Economia

IGP-10 cai 1,53% em maio e tem a maior deflação, segundo FGV

IGP-10 cai 1,53% em maio e tem a maior deflação, segundo FGV
  • Publicado em 17 de maio de 2023

O Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) caiu 1,53% em maio e teve a maior deflação da série histórica medida pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Como resultado, o índice acumula queda de 1,99% no ano e de 3,49% em 12 meses.

Em maio de 2022, o índice havia subido 0,10% no mês e acumulava elevação de 12,13% em 12 meses.

IGP-10

O IGP-10 já havia registrado retração de 0,58% em abril. Porém, neste mês, , o IGP-10 registrou a maior deflação entre as taxas mensais e interanuais, desde setembro de 1993, quando iniciou a sua série histórica.

“O aprofundamento da deflação do IPA foi impulsionado pelo comportamento dos preços do minério de ferro (de 0,58% para -11,50%), da soja (de -7,63% para -10,41%) e do milho (de -2,61% para -12,48%)”, afirmou em nota André Braz, coordenador dos índices de preços da FGV.

IPA

Já o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) caiu 2,25% em maio, ante retração de 0,96% em abril.

Os preços dos Bens Finais variaram de +0,51% em abril para +0,29% em maio. A principal contribuição para este resultado partiu do subgrupo alimentos processados, cuja taxa passou de +0,08% para -0,54%.

INPC

Segundo a FGV, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) subiu 0,60% em maio, ante variação de 0,57% em abril.

Cinco das oito classes de despesa componentes do índice registraram acréscimo em suas taxas de variação: Alimentação (de 0,15% para 1,04%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,86% para 1,52%), Comunicação (0,12% para 1,18%), Despesas Diversas (0,15% para 0,50%) e Vestuário (0,45% para 0,63%).

Em contrapartida, os grupos Transportes (1,86% para 0,52%), Habitação (0,78% para 0,48%) e Educação, Leitura e Recreação (-1,37% para -1,50%) apresentaram decréscimo em suas taxas de variação.

INCC

Por fim, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) variou 0,09% em maio. No mês anterior, a taxa foi de 0,22%.

Assim, os três grupos componentes do INCC registraram as seguintes variações na passagem de abril para maio: Materiais e Equipamentos (de -0,14% para 0,11%), Serviços (1,07% para 0,42%) e Mão de Obra (0,38% para 0,01%).

Written By
Redação It's Money

A redação do portal It’s Money é formada por um time de profissionais com ampla experiência editorial, com acompanhamento e revisão de jornalistas especializados.