Educação Financeira Notícias

Conta conjunta digital: qual a melhor?

Conta conjunta digital: qual a melhor?
  • Publicado em 25 de março de 2024

Conta conjunta digital é uma opção interessante para quem está pensando em compartilhar as finanças com alguém. E naturalmente, trata-se de uma estratégia de organização que gera algumas dúvidas.

Por isso, neste artigo vamos desbravar esse universo! Aqui, vamos comparar contas digitais e tradicionais, respondendo às principais perguntas e, claro, falando sobre investimentos para casais.

Vamos nessa?

Conta digital e conta tradicional: qual a diferença?

Antes de mergulharmos na conta conjunta, é crucial entender a diferença entre contas digitais e tradicionais.

O que as pessoas conhecem como contas digitais são as contas bancárias de fintechs – que é o nome técnico dos bancos digitais. Da abertura ao uso no dia a dia, elas são totalmente gerenciadas pela internet.

Inclusive, as contas digitais se destacam justamente por essa facilidade de abertura e utilização. Transferências instantâneas, investimentos e até mesmo empréstimos podem ser realizados no aplicativo, sem necessidade de uma visita presencial a agências.

Já as contas tradicionais são aquelas oferecidas por bancos físicos. Assim, elas podem ter mais taxas, mas oferecem um atendimento pessoal que muitas pessoas valorizam.

Ainda, vale lembrar que as contas tradicionais também têm sua versão online, acessíveis pelo aplicativo e com todos os serviços disponíveis virtualmente. Para se referir a elas, portanto, é comum usar o termo internet banking.

Conta conjunta e individual: diferenças

Quando se trata de gerenciar suas finanças, é fundamental entender as diferenças entre uma conta conjunta e uma conta individual.

Como o nome sugere, na conta individual apenas uma pessoa tem controle sobre os fundos e as transações. É uma opção mais simples e direta, ideal para quem prefere manter suas finanças estritamente pessoais.

Por outro lado, a conta conjunta é compartilhada entre duas ou mais pessoas, cada uma com seu próprio grau de acesso e controle. Isso pode ser especialmente útil para casais, sócios de negócios ou familiares que têm despesas compartilhadas. Porém, é crucial estabelecer regras claras e comunicação aberta para evitar mal-entendidos.

Em resumo, a escolha entre uma conta conjunta e individual depende do seu estilo de vida, de suas necessidades financeiras e do nível de confiança entre as partes envolvidas.

Precisa ser casado para fazer conta conjunta?

Não é preciso ser casado para fazer conta conjunta.  Sim, muitas pessoas têm a impressão de que essa alternativa serve apenas para casais, mas isso não é verdade.

Na realidade, de acordo com o Banco Central, uma conta conjunta pode ser aberta por qualquer par de adultos responsáveis, sejam eles amigos, irmãos, parceiros de negócios ou casais em união estável.

Portanto, no Brasil o casamento não é um pré-requisito para ter uma conta conjunta.

É possível fazer uma conta conjunta digital?

Sim, é possível fazer uma conta conjunta digital. No entanto, é importante ressaltar que atualmente as opções de conta conjunta digital são mais limitadas – nem todos os bancos digitais oferecem esse serviço. Atualmente, fintechs como a Noh e Digi+ têm a modalidade, além de instituições como o Banco Pan.

Dessa forma, é mais comum encontrar a opção de conta conjunta em bancos tradicionais. Elas podem ser acessadas digitalmente, então, vale a pena pesquisar para encontrar a melhor opção para você.

Por fim, para abrir uma conta conjunta digital o ponto de partida mais comum é que cada pessoa envolvida tenha sua própria conta no mesmo banco ou app.

Feito isso, é só seguir o passo a passo de cada instituição para finalmente abrir a conta conjunta. Simples assim!

Vantagens e desvantagens de conta conjunta digital

A decisão de abrir uma conta conjunta digital pode trazer várias vantagens, mas também é importante prestar atenção em alguns pontos. Vamos dar uma olhada em cada um deles.

