Empreendedorismo Onde Investir

Como montar um pet shop: passo a passo

Como montar um pet shop: passo a passo
  • Publicado em 9 de fevereiro de 2023

Abrir um pet shop pode ser uma boa ideia de investimento, já que o setor está em constante crescimento. Uma pesquisa levantada pela CNN e realizada pela DataHub mostrou que o aumento dos negócios dedicados a animais foi de 316% em seis anos (2017-2022). 

Não à toa, saber como montar um pet shop é essencial para o sucesso do investimento.

Isso porque o mercado está aquecido, o custo envolvido pode ser alto e o empreendedor precisa entender qual o lucro esperado de um pet shop pequeno, médio ou grande. Em outras palavras, é fundamental compreender todo o panorama para se planejar e aproveitar as oportunidades que o setor oferece.

E se você quer saber como tudo funciona e ainda obter dicas de como investir e juntar dinheiro para abrir um pet shop, fique atento às informações que trouxemos a seguir. Boa leitura!

Quanto custa abrir um pet shop

O custo inicial para abrir um pet shop de médio porte gira em torno de R$80 mil, segundo estimativa do Sebrae. 

Mas vale ressaltar que esse valor pode mudar bastante de acordo com o porte do negócio e dos serviços prestados. 

Para ter uma ideia mais realista de quanto custa abrir um pet shop na sua região e de acordo com o seu plano de negócio, vale a pena fazer uma pesquisa mais aprofundada das variáveis que entram nesse cálculo. 

Acompanhe, no tópico abaixo.

Custos iniciais para abrir um pet shop

É inegável que as pessoas não têm medido esforços na hora de proporcionar mais conforto e qualidade de vida para seus cães, gatos e outros animais. Na prática, o hábito é palpável com o aumento do número de estabelecimentos dedicados aos pets nas grandes cidades. 

Uma vez que os brasileiros têm observado o quanto este tipo de negócio pode ser lucrativo, inclusive durante as crises, muita gente se pergunta quais são os custos iniciais para abrir um pet shop.

E se você está pensando em investir nesse setor e quer saber quanto pode custar, note que o valor do investimento pode variar de acordo com:

  • A estrutura física do espaço;
  • O tamanho do negócio;
  • O estoque inicial;
  • A localização;
  • O capital de giro;
  • Os serviços oferecidos (como banho e tosa), entre outros fatores. 

Portanto, para ter uma estimativa mais precisa de quanto custa abrir um pet shop, você precisa calcular tendo esses pontos em mente. 

Isso porque o valor inclui gastos com aluguel do ponto comercial, reforma e ajustes, compra inicial de mercadorias, divulgação, mobiliário, equipamentos, capital de giro, taxas e impostos.

Lucro de um pet shop pequeno, médio e grande

O lucro de um pet shop varia de acordo com o seu faturamento mensal, que por sua vez fica entre R$60 mil e R$750 mil dependendo do porte do negócio. 

Além disso, fatores como estratégia comercial, localização e demanda influenciam na lucratividade de empresas do ramo.

Veja os dados de faturamento, que ajudam a compreender a capacidade de lucro do setor. As informações são de pesquisa do IBGE e Instituto Pet Brasil.

  • A maioria dos pet shops de pequeno porte, com até 4 funcionários, fatura entre R$60 mil e R$100 mil por mês – o que é um faturamento bastante interessante.
  • Já os estabelecimentos considerados de tamanho médio costumam faturar algo na casa dos R$101 mil a R$250 mil mensais. 
  • Sendo que esse valor pode ser ainda mais expressivo entre os pet shops grandes: de acordo com o levantamento, o faturamento fica em torno de R$250 mil a R$750 mil. Porém, é importante observar que pet shops de grande porte são minoria no país. Eles representam apenas 1,3% da fatia de mercado brasileiro. 

Pet shop case de sucesso

Se você pensa em abrir um pet shop, é importante pesquisar e se inspirar em cases de sucesso de empreendedores do setor. Afinal, negócios que já deram certo podem ser um ótimo guia para criar o sua própria trajetória vencedora.

