Análises Morning Call

Despertador do mercado

Despertador do mercado
  • Publicado em 8 de março de 2023

abertura-do-mercado-08-março_its-money

Antes de qualquer coisa, gostaríamos de desejar a todas as mulheres um feliz 08 de março!

Mercados abrem nessa quarta-feira em tom de cautela, após as falas do presidente do FED ecoarem ontem nos mercados de forma significativa.

Ontem falamos sobre como o mercado buscaria por pistas dos próximos passos do FED, diante da fala do Jerome Powell, em comissão do Senado americano. Bom, a fala veio, porém talvez não tenha sido o que o mercado queria ter escutado. Aliás, faz algum tempo que olhamos para o comportamento do mercado em relação aos juros por lá e como talvez existisse um certo estado de negação.

Ao olharmos os dados de probabilidade de aumento nas taxas de juros dos Estados Unidos, podemos observar como houve uma mudança a partir da fala do presidente do FED ontem:
(fonte CME Group. Print feito no dia 07/03)

No começo do mês passado, dia 07 de fevereiro, o mercado precificava um aumento de 50 bps ocorrer com apenas 10% de chance, no dia 06/03, 30% e após a fala, na abertura da audiência, de que poderíamos esperar taxas terminais mais elevadas na economia, o mercado precificava um aumento de 50 bps com 70% da probabilidade. Lembrando que o FED já vinha reduzindo o ritmo dos aumentos em “doses” de 25 bps.

O mercado reagiu imediatamente a perspectiva de juros elevados e provavelmente aumento no ritmo do aperto monetário, como resultado, os principais índices acionários no mundo fecharam em queda.

As commodities refletiram também esse sentimento, com o petróleo e minério de ferro recuando levemente na abertura de hoje.

No Brasil, o dólar foi um dos ativos a sentir o reflexo de um FED mais altista e flertou com o patamar de 5,20. Temas fiscais e o nível já elevado de juros reais minimizaram maiores impactos por aqui.

taxa_de_juros_FED

Análise técnica Ibovespa

analise-tecnica-ibovespa-08-março_its-money

Apesar do dia em baixa de -0.45%, o Ibovespa ainda segue com o viés de correção no curto prazo. Se aproximando cada vez mais da média móvel, podemos ter um ponto de decisão para os próximos dias.

Caso o índice volte a trabalhar abaixo dos 103k podemos ver novamente um movimento de baixa sendo iniciado após a correção. Porém, caso supere as médias móveis, o viés positivo aumenta para um movimento de alta um pouco mais expressivo.

Análise técnica S&P 500

analise-tecnica-S&P500-08-março_its-money

Já no mercado americano, o S&P fechou em queda de -1.53% após discurso duro de Jerome Powell. Pelo gráfico temos uma nova sinalização de pressão vendedora formando um forte topo descendente no diário. Com isso, as expectativas de baixa aumentam para os próximos dias.

Análise técnica Petróleo

analise-tecnica-petroleo-08-março_its-money

Assim como o mercado americano, o petróleo reagiu negativamente. Fechando o pregão de ontem com uma queda de -3.88%, o petróleo apresenta novamente um sinal negativo após testar a região de resistência.

Seguimos atentos para os próximos movimentos, principalmente se o petróleo voltar a romper o suporte dos 80 dólares.

Análise técnica dólar

analise-tecnica-dólar-08-março_its-money

O dólar futuro fechou em alta de +0.47%. Ainda dentro de um viés de correção, podemos ter o dólar apresentando força nos próximos dias e sinalizando um fundo no gráfico diário. A expectativa positiva só será anulada caso o mesmo volte a trabalhar abaixo dos 5.100.

Analistas responsáveis

Dalton Vieira – Analista CNPI-T

  • + 15 anos de experiência no mercado financeiro;
  • Analista de valores mobiliários (CNPI-TEM 910);
  • Credenciado pela Apimec desde 2010;
    Desenvolvedor do método DV de investimentos.

Leonardo Gibelli – Analista CNPI-T

  • Analista CNPI-T;
  • Analista CNPI-T EM-3376 credenciado pela Apimec;
  • Formado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Erik Sala – Especialista Em FIIs E Renda Fixa

Graduando em Economia pela UFG e especialista em Fundos Imobiliários. Assistente de análise responsável pela carteira DV Renda Imobiliária.

Disclaimer

De acordo com a Resolução CVM nº 20, de 25 de fevereiro de 2021, Art. 21º, declaro que as análises realizadas neste relatório refletem única e exclusivamente a opinião dos autores, e foram elaboradas de forma independente e autônoma.

De acordo com o art. 21 da ICVM 598/18, caso o Analista esteja em situação que possa afetar a imparcialidade do relatório ou que configure ou possa configurar conflito de interesse, este fato deverá estar explicitado no campo “Conflitos de Interesse” deste relatório.

As informações, estimativas e projeções contidas neste relatório referem-se à data de publicação e estão sujeitas a mudanças, não implicando necessariamente na obrigação de qualquer comunicação no sentido de atualização ou revisão com respeito a tal alteração.

Imagem: REUTERS/Kevin Lamarque

Written By
DVinvest

A DVinvest é a casa de análise fundada pelo renomado analista Dalton Vieira, que possui em sua equipe profissionais altamente especializados em análise fundamentalista e técnica de ações.