Mundo Notícias Tecnologia

Tudo sobre ChatGPT: o que é, como funciona e como usar

Tudo sobre ChatGPT: o que é, como funciona e como usar
  • Publicado em 2 de março de 2023

Assim que o ChatGPT foi lançado, já se tornou um fenômeno mundial. A ferramenta de linguagem que usa Inteligência Artificial conquistou um milhão de utilizadores em menos de uma semana — marca que o Instagram levou um ano para alcançar, por exemplo. 

Justamente por ser novidade e uma inovação tecnológica que deve mudar a forma como nos relacionamos com a internet, muitas pessoas se perguntam o que é o ChatGPT, para que serve e como ele funciona exatamente.

Para entender do que se trata e qual a melhor forma de utilizá-lo, elaboramos este guia com tudo o que você precisa saber sobre o ChatGPT — inclusive, de que forma ele pode te ajudar a investir. Confira!

O que é o ChatGPT

O ChatGPT é um modelo de linguagem digital desenvolvido pela OpenAI, uma empresa de pesquisa em Inteligência Artificial (IA). Sua função é entender perguntas e gerar respostas, com uma linguagem que pareça humana e natural através do uso da IA. 

O ChatGPT foi treinado a partir de uma grande base de dados, com variedade de tarefas de linguagem – como compreensão, tradução automática e geração de texto.

Sua programação permite interagir com os usuários por meio de texto para responder perguntas, realizar tarefas e fornecer informações relevantes.

Ele se diferencia de chatbots tradicionais justamente por ser capaz de “aprender” a cada nova interação e otimizar as respostas, por conta da inteligência artificial aplicada.

O modelo original, conhecido como GPT-1, foi lançado em junho de 2018. Desde então, foram apresentadas versões mais avançadas, incluindo o GPT-2, lançado em fevereiro de 2019 e o GPT-3, que foi ao ar em junho de 2020. 

O ChatGPT é uma implementação do modelo GPT-3 da OpenAI e foi lançado oficialmente em novembro de 2022.

Para que serve o ChatGPT

O ChatGPT serve para interagir com os usuários por meio de texto, seja para informar, realizar tarefas ou simplesmente para conversar. 

Trata-se de uma ferramenta útil para suporte ao cliente, pesquisa e desenvolvimento de novas tecnologias.

Contudo, é importante observar que se trata de um recurso que serve para auxiliar as tarefas mencionadas. Isto é, ele não serve como uma solução educacional, instrucional e nem criativa.

Para que o ChatGPT não serve

O ChatGPT não substitui criadores de conteúdo, professores, programadores, assessores, revisores, e tradutores. Esses profissionais são importantes porque têm uma visão crítica, estratégica e criativa a respeito do que produzem, ao contrário da plataforma.

O ChatGPT não cria nada do zero de fato, ao contrário do que alguns podem pensar. 

Esse é mais um motivo que impede o uso do ChatGPT para trabalhos que precisam de cuidado com direitos autorais, como é o caso dos artigos acadêmicos, conteúdos digitais, apresentações comerciais, produções literárias e outros tipos de material.

Como funciona o GPT?

Quando um usuário interage com o ChatGPT, ele envia uma mensagem de texto que é analisada pelo modelo. Então, ele usa uma combinação de técnicas de processamento de linguagem natural, como reconhecimento de padrões e análise semântica para entender a mensagem do usuário.

Com base nessa compreensão, é gerada uma resposta adequada. Pode ser uma simples confirmação, uma explicação detalhada ou uma ação específica, dependendo do contexto da conversa e das intenções do usuário.

O ChatGPT também é capaz de aprender com cada interação, o que significa que ele se torna mais inteligente e preciso ao longo do tempo. Isso permite que ele aprenda novas informações e aprimore suas habilidades de conversação.

Em resumo, o ChatGPT funciona por meio de uma combinação de técnicas de processamento de linguagem e inteligência artificial, que o permite entender e gerar informações.

Entretanto, uma das suas limitações é que sua base de dados só vai até setembro de 2021. Portanto, quaisquer informações necessárias mais atualizadas não devem ser alcançadas pela plataforma. O ChatGPT, por exemplo, não sabe dizer quem ganhou a Copa do Mundo de Futebol de 2022.

Outro problema, como citamos anteriormente, é que o ChatGPT não tem filtro e visão crítica. Isso pode ser um empecilho para materiais que precisam funcionar como ferramentas estratégicas comerciais, de ensino ou de saúde.

Por isso, o principal uso do ChatGPT está associado ao suporte ao cliente, treinamento e outras atividades que seguem um padrão único e repetitivo.

Como usar o ChatGPT?