O Sebrae contou em seu canal Youtube a história do Cleber, que estava em situação de rua e conquistou uma oportunidade de emprego como banhista de pets. Ele se apaixonou pela função e pelos peludinhos, o que serviu como estímulo para dar o primeiro passo em sua vida de empreendedor.

Hoje, Cleber é dono de um negócio promissor, que tem como foco hospedagem, adestramento e outros serviços para os bichinhos, além de manter uma plataforma de cursos online. Seu faturamento anual gira em torno de cinco milhões de reais.

Confira a história em detalhes no vídeo abaixo:

Se essa história te inspirou, chegou a hora de colocar as mãos na massa! Confira muitas dicas práticas nos próximos tópicos.

Lista de produtos para montar um pet shop

Para montar um pet shop, você precisa de uma lista de produtos. Separamos os principais, veja:

  • Computador;
  • Impressora fiscal;
  • Leitor de código de barras;
  • Prateleiras, estantes e expositores;
  • Sacolas;
  • Precificador;
  • Rações variadas e snacks para cães;
  • Rações variadas e snacks para gatos;
  • Rações para pequenos roedores;
  • Rações para peixes e tartarugas;
  • Alimentos para pássaros;
  • Gaiolas para pequenos animais;
  • Aquários;
  • Areias sanitárias para gatos;
  • Tapetes higiênicos para cães;
  • Coleiras;
  • Brinquedos para pets;
  • Camas e casinhas variadas;
  • Roupas e acessórios para pets;
  • Xampus e produtos para higiene dos animais;
  • Anti-pulgas e desparasitantes;
  • Alguns medicamentos comuns para animais;
  • Escovas para pelos.

Além disso, se você for oferecer serviços de banho e tosa, pode ser preciso investir em:

  • Soprador;
  • Secador;
  • Máquina de tosa;
  • Lâminas;
  • Mesa de tosa;
  • Faca de stripping;
  • Banheira;

Essa lista, claro, é apenas uma estimativa dos produtos mais comuns de um pet shop. Você pode investir em um mix maior ou mais reduzido, de acordo com o tamanho do seu negócio, seu espaço e seu investimento. 

Para decidir sobre quais produtos deve ou não vender em seu pet shop, baseie-se em sua pesquisa de mercado, de concorrência, nos costumes regionais e na demanda dos seus clientes. 

Como montar um pet shop: passo a passo

Montar um pet shop requer planejamento e ações ordenadas. Mas, não se preocupe: organizando o passo a passo é possível executar cada etapa com mais assertividade. Confira

Passo 1: faça o plano de negócio

Para montar e abrir um pet shop, o ponto de partida é criar o seu plano de negócio. Resumidamente, trata-se de conhecer o mercado e a clientela, levantar os custos necessários para a operação e desenhar as estratégias e metas da sua empresa

Resumidamente, portanto: 

  • Faça um estudo de mercado;
  • Pesquise a concorrência e seus preços, assim como seus pontos fortes e fracos;
  • Defina qual será o seu diferencial;
  • Faça um plano de negócio e estude o setor.
  • Certifique-se que tem o dinheiro necessário para abrir um pet shop e mantê-lo em funcionamento. Em outras palavras, é importante ter capital de giro e reservas de emergência.

Passo 2: resolva a documentação

Para ter um negócio como uma loja de produtos para animais ou um espaço dedicado a serviços como banho e tosa, você precisa fazer a abertura formal do negócio. Isso inclui alguma burocracia, mas com a ajuda de um contador pode ficar tudo mais simples. 

Você precisa:

  • Realizar o pedido de abertura do negócio na Junta Comercial;
  • Cadastrar um CNPJ e abrir sua empresa, que pode ser: MEI, Simples Nacional, Lucro Presumido ou Lucro Real;
  • Pagar os impostos;
  • Abrir conta no banco com seu CNPJ;
  • Procurar a prefeitura, a Anvisa, a Vigilância Sanitária e o Corpo de Bombeiros para entender as exigências e licenças necessárias para o negócio. Essa etapa está ligada ao alvará de funcionamento e geralmente acontece junto com a escolha do espaço.

