-de-outubro_its-money

O Ibovespa terminou a semana passada em alta de 7,01%, com os 5 dias fechando no campo positivo.

Isso foi um sinal muito otimista para o índice, onde mostrou força para buscar níveis acima, continuando a tendência de alta que se encontra no curto prazo.

O próximo patamar importante mais acima se encontra nos 121.570 pontos, nível que o índice não testa novamente desde março de 2022.

Dessa forma, caso o Ibov supere os 120.750 pontos, indica que poderá buscar o nível acima.

Entretanto, deve-se atentar com o índice, pois após cinco dias de alta, aumenta-se a probabilidade de o ativo iniciar uma correção. Pode ser um movimento mais lateral, ou buscando a média mais abaixo.

Mercado Externo

Nos EUA, o índice S&P 500 registrou ganho de 4,74%. O resultado da última semana mostra recuperação de parte do apetite ao risco, com investidores avaliando se as quedas precedentes criaram uma oportunidade de entrada.

Por lá, à medida que os resultados do terceiro trimestre são divulgados, investidores devem balizar expectativas e reprecificar ativos de acordo com o novo cenário.

Ao longo dessa semana as big techs norte-americanas reportam resultados, começando com Microsoft e Alphabet na terça-feira, Meta na quarta, Amazon e Apple fechando na quinta.

As empresas que figuram entre as maiores do mundo devem movimentar mercados e impactar o desempenho de índices de ações não só nos EUA, como no mundo.

Análise técnica S&P500

analise-tecnica-ibovespa-S&P-500-24-de-outubro_its-money

O S&P500, analisando o gráfico diário, apresentou uma alta significativa de 2,57% fechando nos 3.760 pontos. Isso foi um sinal positivo pois conseguiu superar os 3.745 pontos, e isso retoma a probabilidade de voltar a ser negociado nos 3.800 pontos.

Portanto, a expectativa para o S&P no curto prazo é mais positiva. Caso o índice volte aos 3.666 pontos, isso retoma um cenário mais negativo, em que poderia testar a região dos 3.580 pontos.

Commodities

O minério de ferro encerrou a madrugada em Singapura negociando em leve queda e mantendo o preço estável no patamar de USD 90/ton.

A commodity cujo desempenho segue fortemente atrelado ao desempenho chinês deve ganhar maior definição ao longo dos próximos dias.

Isso porque no gigante asiático, Xi Jinping garantiu a renovação de seu mandato por mais 5 anos à frente do país, dessa forma, as decisões de pacotes e estratégia econômica devem ser definidas em breve, do que promete ser o próximo ciclo chinês.

O petróleo negocia em leve queda na manhã de hoje. Ainda em cenário travado, a commodity deve apresentar maior volatilidade à medida que as pressões sobre a oferta crescem.

As sanções sobre importação de petróleo russo pela Europa devem entrar em vigor já no começo de dezembro, o que impacta no preço.

Análise técnica petróleo

analise-tecnica-petroleo-24-de-outubro_its-money

O petróleo, analisando o gráfico diário, fechou a sexta-feira passada com uma leve alta de 0,58% nos USD 91,87/barril.

Apesar do terceiro dia consecutivo de alta, o ativo está demonstrando fraqueza no movimento de subida, graficamente falando. Isso quer dizer que mesmo com vários dias positivos, não conseguiu superar a região dos USD 93,27/barril.

Dessa forma, isso contribui para o aumento de uma expectativa negativa no curto prazo. Onde a perda dos USD 89,64/barril pode reforçar esse cenário mais negativo no curto prazo.

Já no médio prazo o petróleo passou por uma correção (repique de alta), para continuar a tendência de baixa que se encontra no médio prazo. A perda dos USD 87,94/barril, reforça esse cenário.

Analistas responsáveis

Dalton Vieira – Analista CNPI-T

  • + 15 anos de experiência no mercado financeiro;
  • Analista de valores mobiliários (CNPI-TEM 910);
  • Credenciado pela Apimec desde 2010;
    Desenvolvedor do método DV de investimentos.

Henrique Tavares – Analista CNPI

  • Analista CNPI (CNPI EM-3176);
  • Credenciado pela Apimec;
  • Formado em Engenharia Aeronáutica pela Universidade Federal Uberlândia (UFU).

Leonardo Gibelli – Analista CNPI-T

  • Analista CNPI-T;
  • Analista CNPI-T EM-3376 credenciado pela Apimec;
  • Formado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Disclaimer

De acordo com a Resolução CVM nº 20, de 25 de fevereiro de 2021, Art. 21º, declaro que as análises realizadas neste relatório refletem única e exclusivamente a opinião dos autores, e foram elaboradas de forma independente e autônoma.

De acordo com o art. 21 da ICVM 598/18, caso o Analista esteja em situação cque possa afetar a imparcialidade do relatório ou que configure ou possa configurar conflito de interesse, este fato deverá estar explicitado no campo “Conflitos de Interesse” deste relatório.

As informações, estimativas e projeções contidas neste relatório referem-se à data de publicação e estão sujeitas a mudanças, não implicando necessariamente na obrigação de qualquer comunicação no sentido de atualização ou revisão com respeito a tal alteração.

As plataformas usadas para realização deste relatório são Bloomberg e Profit (Nelogica), além de portais de notícias nacionais e internacionais devidamente identificados quando utilizados.

Written By
DVinvest

A DVinvest é a casa de análise fundada pelo renomado analista Dalton Vieira, que possui em sua equipe profissionais altamente especializados em análise fundamentalista e técnica de ações.