Análises Morning Call

Briga de gente grande

Briga de gente grande
  • Publicado em 17 de janeiro de 2023

Mercados abrem essa terça feira com queda nos principais índices acionários, refletindo pessimismo com a atividade global sendo uma grande pauta entre os investidores.

Em Davos, na Suíça, onde está ocorrendo o Fórum Econômico Mundial, a grande pauta da vez tem sido uma provável recessão mundial este ano. No mesmo evento, Haddad deu declarações de que o governo estará empenhado em aprovar uma reforma tributária no primeiro semestre de 2023.

Os investidores aguardam o balanço corporativo de dois grandes bancos nos EUA, que servem como importante termômetro da economia americana, muitas empresas que divulgaram seus lucros nessa temporada tem surpreendido positivamente os analistas com números melhores do que o previsto, entretanto, o mercado tem adotado tom mais cauteloso.

Na Europa, a expectativa é de maiores altas de juros por parte do BCE à frente, após falas de dirigentes do banco nesse sentido, efeito que é refletido nas treasuries com boa parte do rendimento subindo, inclinando a curva de juros por lá. Dados de emprego e aumento recorde dos salários no Reino Unido, também sugerem maiores aumentos por lá.

Apesar da volatilidade, a reabertura do mercado na China, tem provocado uma onda de adesão ao risco, como reflexo, mercado de ações globais tem seu melhor inicio de ano em quase três décadas.

A novela com as americanas vem ganhando novos contornos praticamente todos os dias. Ontem a S&P rebaixou a nota de crédito da Companhia para D (Default) e classificou a situação como inadimplência geral.

Uma medida liminar perpetrada na sexta feira na justiça, permite a empresa não pagar nenhuma obrigação relacionada a dívida nos próximos 30 dias. Diversos bancos têm recorrido a justiça dessas decisões, argumentando que foi uma fraude da própria Americanas que a colocou nessa situação em primeiro lugar. Ontem as cotações da empresa desabaram 38%.

abertura-do-mercado-17-janeiro_its-money

Análise técnica Ibovespa

analise-tecnica-ibovespa-17-janeiro_its-money

O Ibovespa nesta segunda-feira fechou em queda de 1,54% aos 109.212 pontos, pelo terceiro dia consecutivo. O ativo está passando por uma correção no curto prazo, testando a região de médias móveis, mas segue em tendência de alta.

Vale salientar, que essa é uma região importante para o índice, e a perda dos 108.752 pontos aumenta o viés negativo no curto prazo, visto que fechou abaixo das médias.

Para a retomada da tendência, é necessário que o índice volte a ser negociado acima dos 110.950 pontos aumentando a expectativa positiva no curto prazo.

Análise técnica S&P500

analise-tecnica-petroleo-17-janeiro_its-money

Devido ao feriado nos EUA nesta segunda-feira, segue análise de fechamento de sexta.

O S&P500 nessa sexta-feira fechou no campo positivo, com leve alta de 0,40% aos 3.999 pontos. O índice teve o quarto dia consecutivo de alta dando continuidade ao movimento.
Após esse longo movimento de alta, aumenta-se a probabilidade de o índice passar por uma correção nos próximos dias.

O que traria essa expectativa seria uma movimentação mais lateral entre os 4.000 e 3.930 pontos.

O S&P segue com uma expectativa mais positiva no curto prazo, já que está dando sequência ao movimento de alta. A superação dos 4.000 pontos indica que o índice pode dar continuidade nesse movimento de alta.

Commodities

Minério de ferro tem alta com os preços ainda sustentado o patamar de USD 120, investidores avaliam o crescimento da China acima do esperado e buscam por maiores pistas sobre a demanda.

Apesar desse crescimento, o petróleo recua no pregão de hoje, com muitos analistas acreditando em uma correção após sucessivas altas.

Análise técnica petróleo

analise-tecnica-petroleo-17-janeiro_its-money

O petróleo nesta segunda-feira terminou o pregão em queda de 1,64% aos USD 84,09/barril. Fechando no campo negativo após três pregões consecutivos de alta.

O ativo ao testar um nível importante nos USD 85,93/barril acabou primeiramente recuando. Por isso, deve-se atentar para posições na ponta compradora, já que há possibilidade de o ativo mostrar uma certa resistência para superar essa região. E consequentemente, apresentar uma correção nos próximos dias. A perda dos USD 83,98/barril aumenta essa probabilidade.

Análise técnica dólar

analise-tecnica-dólar-17-janeiro_its-money

O dólar terminou essa segunda-feira fechou em alta de 1,01% em 5,14 dólar/real. Após esse longo movimento de baixa, aumenta-se a probabilidade de o ativo passar por uma correção. Ou seja, apresentar um repique de alta (buscando os 5,20 dólar/real) ou uma movimentação lateral. A alta de ontem contribuiu para essa expectativa nos próximos dias.

Analistas responsáveis

Dalton Vieira – Analista CNPI-T

  • + 15 anos de experiência no mercado financeiro;
  • Analista de valores mobiliários (CNPI-TEM 910);
  • Credenciado pela Apimec desde 2010;
    Desenvolvedor do método DV de investimentos.

Leonardo Gibelli – Analista CNPI-T

  • Analista CNPI-T;
  • Analista CNPI-T EM-3376 credenciado pela Apimec;
  • Formado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Erik Sala – Especialista Em FIIs E Renda Fixa

Graduando em Economia pela UFG e especialista em Fundos Imobiliários. Assistente de análise responsável pela carteira DV Renda Imobiliária.

Disclaimer

De acordo com a Resolução CVM nº 20, de 25 de fevereiro de 2021, Art. 21º, declaro que as análises realizadas neste relatório refletem única e exclusivamente a opinião dos autores, e foram elaboradas de forma independente e autônoma.

De acordo com o art. 21 da ICVM 598/18, caso o Analista esteja em situação que possa afetar a imparcialidade do relatório ou que configure ou possa configurar conflito de interesse, este fato deverá estar explicitado no campo “Conflitos de Interesse” deste relatório.

As informações, estimativas e projeções contidas neste relatório referem-se à data de publicação e estão sujeitas a mudanças, não implicando necessariamente na obrigação de qualquer comunicação no sentido de atualização ou revisão com respeito a tal alteração.

Written By
DVinvest

A DVinvest é a casa de análise fundada pelo renomado analista Dalton Vieira, que possui em sua equipe profissionais altamente especializados em análise fundamentalista e técnica de ações.