Educação Financeira Onde Investir

Qual a importância do Copom para a economia?

Qual a importância do Copom para a economia?
  • Publicado em 19 de abril de 2023

O Comitê de Política Monetária (Copom) é um órgão importante do Banco Central do Brasil que tem como principal função definir as diretrizes da política monetária do país.

Por sua vez, a política monetária tem como objetivo controlar a quantidade de dinheiro em circulação na economia, o que, consequentemente, influencia diretamente o poder de compra dos brasileiros.

Mas como esse “mecanismo” funciona?

Entenda a seguir!

Controle da inflação

A importância do Copom para a economia começa pelo controle da inflação. Na prática, funciona da seguinte maneira:

  • Quando o volume de dinheiro em circulação está muito alto, o consumo costuma aumentar, podendo levar ao aumento de preços, ou seja, ao avanço da inflação;
  • Por outro lado, se a circulação de dinheiro está muito baixa, a economia pode ficar desaquecida.

Por essa razão, o Copom adota medidas para controlar a quantidade de moeda em circulação no país.

E umas das principais medidas adotadas pelo Copom é a variação da taxa básica de juros, a Taxa Selic.

Relação da Selic com a Inflação

Dessa forma, quando a taxa Selic está baixa, o crédito se torna mais acessível e o consumo tende a aumentar, o que pode levar a um aumento na inflação.

Em contrapartida, quando a taxa Selic está alta, o crédito se torna mais caro e as pessoas tendem a consumir menos, o que pode levar a uma redução na inflação.

Entretanto, uma taxa de juros alta pode também desaquecer a economia.

Assim, o Copom define a Taxa Selic com o objetivo de controlar a inflação e alcançar as metas estabelecidas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

Reforçando:

  • Quando a inflação está acima da meta estabelecida pelo CMN, o Copom aumenta a taxa Selic, o que tende a reduzir o consumo e, consequentemente, a inflação.
  • Todavia, quando a inflação está abaixo da meta, o Copom pode reduzir a taxa Selic, o que tende a aumentar o consumo e, consequentemente, a inflação.

Como o Copom define a Selic?

O Copom faz reuniões periódicas para discutir a política monetária e definir as diretrizes a serem seguidas pelo Banco Central.

Geralmente, os encontros acontecem a cada 45 dias, com duração de dois dias. Entre os fatores considerados pelo colegiado, destacam-se:

  • Nível de atividade;
  • Evolução dos agregados monetários e finanças públicas;
  • Balanço de pagamentos;
  • Economia internacional;
  • Mercado de câmbio;
  • Reservas internacionais.

Com base nos pontos acima, somados às expectativas para a inflação, o Copom decide sobre a taxa Selic.

Vale lembrar que o comitê não obedece diretamente ao presidente da República, já que o Banco Central possui autonomia em relação ao governo federal.

Importância do Copom para a economia e investidores

Além de muito importante para a economia, o Copom também serve de guia para investidores, uma vez que a evolução da política monetária serve de norte para decisões de investimento.

Isso por que a Selic tem ralação direta com as taxas de vários ativos do mercado, como o Tesouro Direto, CDB, LCI e LCA, por exemplo.

Por isso, quando o Copom eleva a taxa básica de juros, alguns papéis passam a render mais. Da mesma forma, quando a taxa Selic cai, certos ativos podem perder rentabilidade.

Quer saber mais? Leia o artigo “O que é o Copom e qual a sua função?”

Written By
Redação It's Money

A redação do portal It’s Money é formada por um time de profissionais com ampla experiência editorial, com acompanhamento e revisão de jornalistas especializados.