Vantagens

  1. Menos taxas: Nos bancos tradicionais, uma vantagem das contas conjuntas pode ser o valor das taxas de manutenção. Ainda, nas contas conjuntas digitais específicas de fintechs, pode nem haver taxas. Claro, é importante pesquisar antes de decidir.
  2. Acesso rápido e fácil: Por meio do aplicativo, as pessoas envolvidas na gestão da conta podem rapidamente acessar e realizar transações. Para rotinas muito movimentadas, a praticidade costuma ser uma vantagem importante.
  3. Transparência e organização: Os titulares podem ver todas as movimentações, o que ajuda na organização do orçamento do casal, da família ou dos amigos que administram a conta.

Desvantagens

  1. Menos opções de bancos: Infelizmente, nem todos os bancos oferecem contas conjuntas digitais.
  2. Riscos se não houver confiança entre as partes: Como ambas as partes têm acesso à conta, é fundamental que haja um alto nível de confiança e de alinhamento quanto às regras de como e quando usar o dinheiro.

Qual a melhor conta conjunta digital

Escolher a melhor conta conjunta digital depende das suas necessidades e preferências. Porém, vale lembrar que em se tratando de conta conjunta especificamente dos bancos digitais, as opções são mais escassas. Então, para ajudar você a escolher, separamos algumas orientações.

Digi+

O Digi+ foi o primeiro banco digital a oferecer uma conta digital conjunta. É possível abrir a conta pelo celular, através do app do banco. Ou seja, de forma simples e rápida. Em seguida, cada titular recebe um cartão de débito no endereço cadastrado e já pode usar a sua conta.

Noh

A Noh é uma conta conjunta digital feita especialmente para casais modernos. Oferece atendimento humanizado e várias opções para pagamentos, como Pix, boleto ou cartão.

Além das contas digitais, você também pode considerar contas conjuntas tradicionais que oferecem acesso digital. As mais tradicionais e que podem trazer vantagens para os correntistas, são:

  • Banco do Brasil
  • Bradesco
  • Santander
  • Itaú

Conta conjunta da corretora: existe?

Algumas corretoras de valores oferecem contas conjuntas. Outras, não oferecem conta conjunta para manter a estratégia do investidor. Porém, oferecem serviços que permitem o acompanhamento de mais de uma pessoa na plataforma de investimento.

Na XP Investimentos, por exemplo, a conta conjunta em si não é uma opção – isso, para assegurar que os aportes e movimentos do investidor titular não sejam alterados sem sua autorização prévia. Mas, é possível manter uma terceira pessoa vinculada à conta por meio de procuração, caso o investidor assim deseje.

Quer saber se a conta digital da XP vale a pena? Leia aqui!

Investimentos para casais: como ganhar dinheiro

Casal que investe junto, cresce junto! Para começar a investir bem com seu companheiro ou companheira, existem algumas práticas interessantes. Veja.

1 – Estabelecer metas financeiras claras

Antes de investir, é crucial que ambos estejam na mesma página em relação aos objetivos financeiros. Querem comprar uma casa, fazer uma viagem dos sonhos ou garantir uma aposentadoria confortável? Isso porque, definir metas claras ajuda a escolher os investimentos mais adequados.

2 – Diversificar investimentos

Diversificar os investimentos pode minimizar riscos e oferecer um retorno mais estável a longo prazo. Considere uma mistura de ativos como ações, títulos, imóveis e até criptomoedas.

3 – Consultar um profissional

Às vezes, a melhor coisa a fazer é procurar a ajuda de um profissional. Uma assessoria de investimentos pode fornecer um olhar especializado e ajudar a otimizar sua carteira de investimentos.

Dica extra: Blue3 Investimentos, a sua parceira na jornada de investimentos

Se vocês estão procurando uma assessoria de investimentos confiável e eficaz, a Blue3 pode ser uma excelente escolha. A empresa tem uma variedade de serviços personalizados para atender às suas necessidades específicas, ajudando vocês a tomar decisões financeiras mais informadas.

Enfim, esperamos que este artigo tenha esclarecido suas dúvidas sobre contas conjuntas digitais e investimentos para casais. Até a próxima!

Written By
Redação It's Money

A redação do portal It’s Money é formada por um time de profissionais com ampla experiência editorial, com acompanhamento e revisão de jornalistas especializados.