Imposto de Renda Onde Investir

Como declarar fundos de investimento no Imposto de Renda 2023?

Como declarar fundos de investimento no Imposto de Renda 2023?
  • Publicado em 5 de maio de 2023

Com o prazo para declaração do Imposto de Renda 2023 se aproximando, muitos investidores começam a se questionar sobre como declarar suas aplicações em fundos de investimento.  

Assim, essa é uma dúvida comum, já que esse tipo de ativo possui diversas particularidades na hora de realizar a declaração.  

Neste artigo, vamos explicar como declarar fundos de investimento no Imposto de Renda 2023 de forma clara e objetiva. 

Confira! 

Quem deve declarar os fundos de investimento no Imposto de Renda 2023? 

O investidor que efetuou operações cujo total de vendas, inclusive isentas, superiores a R$ 40 mil é obrigado a declarar fundos de investimentos imposto de renda.  

Além disso, quem não vendeu nada, mas possui um total de bens acima de R$ 300 mil, também precisa prestar contas com o fisco.  

Ou seja, tanto o saldo e quanto rendimento precisam ser declarados.  

Informe de Rendimentos 

O primeiro passo para declarar um fundo de investimento no Imposto de Renda 2023 é ter em mãos o Informe de Rendimentos fornecido pela instituição financeira responsável pelo fundo.  

Neste documento, estão todas as informações necessárias para realizar a declaração, como: 

  • Valor total investido no fundo; 
  • Movimentações realizadas durante o ano-calendário; 
  • Rendimentos obtidos; 
  • Despesas dedutíveis, como taxa de administração e custódia.  

Como declarar o rendimento resgatado de fundos de investimentos 

  1. Acesse a ficha “Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva/Definitiva” e busque pelo tópico “Rendimentos de Aplicações Financeiras”; 
  2. Depois, preencha o nome do fundo, o CNPJ do administrador e os rendimentos líquidos do Informe de Rendimentos. 

Como declarar o saldo de fundos de investimentos 

  1. Acesse para a ficha “Bens e Direitos” e procure pelo grupo 07 (“Fundos”);
  2. Preencha com o saldo ou com o quanto você tinha aplicado no ano de 2022, escolhendo com atenção a categoria do seu FI;
  3. Depois, no campo “Discriminação“, coloque a administradora do fundo e a quantidade de cotas;
  4. Por fim, no campo “Situação”, preencha com o saldo atual, conforme indicado no Informe de Rendimentos. 

Leia também: Guia completo: como declarar Imposto de Renda 2023

Tributação 

Cada tipo de fundo possui uma tributação diferente, confira na tabela abaixo como as regras funcionam: 

Fundos de Curto Prazo  • Até 180 dias: 22,5%  

• Acima de 181 dias: 20% 

Fundos de Longo Prazo  • Até 180 dias: 22,5% 

• De 181 a 360 dias: 20% 

• De 361 a 720 dias: 17,5% 

• Acima de 720 dias: 15% 

Fundos de Ações  • 15%, independentemente do prazo de aplicação 
Fundos Imobiliários (FIIs)  • 20% sobre os lucros auferidos na venda de cotas 

• Rendimentos são isentos de Imposto de Renda 

ETFs  • 15% sobre os lucros auferidos na venda de cotas 

Precisa de ajuda para declarar fundos de investimento?

Para declarar fundos de investimento com mais segurança e tranquilidade, não deixe de procurar ajuda especializada em tributação para investidores.

Nesse sentido, uma ótima opção é a Contabilidade da Bolsa, empresa com grande expertise em oferecer suporte para a declaração de ativos financeiros.

Clique aqui para receber ajuda!

 

Written By
Redação It's Money

A redação do portal It’s Money é formada por um time de profissionais com ampla experiência editorial, com acompanhamento e revisão de jornalistas especializados.