Análises Morning Call

Contágio

Contágio
  • Publicado em 22 de novembro de 2022

Morning-Call_22_11_Its_Money

Macro

Os investidores seguem preocupados com os desdobramentos de novos casos de Covid que acontecem na China, com os principais índices acionários por lá caindo nessa terça-feira.

O Numura estimou que 1/5 do PIB do país já está afetado pelas restrições à Covid, colocando mais pressão nos ativos. Número de novas infecções por lá atingiram patamares próximos do recorde.

Desdobramentos também ocorrem no mundo das criptomoedas, onde o debacle da FTX tem legado o escrutínio de reguladores em um mercado cuja marca principal era justamente um ativo menos suscetível a regulamentação.

Ocorre hoje uma audiência em Delaware com a FTX e um caso sem precedentes de uma corretora de criptomoedas que teve falência decretada.

Outra grande corretora, a Genesis, entra no radar de investidores após rumores de que a empresa necessitaria de uma injeção de capital na ordem de USD 1 bi para evitar também uma recuperação judicial.

Faltando quase 20 dias para a próxima reunião do FOMC, o discurso de membros do FED adotando uma postura mais suave dos juros deve trazer algum fôlego ao mercado.

Ontem, Mary Daly, do FED de São Francisco alertou os outros membros de que é necessário atenção ao atraso que ocorre na transmissão do efeito da política monetária na economia, sugerindo que com o tempo os primeiros aumentos devem mostrar efeitos mais contundentes na economia por agora.

Mercado Interno

Por aqui, a PEC de transição ainda permanece como tema central dos mercados com bastante idas e vindas.

O Governo do PT ainda insiste no bolsa família fora do teto por pelo menos 4 anos, enquanto o congresso tem passado uma mensagem de que poderia passar a PEC com prazo mais curto somente.

Essa semana membros do governo deram declarações reforçando o viés de que o governo deverá manter alguma responsabilidade fiscal.

Com todos esses movimentos o Real tem sido uma das moedas mais voláteis atrás apenas de divisas como o Rublo Russo.

Neste mês, os investidores compraram USD 7,1 bi de dólares em derivativos aumentando a posição vendida em Real com o viés de pessimismo fiscal.

Na bolsa, ações de estatais estaduais tiveram boa valorização após o Governo do Paraná anunciar a privatização da COPEL que chegou a subir mais de 20% no pregão.

Morning_Call_22_11_Mercado_Interno_Its_Money

Análise Técnica

O Ibovespa nesta segunda-feira finalizou o pregão com uma leve alta, após três dias consecutivos de baixa, de 0,81% aos 109.750 pontos.

Apesar do primeiro dia de alta, o ativo não conseguiu superar patamares importantes.

A expectativa para os próximos dias segue mais negativa, em que o índice pode voltar a ser negociado nos 107.660 pontos (próximo nível importante mais abaixo).

Para a retomada de um viés mais positivo, o primeiro sinal seria a superação dos 112.500 pontos, ficando acima de região de preço importante e das médias móveis.

Mercado Externo

Morning_Call_22_11_Mercado_Externo_Its_Money

Análise Técnica

O S&P500 fechou essa segunda-feira com uma leve baixa de 0,30% aos 3.951 pontos.

Dando continuidade a um movimento mais lateral nos últimos 7 pregões em forma de correção.

Dessa forma, o ativo segue com uma expectativa mais positiva no curto prazo, ou seja, em tendência de alta.

Movimento que pode ser retomado após essa correção no curto prazo.

A superação dos 3.987 pontos aumenta a probabilidade de retomada do movimento de alta, onde o índice pode buscar a região dos 4.044 pontos, como primeiro nível importante.

O que aumentaria o cenário negativo no curto prazo seria a perda da região de média móvel nos 3.912 pontos.

Commodities

Petróleo mostra alívio no pregão de hoje com leve alta após dias de correção no patamar dos USD 80 dólares(WTI).

Os temores de uma desaceleração global ainda mais profunda, juntamente com os novos casos de Covid na China fizeram peso na correção de algumas commodities, como o petróleo.

Com os mesmos temores frente a novas contaminação do Covid o minério avança para o segundo dia seguido de baixa na bolsa de Cingapura com investidores avaliando o tamanho do impacto das novas restrições.

Morning_Call_22_11_Commodities_Its_Money

Análise Técnica

O petróleo fechou essa segunda-feira com uma leve queda de 0,17% aos USD 87,34/barril.

Onde o ativo deu continuidade ao movimento de baixa pelo terceiro dia consecutivo, com uma queda acumulada de 6,00%.

Ao longo do dia, o petróleo chegou a apresentar uma queda de 5,80%, porém conseguiu se recuperar no final.

Dessa forma, o ativo segue em tendência de baixa no curto prazo, mas a superação dos USD 87,42/barril indica que o petróleo pode passar por uma correção nos próximos dias.

Essa correção pode ser no tempo (movimento mais lateral) ou no preço (buscando a região de média móvel nos USD 90,97/barril).

Vale lembrar que para anular completamente a tendência de baixa que se encontra no curto prazo, o ativo precisa voltar a ser negociado nos USD 96,12/barril.

Analistas responsáveis

Dalton Vieira – Analista CNPI-T

  • + 15 anos de experiência no mercado financeiro;
  • Analista de valores mobiliários (CNPI-TEM 910);
  • Credenciado pela Apimec desde 2010;
    Desenvolvedor do método DV de investimentos.

Leonardo Gibelli – Analista CNPI-T

  • Analista CNPI-T;
  • Analista CNPI-T EM-3376 credenciado pela Apimec;
  • Formado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Erik Sala – Especialista Em FIIs E Renda Fixa

Graduando em Economia pela UFG e especialista em Fundos Imobiliários. Assistente de análise responsável pela carteira DV Renda Imobiliária.

Disclaimer

De acordo com a Resolução CVM nº 20, de 25 de fevereiro de 2021, Art. 21º, declaro que as análises realizadas neste relatório refletem única e exclusivamente a opinião dos autores, e foram elaboradas de forma independente e autônoma.

De acordo com o art. 21 da ICVM 598/18, caso o Analista esteja em situação que possa afetar a imparcialidade do relatório ou que configure ou possa configurar conflito de interesse, este fato deverá estar explicitado no campo “Conflitos de Interesse” deste relatório.

As informações, estimativas e projeções contidas neste relatório referem-se à data de publicação e estão sujeitas a mudanças, não implicando necessariamente na obrigação de qualquer comunicação no sentido de atualização ou revisão com respeito a tal alteração.

As plataformas usadas para realização deste relatório são Bloomberg e Profit (Nelogica), além de portais de notícias nacionais e internacionais devidamente identificados quando utilizados.

 

 

Written By
DVinvest

A DVinvest é a casa de análise fundada pelo renomado analista Dalton Vieira, que possui em sua equipe profissionais altamente especializados em análise fundamentalista e técnica de ações.