Passo 3: defina e contrate o espaço

Definir o espaço onde o pet shop vai funcionar é uma etapa que, na verdade, começa junto com o passo 1 e 2. A contratação do espaço é que vem como o terceiro passo. Explicamos. 

O local precisa atender alguns aspectos que foram estabelecidos no plano de negócio: a região frequentada pelo público desejado e o orçamento destinado para a loja. Nesse sentido, é necessário analisar a melhor região da cidade para abrir um pet shop de acordo com o seu plano. 

Ao mesmo tempo, é preciso entender se o local escolhido terá autorização da prefeitura para funcionar como um pet shop. Aqui entra o pedido de viabilidade da localização, o primeiro passo da liberação do alvará. 

Quando o pedido de viabilidade aponta que no local selecionado pelo empreendedor está de acordo, é possível seguir para a contratação. 

Agora, veja algumas dicas extras para escolher um local apropriado.

  • Em termos de negócio, é preciso que o lugar seja de fácil localização para os clientes, com um bom fluxo de pedestres e acesso descomplicado para os carros. Pensando na documentação, um pet shop tem circulação de pessoas e animais, por isso precisa oferecer segurança estrutural.
  • Procure por ambientes em bom estado de conservação para que as despesas com reformas não elevem demais os custos iniciais. 
  • Oferecer estacionamento é um diferencial, já que as compras no pet shop podem ser pesadas – como os sacos de ração. Além disso, olhando para os hábitos do consumidor,  muita gente prefere buscar de carro o seu bichinho que acabou de sair do banho.

Passo 4: encontre bons fornecedores

Defina uma lista com quais produtos você irá vender, levando em consideração o seu espaço e negociando com fabricantes e distribuidores. 

Faça os pedidos de mercadorias, tendo em atenção os prazos para pagamentos e as condições. 

Realize o mesmo processo com os equipamentos necessários para manter o pet shop em funcionamento, como mobiliário, computador, sistema de gestão de caixa, placa de fachada, sacola personalizada e máquinas de cartão.

Passo 5: monte sua equipe

Você pode trabalhar sozinho no pet shop, se ele for pequeno, ou pode ter colaboradores caso seja maior. Se for esse o caso, o próximo passo é procurar e contratar pessoas para os serviços de atendimento, caixa e o que mais for necessário. 

Para fazer este processo de maneira correta e eficiente, é recomendável contar com a ajuda de um contador ou escritório de contabilidade. 

Passo 6: organize seu pet shop

O passo que antecede a abertura do pet shop é organizar tudo e deixar pronto para inauguração. Depois que receber as mercadorias, treine sua equipe para expô-las nas prateleiras, colocar preço, organizar o estoque, entender como se registra venda no sistema e assim por diante.

Capriche na organização e decoração do espaço, pensando sempre em tornar a vida do cliente mais fácil e a experiência dele mais prazerosa.

Vale a pena investir também numa boa fachada e vitrine para atrair quem estiver passando. Além disso, hoje em dia é bastante recomendado investir em divulgação online, com um bom site e estratégias de marketing digital.

Passo 7: abra seu pet shop e comece a faturar!

Pronto, agora já está tudo certo para abrir o pet shop e começar a vender! A dica é manter-se focado na administração e gestão do negócio para obter os melhores resultados.

Tenha sempre em atenção seu capital de giro e as compras parceladas. Faça um planejamento financeiro cuidadoso para não correr o risco de gastar mais do que ganha.

Outras formas de abrir um pet shop podem incluir investir em uma franquia, por exemplo, ou abrir um pet shop online. O processo é um pouco diferente. Entenda.

Como montar um pet shop online

Para montar um pet shop online, você não precisará se preocupar em alugar um espaço, obviamente. Sendo assim, não terá gastos com aluguel. A não ser que seu pet shop online seja de grande porte e você precise de um local para armazenar suas mercadorias.

