Análises Palavra do Analista

BBAS3, HAPV3 e ITSA4: confira as últimas divulgações da temporada de balanço

BBAS3, HAPV3 e ITSA4: confira as últimas divulgações da temporada de balanço
  • Publicado em 16 de maio de 2023

O Banco do Brasil (BBAS3) apresentou resultados piores que os do trimestre anterior, especialmente em relação a sua inadimplência, que segue aumentando, no mesmo passo que o índice de cobertura está reduzindo, aumentando sua exposição. Além disso, apresentou um ROE mais baixo, fruto de maiores gastos com inadimplência.

ESPA3

A Espaçolaser apresentou bons resultados, com crescimento sólido em sua receita e leve melhoria nas margens. Além disso, a dívida da empresa ainda tem certa folga até que gere problemas mais graves.

HAPV3

A receita da Hapvida apresentou crescimento mais baixo em relação ao histórico, por outro lado, as margens da empresa melhoraram levemente, o que é algo bastante positivo.

ITSA4

A Itaúsa apresentou resultados mais fracos especialmente em sua receita, além disso, o desconto da holding se manteve em um patamar em que a empresa estaria relativamente “cara”, já que hoje é de 19,3% e o desconto médio é acima de 20,0%.

RENT3

Apesar da Localiza ter apresentado bom crescimento na receita, as margens da empresa sofreram um impacto bastante negativo, retornando ao patamar anterior a pandemia.

MRFG3

A Marfrig apresentou forte crescimento na receita, fruto da aquisição com a BR Foods, por outro lado, as margens da empresa reduziram de forma relevante, especialmente nas operações dos EUA devido ao momento do ciclo bovino que estamos passando.

MGLU3

A Magazine Luiza apresentou resultados bem abaixo do histórico, com um crescimento de receita abaixo dos 4,0% e perda na margem de lucro, fazendo com que o prejuízo dobrasse em relação ao primeiro trimestre de 2022.

MLAS3

A Multilaser apresentou resultados bem fracos, com queda na receita e grande piora nas margens devido a troca do sistema de faturamento da companhia, dessa forma, os próximos trimestres devem ser melhores e mais realistas quanto a situação da empresa.

SEQL3

A Sequoia apresentou resultados muito fracos devido ao processo de reestruturação da empresa, dessa forma, ela está refazendo todos os contratos antigos, perdendo bastante receita e margem no curto prazo, um remédio amargo, mas necessário para a empresa tentar dar uma volta por cima.

TASA4

A Taurus apresentou forte queda na receita, fruto das vendas no Brasil reduzindo de forma relevante e o mercado americano seguindo desaquecido. Esse foi o primeiro trimestre realmente ruim da empresa desde sua reestruturação, que deve sentir bastante no pregão.

Analistas responsáveis

Dalton Vieira – Analista CNPI-T

+ 15 anos de experiência no mercado financeiro;
Analista de valores mobiliários (CNPI-TEM 910);
Credenciado pela Apimec desde 2010;
Desenvolvedor do método DV de investimentos.

Leonardo Gibelli – Analista CNPI-T

Analista CNPI-T;
Analista CNPI-T EM-3376 credenciado pela Apimec;
Formado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Erik Sala – Especialista Em FIIs E Renda Fixa

Graduando em Economia pela UFG e especialista em Fundos Imobiliários. Assistente de análise responsável pela carteira DV Renda Imobiliária.

Disclaimer

De acordo com a Resolução CVM nº 20, de 25 de fevereiro de 2021, Art. 21º, declaro que as análises realizadas neste relatório refletem única e exclusivamente a opinião dos autores, e foram elaboradas de forma independente e autônoma.

De acordo com o art. 21 da ICVM 598/18, caso o Analista esteja em situação que possa afetar a imparcialidade do relatório ou que configure ou possa configurar conflito de interesse, este fato deverá estar explicitado no campo “Conflitos de Interesse” deste relatório.

As informações, estimativas e projeções contidas neste relatório referem-se à data de publicação e estão sujeitas a mudanças, não implicando necessariamente na obrigação de qualquer comunicação no sentido de atualização ou revisão com respeito a tal alteração.

Written By
DVinvest

A DVinvest é a casa de análise fundada pelo renomado analista Dalton Vieira, que possui em sua equipe profissionais altamente especializados em análise fundamentalista e técnica de ações.