Análises Minuto Oby Notícias

Inflação nos EUA derruba Wall Street e Ibovespa cai 2,30%

Inflação nos EUA derruba Wall Street e Ibovespa cai 2,30%
  • Publicado em 13 de setembro de 2022

O Ibovespa fechou em queda forte (-2,3% aos 110.800 pontos), com mal humor generalizado no mercado após a surpresa do CPI americano, que veio acima das expectativas tanto no índice cheio, quanto na análise dos núcleos.

Com isso, as bolsas nos NY caíram de forma ainda mais contundente do que aqui, o que acabou por reprecificar os índices acionários em todo o mundo.

Por aqui, dia especialmente ruim para as empresas mais alavancadas, que podem ter de conviver com juros mais alto por mais tempo, o que impacta negativamente a capacidade geração de caixa.

No campo de política monetária, com a decisão de taxa de juros do FED na próxima semana, as apostas por uma alta de 75bps agora marcam 67% de probabilidade, contra 33% de chance de um aperto de 100bps, que estava fora da conta até então.

Dólar

O dólar fechou em alta (+1,77% aos R$ 5,19), em dia de moeda americana forte ao redor do mundo, contra emergentes e desenvolvidos, por conta da precificação de que o FED fará um aperto de juros mais duro em sua próxima reunião.

Relativamente, o real teve uma performance melhor do que alguns pares como o peso chileno e o rand sul-africano.

Curva de juros

A curva de juros operou com abertura de taxas em todo o pregão, puxado pelo ambiente mais avesso a risco vindo do exterior.

Com a performance negativa das treasuries, os vencimentos intermediários e longos seguiram na mesma linha, colocando prêmio ao longo da curva e diminuindo as apostas para cortes de juros no início de 2023, dado que os juros mais altos nos EUA podem representar um câmbio mais pressionado por aqui.

A performance de hoje, no entanto, não alterou a precificação de curto prazo e o mercado ainda acredita em fim de ciclo na sendo anunciado pelo Copom na próxima semana.

Written By
Oby Capital

Gestora de investimentos responsável pelos fundos Oby Ágil, Oby Bandeira, Oby Ações, entre outros. Empresa que soma a experiência profissional com a qualificação internacional.