Para utilizar o ChatGPT e usufruir da inteligência artificial da maneira adequada é bastante simples. Veja.

  1. Basta acessar o site chat.openai.com, fazer um cadastro rápido, provar que você não é um robô (o que parece até uma ironia) e já começar a utilizá-lo. É gratuito e acessível a todas as pessoas com internet;
  2. Pode aparecer na tela inicial uma mensagem dizendo que a plataforma está fora do ar. Isso é normal, e significa que, possivelmente, existem muitas pessoas a utilizando simultaneamente. Por se tratar de uma ferramenta nova e em fase beta, essa anomalia é esperada;
  3. Contudo, basta insistir por alguns minutos carregando o site, que o acesso é normalizado;
  4. A página inicial é simples, contendo apenas algumas sugestões de perguntas e interações, uma barra para você digitar o que quiser e um pequeno menu lateral com algumas ferramentas;
  5. Assim, basta digitar o seu questionamento na barra que mencionamos, apertar a tecla enter e esperar pela resposta, que aparece conforme a IA processa os dados. Isso costuma levar alguns segundos.

O interessante é que você pode interagir com o ChatGPT, pedindo para ele explicar melhor algum ponto da resposta anterior, ou ir afunilando o questionamento. O ideal é você ser o mais específico possível. 

Seu propósito é ser fluído, semelhantemente a uma conversa entre duas pessoas, que continua e vai se complementando a cada nova interação.

Além disso, é possível fornecer feedback imediato a cada resposta. Uma das características da ferramenta é a colaboração humana para sua constante melhoria. 

Assim, você pode clicar ao lado da resposta e escrever se ela foi boa ou ruim e ainda como deveria ter sido exposta. Isso é possível graças à tecnologia RLHF (Reinforcement Learning from Humam Feedback).

O que fazer no ChatGPT?

Alguns exemplos de uso do ChatGPT incluem:

  • Responder perguntas frequentes de consumidores;
  • Fornecer recomendações personalizadas com base nas preferências do usuário;
  • Trazer respostas de pesquisas;
  • Auxiliar o processo de aprendizagem de línguas, por meio de prática de conversação.

Sendo assim, o ChatGPT é capaz de fazer tarefas como:

1 – Responder a perguntas gerais: ele pode fornecer informações gerais sobre uma ampla variedade de tópicos, desde fatos históricos até receitas de cozinha. Algo parecido com o que a Alexa ou o Google Assistente fazem, mas em forma de texto.

2 – Assistência em tarefas: a ferramenta pode ajudar com tarefas diárias, como lembrar o que você precisa comprar no supermercado e agendar compromissos ou lembretes. Também é algo parecido com as funções do Google Assistente ou Alexa.

3 – Responder perguntas sobre personalidades famosas: o ChatGPT pode fornecer informações sobre personalidades famosas, como celebridades, políticos, atletas e músicos.

4 – Resolver problemas de matemática: o mecanismo pode ajudar a resolver problemas matemáticos simples, incluindo adição, subtração, multiplicação e divisão.

5 – Gerar textos mecânicos: o ChatGPT pode gerar texto em uma ampla variedade de estilos. Como a plataforma carece de visão crítica, estratégica, criativa e didática, não é aconselhável utilizar o texto para fins acadêmicos ou comerciais. No entanto, a ferramenta pode se adaptar bem para criação de textos com viés mais mecânico, como utilizados para FAQ, ChatBot ou treinamento interno, por exemplo.

6 – Conversar: a IA pode manter uma conversa em linguagem natural, respondendo e fazendo perguntas e fornecendo informações úteis.

Sendo assim, o ChatGPT é uma ferramenta flexível e versátil, que pode ser usada de diversas maneiras, dependendo das necessidades e objetivos de cada usuário.

Como usar o ChatGPT em português?

Apesar de a ferramenta original ser em inglês, há como usar o ChatGPT em português também. Não é preciso instalar nem acessar nenhum recurso diferente: basta digitar sua pergunta ou solicitação em português, que ele responderá no mesmo idioma.

Dessa forma, o ChatGPT funciona em diversas línguas. 

O ChatGPT é bom?

O ChatGPT é bom como uma ferramenta que fornece respostas rápidas e concisas para questões simples e genéricas

Porém, como qualquer modelo de linguagem, o ChatGPT tem seus potenciais problemas. Abaixo estão alguns exemplos.

Problemas do ChatGPT

Veja algumas questões que limitam o uso da ferramenta.

