Análises Morning Call

Entre a cruz e a espada

Entre a cruz e a espada
  • Publicado em 17 de março de 2023

Dia de vencimentos de opções nos EUA e Brasil deve trazer maior volatilidade ao mercado hoje, que tem abertura em movimento lateralizado após dias de forte volatilidade, puxados principalmente pelo setor bancário lá fora.

O Credit Suisse voltou a ser foco das preocupações do mercado e necessitou de USD 54 bi do Banco Central da Suíça.

Os saques nos últimos trimestre, para efeito de comparação, foram de USD 119 bi líquidos.

Essa semana, dados mostram o tamanho dos resgates bancários efeituados pelo FED, considerando a linha de liquidez, que foi superior a crise de 2008 e chegou ao patamar dos USD 150 bi.

O mercado se prepara para o FOMC na semana que vem, que vai definir os juros nos EUA. Após os episódios com os bancos, o mercado aposta numa direção mais branda do Banco Central americano, que deve subir os juros em 25 bps pela expectativa do mercado.

O BCE, da Europa subiu essa semana os juros me 50 bps, dentro do esperado por lá.

Petróleo segue se recuperando porém em torno das preocupações dos investidores com os bancos, a commoditie caminha para seu pior nível no ano. Minério de ferro ainda segue subindo com algum folego, com os investidores atentos a temporada de construção na china.

Aqui no Brasil, Lula tem reunião com a equipe econômica para discutir os detalhes do novo arcabouço fiscal, numa reunião que deve contar com os principais nomes ligados a pasta, como Fernando Haddad, Simone Tebet e Geraldo Alckmin.

Até o momento sabe-se pouco da proposta, mas tem-se informações de que haveria controle de gastos na proposta, que tende a desagradar a ala mais ideologia do governo. As discussões ocorrem em um momento em que o BCB precisaria de um arcabouço sólido para pensar em derrubar os juros.

Dados da PNAD mostram desemprego avançando para 8,4% de 7,9% enquanto as estimativas apontavam para 8,2%.

abertura-do-mercado-17-março_its-money

Análise técnica Ibovespa

analise-tecnica-ibovespa-17-março_its-money

Por aqui, nosso mercado conseguiu fechar em alta de +0.74%. Após um dia de muita volatilidade, o Ibovespa ganha força e consegue superar a máxima do candle anterior e se aproximar da resistência na faixa dos 104k.

Ainda com um viés negativo, os próximos dias serão importantes para definir a continuidade do movimento de baixa ou o início de uma nova correção.

Análise técnica S&P500

analise-tecnica-S&P500-17-março_its-money

No cenário externo, o S&P novamente apresenta um dia de forte alta se aproximando da região de resistência dos 4050. Ainda dentro deum movimento de correção, o mercado americano precisa superar essa faixa de preço para ganhar um viés mais positivo para os próximos movimentos.

Análise técnica petróleo

analise-tecnica-petroleo-17-março_its-money

Após uma semana de forte desvalorização, o petróleo tenta se sustentar acima da região dos 72 dólares. Fechando o dia de ontem com alta de +0.31%, o ativo pode apresentar uma correção nos próximos dias buscando a média móvel do gráfico diário.

Ainda dentro de um movimento de baixa, o viés permanece sendo mais negativo em busca da região dos 70 dólares.

Análise técnica dólar

analise-tecnica-dólar-17-março_its-money

Já o dólar, encerrou o dia de ontem em queda de -1.15%. Ainda dentro de um viés mais positivo no curto prazo, o ativo pode apresentar uma lateralização/correção nos próximos dias para posteriormente iniciar um novo movimento de alta em direção aos 5.500.

Esse viés positivo só será anulado caso o dólar volte a ser negociado abaixo dos 5.100.

Analistas responsáveis

Dalton Vieira – Analista CNPI-T

+ 15 anos de experiência no mercado financeiro;
Analista de valores mobiliários (CNPI-TEM 910);
Credenciado pela Apimec desde 2010;
Desenvolvedor do método DV de investimentos.

Leonardo Gibelli – Analista CNPI-T

Analista CNPI-T;
Analista CNPI-T EM-3376 credenciado pela Apimec;
Formado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Erik Sala – Especialista Em FIIs E Renda Fixa

Graduando em Economia pela UFG e especialista em Fundos Imobiliários. Assistente de análise responsável pela carteira DV Renda Imobiliária.

Disclaimer

De acordo com a Resolução CVM nº 20, de 25 de fevereiro de 2021, Art. 21º, declaro que as análises realizadas neste relatório refletem única e exclusivamente a opinião dos autores, e foram elaboradas de forma independente e autônoma.

De acordo com o art. 21 da ICVM 598/18, caso o Analista esteja em situação que possa afetar a imparcialidade do relatório ou que configure ou possa configurar conflito de interesse, este fato deverá estar explicitado no campo “Conflitos de Interesse” deste relatório.

As informações, estimativas e projeções contidas neste relatório referem-se à data de publicação e estão sujeitas a mudanças, não implicando necessariamente na obrigação de qualquer comunicação no sentido de atualização ou revisão com respeito a tal alteração.

Written By
DVinvest

A DVinvest é a casa de análise fundada pelo renomado analista Dalton Vieira, que possui em sua equipe profissionais altamente especializados em análise fundamentalista e técnica de ações.