Análises Morning Call

Grande demais para quebrar

Grande demais para quebrar
  • Publicado em 15 de março de 2023

Mercados abrem essa quarta-feira em baixa com mercado temerário com os bancos. Após o colapso do SVB e problemas com outros bancos regionais, o mercado teme que algum dos gigantes (principalmente o Credit Suisse) tenha algum problema que cause um estrago sistêmico.

Os títulos que de proteção contra um default do banco (os chamados CDS) estão próximos aos mil bps, cerca de 20 vezes mais do que outros bancos de tamanho comparável. Chama a atenção também o fato dos CDS de curtos prazo estarem valendo mais. Uma inversão de curva, quando o mercado busca proteção de curto prazo.

Diante de toda essa situação com os bancos e uma leve ajuda da inflação, que veio dentro do previsto em níveis razoáveis, o mercado passou a precificar com 60% de chances um aumento de 25 bps para a próxima reunião do FOMC dentro de 07 dias.

O que tem chamado atenção é o fato de que o mercado começa a precificar também com 40% de chance a possibilidade de não ter aumento nas taxas de juros por lá. Uma semana atrás, praticamente, durante a fala do presidente do FED, Jerome Powell, o mercado dava como certo uma mudança de direção do Banco, levando os juros para patamares ainda maiores.

A situação do maior banco central do mundo é difícil, pois nos dados de inflação, os núcleos ainda continuam surpreendendo para cima, o que tornaria difícil uma parada na escalada dos juros, porém, a economia tem apresentado desafios formidáveis com juros nos patamares atuais.

Aqui no Brasil, talvez tenhamos algum benefício dessa situação, com a nossa curva de juros precificando um corte ainda em maio. O ministério da Fazenda vem dando sinalizações de que o novo arcabouço fiscal deverá ser entregue ainda essa semana.

abertura-do-mercado-15-março_its-money

Análise técnica Ibovespa

analise-tecnica-ibovespa-15-março_its-money

O cenário segue sendo negativo para o Ibovespa. Após apresentar um indício de recuperação durante o dia, o IBOV fechou mais uma vez no negativo (-0.18%). O viés segue de baixa em direção a próxima zona de suporte que se encontra na faixa dos 101k.

Análise técnica S&P500

analise-tecnica-S&P500-15-março_its-money

No mercado americano, o S&P500 apresentou alta de +1.65% e novamente volta a testar a região de resistência na faixa dos 3950. O viés segue sendo negativo para o mercado americano com alvo primário no suporte dos 3800 pontos.

Análise técnica petróleo

analise-tecnica-petroleo-15-março_its-money

Como comentado anteriormente, o petróleo segue forte em sua tendencia de baixa. No dia de hoje o petróleo atingiu o patamar dos 76 dólares, que era um dos alvos para esse movimento de baixa. Caso o ativo ganhe ainda mais força e trabalhe abaixo dessa região, podemos ver o petróleo ir em direção ao próximo suporte na faixa dos 70 dólares.

Análise técnica dólar

analise-tecnica-dólar-15-março_its-money

Novamente mostrando força compradora, o dólar segue forte para cima em direção a resistência que se encontra na faixa dos 5.500. Fechando com +0.74% e ainda sem sinais de reversão, o dólar pode ganhar ainda mais força caso supere essa região comentada anteriormente.

Analistas responsáveis

Dalton Vieira – Analista CNPI-T

  • + 15 anos de experiência no mercado financeiro;
  • Analista de valores mobiliários (CNPI-TEM 910);
  • Credenciado pela Apimec desde 2010;
    Desenvolvedor do método DV de investimentos.

Leonardo Gibelli – Analista CNPI-T

  • Analista CNPI-T;
  • Analista CNPI-T EM-3376 credenciado pela Apimec;
  • Formado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Erik Sala – Especialista Em FIIs E Renda Fixa

Graduando em Economia pela UFG e especialista em Fundos Imobiliários. Assistente de análise responsável pela carteira DV Renda Imobiliária.

Disclaimer

De acordo com a Resolução CVM nº 20, de 25 de fevereiro de 2021, Art. 21º, declaro que as análises realizadas neste relatório refletem única e exclusivamente a opinião dos autores, e foram elaboradas de forma independente e autônoma.

De acordo com o art. 21 da ICVM 598/18, caso o Analista esteja em situação que possa afetar a imparcialidade do relatório ou que configure ou possa configurar conflito de interesse, este fato deverá estar explicitado no campo “Conflitos de Interesse” deste relatório.

As informações, estimativas e projeções contidas neste relatório referem-se à data de publicação e estão sujeitas a mudanças, não implicando necessariamente na obrigação de qualquer comunicação no sentido de atualização ou revisão com respeito a tal alteração.

Written By
DVinvest

A DVinvest é a casa de análise fundada pelo renomado analista Dalton Vieira, que possui em sua equipe profissionais altamente especializados em análise fundamentalista e técnica de ações.