Análises Morning Call

Inflação na ceia do Natal

Inflação na ceia do Natal
  • Publicado em 23 de dezembro de 2022

Na véspera de Natal, mercados reagiram mal a dados da economia americana que ainda mostram bastante força, levando o mercado a acreditar que o FED deverá fazer ajustes mais fortes em seu aperto monetário. O índice Nasdaq 100 cai quase 9% esse mês, o seu pior dezembro desde a bolha ponto com.

Se ontem foi o PIB, hoje é a inflação que chega aos radares dos investidores, com o Deflator de despesas com consumo pessoal (PCE). A expectativa é de uma desaceleração de 6% para 5,5% na leitura de novembro.

Ainda no noticiário de inflação, o Banco do Japão (BoJ) pode suspender sua política altista para juros, visto que por lá a inflação acelerou para o nível mais alto desde 1981. São tempos estranhos, de fato, para a economia. Até o Japão está tendo alguma pressão inflacionária.

Por aqui, também é a inflação que os investidores devem monitorar, com o IPCA-15 fechando em uma alta de 0,52% em dezembro. No anual, o indicador ficou em 5,90%.

Além da inflação, os ativos locais reagem bem a PEC de Transição que ficou levemente mais enxuta, algo que tem ajudado nos ativos locais a ter uma performance melhor. Foi observado nos juros um leve fechamento na curva, buscando precificar essas melhoras, descolando-se até do exterior mais turbulento, com dados econômicos conturbados nos EUA.

abertura-do-mercado-23-dezembro_its-money

Análise técnica Ibovespa

analise-tecnica-ibovespa-23-dezembro_its-money

O Ibovespa nesta quinta-feira finalizou o pregão com uma leve alta de 0,11% aos 107.551 pontos, terminando no positivo pelo quarto dia consecutivo.

O índice está se mantendo acima da média móvel de curto período, o que pode ser interpretado como sinal positivo. Porém, ainda não anulou a tendência de baixa que se encontra no curto prazo.

Dessa forma, para a retomada de um viés totalmente positivo, é importante que o Ibov continue esse movimento de alta nos próximos dias, e volte a ser negociado acima dos 109.000 pontos.
Já a perda dos 106.509 pontos, voltando para baixo da média móvel de período mais curto, aumentaria o viés negativo para o índice no curto prazo.

Análise técnica S&P500

analise-tecnica-S&P500-23-dezembro_its-money

O S&P500 fechou essa quinta-feira em queda de 1,71% aos 3.822 pontos. Durante o dia, o ativo chegou a apresentar uma queda de 3,23%, mas conseguiu devolver praticamente metade da baixa.
O índice não superou níveis importantes e segue com um viés mais negativo no curto prazo, apresentando um movimento mais lateral nos últimos dias. Que pode ser interpretado como uma correção, de forma lateral.

A perda dos 3.778 pontos indica que o S&P pode dar continuidade a esse movimento de baixa. Para a retomada de uma expectativa mais positiva, o índice primeiramente deveria voltar a ser negociado acima dos 3.919 pontos.

Commodities

Petróleo segue na sua tendência de alta observada, com um novo impulso vindo da Rússia que deve cortar produção em resposta ao teto de preços imposto para suas importações. Juntando-se isso ao clima desfavorável no golfo do México, deveremos observar uma alta contundente nesse final de ano.

Na contramão, o minério de ferro caminha para encerrar o ano com queda, de olho nos casos de Covid na China e nos relatos caóticos vindos do país, que tende a desfavorecer a demanda.

Análise técnica petróleo

analise-tecnica-petroleo-23-dezembro_its-money

O petróleo nessa quinta-feira fechou no campo negativo com uma leve queda de 0,45% aos USD 82,16/barril. O ativo se mantém acima da média móvel de curto período e testou a região dos USD 83,14/barril.

Para aumentar viés positivo, é interessante o petróleo continuar o movimento de alta nos próximos dias, voltando a ser negociado acima dos USD 83,14/barril. Em que o próximo nível importante acima seria os USD 87,16/barril.

*Atenção: Devido ao recesso para as festividades de final de ano, nossa equipe terá um recesso entre hoje (23/12) até o dia (03/01/23) voltando com o Morning Call dia (04/01/23) desejamos a todos boas festas e um bom descanso!

Analistas responsáveis

Dalton Vieira – Analista CNPI-T

  • + 15 anos de experiência no mercado financeiro;
  • Analista de valores mobiliários (CNPI-TEM 910);
  • Credenciado pela Apimec desde 2010;
    Desenvolvedor do método DV de investimentos.

Leonardo Gibelli – Analista CNPI-T

  • Analista CNPI-T;
  • Analista CNPI-T EM-3376 credenciado pela Apimec;
  • Formado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Erik Sala – Especialista Em FIIs E Renda Fixa

Graduando em Economia pela UFG e especialista em Fundos Imobiliários. Assistente de análise responsável pela carteira DV Renda Imobiliária.

Disclaimer

De acordo com a Resolução CVM nº 20, de 25 de fevereiro de 2021, Art. 21º, declaro que as análises realizadas neste relatório refletem única e exclusivamente a opinião dos autores, e foram elaboradas de forma independente e autônoma.

De acordo com o art. 21 da ICVM 598/18, caso o Analista esteja em situação que possa afetar a imparcialidade do relatório ou que configure ou possa configurar conflito de interesse, este fato deverá estar explicitado no campo “Conflitos de Interesse” deste relatório.

As informações, estimativas e projeções contidas neste relatório referem-se à data de publicação e estão sujeitas a mudanças, não implicando necessariamente na obrigação de qualquer comunicação no sentido de atualização ou revisão com respeito a tal alteração.

Written By
DVinvest

A DVinvest é a casa de análise fundada pelo renomado analista Dalton Vieira, que possui em sua equipe profissionais altamente especializados em análise fundamentalista e técnica de ações.