  • Viés: o ChatGPT pode reproduzir preconceitos e estereótipos presentes nos dados de treinamento, uma vez que ele é alimentado com grandes quantidades de texto coletado da internet, que podem conter vieses culturais e sociais. Isso pode levar a respostas imprecisas e potencialmente ofensivas para certas perguntas ou tópicos.
  • Inadequação de conhecimento: o ChatGPT tem uma abundância de conhecimento, mas não possui acesso a todas as informações disponíveis. Perguntas complexas ou muito específicas podem estar além da capacidade do modelo de responder adequadamente.
  • Falta de contextualização: o ChatGPT às vezes não considera o contexto ou a intenção do usuário ao responder uma pergunta. Isso pode levar a respostas imprecisas e irrelevantes.
  • Erros de compreensão de linguagem natural: apesar do avanço dos modelos de linguagem natural, eles ainda podem ter dificuldade em compreender nuances – incluindo ambiguidades, ironias, sarcasmo, trocadilhos, entre outros.
  • Falta de aprofundamento e argumentação: muitas das respostas da plataforma acabam ficando um pouco vagas e com informações repetidas. A inteligência artificial ainda não alcançou a capacidade argumentativa parecida com a humana. Por isso, ainda são necessários aprofundamentos e lapidações das informações fornecidas.

Inclusive, ao perguntar para o próprio ChatGPT se ele é bom o suficiente, ele gerou a seguinte resposta: 

“Como uma Inteligência Artificial projetada para conversar e fornecer informações, acredito que posso ser útil em muitas situações. No entanto, é importante lembrar que sou apenas uma máquina e minhas respostas são geradas com base em padrões encontrados nos dados em que fui treinado. 

Embora eu tente fornecer informações precisas e úteis, sempre há a possibilidade de que eu possa cometer erros ou não entender completamente o que está sendo perguntado. 

Portanto, é importante usar o meu conhecimento e respostas como um complemento a outras fontes de informação confiáveis, em vez de depender exclusivamente de mim.”

Sendo assim, por mais que seja um bom e útil mecanismo, ainda depende da revisão e verificação humana para ser completamente usado como fonte. É preciso ter cuidado para não depender somente dele e acabar com informações vagas, repetidas, enviesadas, ou até mesmo erradas. 

O ChatGPT deve ser usado como um assistente na geração de conteúdo e resumo de informações, ou como uma forma de agilizar partes de alguns processos. 

A criação de teses e trabalhos escolares e acadêmicos, por exemplo, pode ser feita com ajuda da IA, mas não completamente. Para um trabalho de qualidade, são necessárias pesquisas mais aprofundadas, olhar crítico, visão estratégica e filtro. 

Até porque a ferramenta, até o momento, não faz nenhuma descoberta ou interpretação rebuscada. Apenas replica.   

ChatGPT ajuda a entender sobre investimentos?

O ChatGPT pode ajudar a entender sobre investimentos de forma genérica, mas não consegue auxiliar o investidor em relação às melhores escolhas para seus objetivos. 

Como modelo de linguagem treinado em uma grande variedade de tarefas de processamento, o ChatGPT pode responder perguntas e fornecer informações sobre investimentos de maneira geral.

Por exemplo, ele pode ajudar a esclarecer termos e conceitos financeiros, explicar diferentes tipos de investimentos, dar dicas genéricas sobre estratégias de investimento e fornecer análises de mercado.

Embora o ChatGPT possa fornecer informações úteis a esse respeito é importante lembrar que elas não devem ser consideradas conselhos financeiros nem orientações profissionais. 

Isso porque o ChatGPT não tem visão crítica para assessorar. E por ser uma tecnologia, está sujeita a interpretações equivocadas – como o próprio Chat adverte.  

Quem procurar para entender melhor sobre investimentos?

Assessores de investimentos têm a habilidade de entender as necessidades e objetivos financeiros individuais e adaptarem suas recomendações de investimento de acordo com cada particularidade. Eles também podem ajudar a interpretar e aplicar informações financeiras complexas apropriadamente.

Além disso, um assessor de investimentos pode fornecer aconselhamento sobre como gerenciar riscos e criar uma carteira de investimentos personalizada. 

Também é exclusividade de um assessor capacitado dar feedback contínuo sobre o desempenho da carteira e fazer ajustes consoante às mudanças no mercado e na vida financeira do investidor.

Resumidamente, apenas um assessor consegue prestar orientação personalizada e adaptada às necessidades específicas de cada investidor, o que é essencial para o sucesso a longo prazo de uma carteira.

Por isso, na hora de investir, consulte assessores profissionais de empresas como a Blue3 Investimentos, por exemplo, para ter a certeza de que está tomando as decisões mais acertadas. 

Written By
Redação It's Money

A redação do portal It’s Money é formada por um time de profissionais com ampla experiência editorial, com acompanhamento e revisão de jornalistas especializados.