Neste caso, pode alugar um armazém menos centralizado, uma vez que seus clientes não terão que se deslocar até lá. 

Entretanto, você precisa pensar na logística do seu negócio como uma prioridade

Você fará vendas apenas para sua região ou para o Brasil todo? A entrega será expressa, por meio dos Correios ou de transportadora?

Para ter um pet shop online é fundamental fechar bons contratos com a empresa responsável pela entrega dos produtos. 

Além disso, você precisa investir em um site com e-commerce de qualidade, que tenha boa usabilidade para o cliente, apresente várias formas de pagamento e seja fácil de administrar para inserir ou remover produtos. 

Aqui, os investimentos em marketing digital precisam ser ainda maiores. Pode ser uma boa ideia contratar um profissional ou uma empresa especializada na solução. 

3 investimentos para juntar dinheiro e abrir um pet shop

Quando falamos sobre o custo e investimentos para abrir um pet shop, é preciso ter em mente que além do valor necessário para montar o negócio, é fundamental ter dinheiro em caixa. 

Isso, tanto para manter o capital de giro, quanto para esperar o prazo necessário até que o negócio se pague e comece a gerar lucro. 

Portanto, é crucial ter dinheiro guardado além daquele do investimento inicial. Por se tratar de uma quantia de dinheiro razoável, vale considerar fazer bons investimentos para conseguir o montante necessário.

Veja algumas opções de investimentos.

1. Tesouro Selic 2025

Alguns investimentos em renda fixa, como o Tesouro Selic 2025, tem apresentado ótimos resultados nos últimos meses. Por isso, pode ser uma alternativa para quem quer empreender e abrir um pet shop. 

O Tesouro Selic 2025 hoje tem uma rentabilidade de 0,0968% mais a taxa Selic. Seu risco é extremamente baixo e o valor aplicado nele pode ser resgatado em 2025. 

Entretanto, é sempre importante verificar se o investimento faz sentido com o seu perfil de investidor e analisar seus pormenores. 

2. BDRs

BRD, ou Brazilian Depositary Receipts, são investimentos em renda variável no qual são emitidos certificados de ações de empresas estrangeiras negociadas na Bolsa de Valores Brasileira, a B3. 

Assim, o investidor não precisa abrir conta em uma corretora de valores internacional para poder ter acesso a grandes empresas de fora do Brasil.

As BDRs também tem se mostrado com boa rentabilidade recentemente, além de terem boa liquidez e baixo risco.  Portanto, podem ser uma boa opção de composição de carteira para investidores que desejam montar um pet shop em breve. Além disso, esse investimento é interessante porque está atrelado ao dólar, e ainda paga dividendos. 

3. Ouro

Outro investimento que pode ser considerado por quem está planejando juntar dinheiro para abrir um pet shop é o ouro. Hoje em dia não é mais preciso tê-lo em casa para ganhar com a sua valorização, basta escolher esta opção juntamente às corretoras.

E uma das vantagens é que o ouro é um investimento em renda variável, mas que não está relacionado com outros ativos da mesma classe, como as ações e os fundos. Portanto, pode ser uma forma eficaz de diversificar a carteira de investimentos sem alocar o capital em altos níveis de risco.

Conte com ajuda de profissionais em investimento

Além dessas três opções, existe uma grande gama de investimentos em renda fixa e variável no mercado financeiro. Eles podem ser indicados para quem está focado em juntar dinheiro para empreender num futuro próximo, como para abrir um pet shop. 

Entretanto, para saber quais investimentos são mais indicados para você e para o seu caso em particular, consulte uma assessoria de investimentos profissional como a Blue3

Além de auxiliarem na composição e manutenção da carteira, a assessoria é indicada para a obtenção dos melhores resultados alinhados com o perfil do investidor

Written By
Redação It's Money

A redação do portal It’s Money é formada por um time de profissionais com ampla experiência editorial, com acompanhamento e revisão de jornalistas especializados.