Análises Morning Call Notícias

Novamente, inflação!

Novamente, inflação!
  • Publicado em 10 de novembro de 2022

No noticiário macro, as expectativas dos investidores no momento se voltam para dados de inflação aqui no Brasil e nos EUA.

Por aqui o IPCA acelerou mais do que o esperado ficando em 0,59% contra 0,49% das estimativas, no anual a leitura ficou em 6,47%.

Na abertura do mercado de hoje, os DIs futuros já apresentavam alta reagindo a esse resultado.

Nos EUA o consenso aponta para 0,60% mês contra mês e 7,9% no anual, a última reunião do FED no ano ocorre no dia 14 de dezembro, o mercado está dividido entre um aumento de 50 ou 75 bps com 50% de probabilidade cada.

Mercado fica atento também ao debacle das criptomoedas em uma semana dramática para os ativos. Ao que tudo indica a FTX, corretora que é o epicentro desse drama, pode quebrar caso não receba nenhuma injeção de capital.

Ontem foi aventando que a maior corretora de criptos do mundo, a Binance, poderia resgatar a FTX, entretanto após diligências a companhia desistiu de seguir com o deal. Estima-se que a FTX necessite de USD 4 bi para que fique solvente.

O investidor deve ficar atento às consequências de uma eventual chamada de margem por parte de bancos para cobrir garantias de empréstimos colateralizados em criptos, o que pode não só adicionar maior pressão de venda e liquidez nesses ativos, como também pressionar outros mercados para que se cubra essas margens.

Deveremos ver também o Departamento de Justiça dos EUA atuando no caso. Bitcoin, a mais estável das criptomoedas, chegou no seu menor nível em 2 anos.

abertura-do-mercado-10-de-novembro_its-money.png.jpg

Mercado Interno

Ontem foi um dia de capitulação para o Bradesco que caiu um pouco mais de 16% após seu balanço vir abaixo das expectativas do mercado.

Além do lucro recorrente abaixo do esperado, a inadimplência maior foi um ponto de atenção. Naturalmente, diversos sell side rebaixaram as recomendações do papel. Essa foi a maior queda em duas décadas que o banco passou.

O Banco do Brasil, por outro lado, trouxe um lucro líquido acima das expectativas do mercado em BRL 8,36 bi, aumento de 63% em relação ao 3T21, o novo guidance do banco prevê lucro líquido para 2022 de BRL 32,5 bi.

No fechamento do mercado empresas representativas no IBOV como Itaú, B3, Mafrig e Magazine Luiza divulgam seus resultados.

Das empresas que divulgaram ontem seus balanços, destacamos, BRF, Eletrobrás e Natura frustrando as expectativas do mercado.

Análise técnica Ibovespa

analise-tecnica-ibovespa-10-de-novembro_its-money.png.jpg

O Ibovespa no pregão de ontem deu continuidade ao movimento de baixa que começou na segunda-feira. Terminando o dia com uma queda significativa de 2,22% aos 113.580 pontos.

O índice está se aproximando de um nível de preço importante mais abaixo aos 112.700 pontos. Isso significa que o ativo pode apresentar dificuldade para continuar o movimento de baixa.

Para a retomada de um viés mais positivo, o primeiro sinal seria a superação dos 116.150 pontos, fechando acima da média móvel.

Mercado Externo

Nas eleições dos EUA, o que se desenha até o momento é uma maioria Republicana, embora muito abaixo do que era esperado.

O grande destaque ficou para o governador da Flórida, Ron DeSantis, que deve ser o grande rival, dentro do Partido Republicano, do ex-presidente Donald Trump nas próximas eleições presidenciais em 2024

No mercado americano, tivemos um dia bastante volátil com S&P caindo cerca de 2% na esteira também de balanços corporativos abaixo do que era esperado, em meio a um noticiário bastante desafiador.

Na China, as políticas mais restritivas em relação à covid ainda permanecem assustando os investidores e derrubando as principais commodities como o petróleo e o minério de ferro.

Análise técnica S&P500

analise-tecnica-ibovespa-S&P-500-10-de-novembro_its-money

O S&P500 terminou o pregão dessa quarta-feira com uma queda significativa, após três dias consecutivos de alta, de 2,00% aos 3.749 pontos.

Isso traz um viés mais negativo pois não conseguiu superar a média móvel de longo período e devolveu grande parte da alta que havia apresentado. A perda dos 3.743 pontos indica que pode dar continuidade ao movimento de baixa.

Commodities

A China ainda continua ditando o ritmo para as principais commodities como o minério de ferro e petróleo que tem novas quedas nas cotações em virtude de restrições ainda fortes no país em relação ao Covid.

O mercado passa por um momento de frustração, ao que se esperava que no final do congresso do Partido Comunista Chinês, essas restrições fossem derrubadas, podendo trazer gatilhos de alta pela maior demanda.

Análise técnica petróleo

analise-tecnica-petroleo-10-de-novembro_its-money

O petróleo fechou nessa quarta-feira novamente no campo negativo, com uma queda significativa de 2,92% aos USD91,86 /barril.

Essa queda por dois dias consecutivos já acumulou uma baixa de 5,82%, onde o ativo perdeu níveis de preço importante.

Posto isso, a expectativa é de que o ativo continue esse movimento de baixa, e a perda dos USD 91,77/barril aumenta essa probabilidade. Onde o próximo nível importante mais abaixo seria os USD 89,58/barril.

Analistas responsáveis

Dalton Vieira – Analista CNPI-T

  • + 15 anos de experiência no mercado financeiro;
  • Analista de valores mobiliários (CNPI-TEM 910);
  • Credenciado pela Apimec desde 2010;
    Desenvolvedor do método DV de investimentos.

Leonardo Gibelli – Analista CNPI-T

  • Analista CNPI-T;
  • Analista CNPI-T EM-3376 credenciado pela Apimec;
  • Formado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Erik Sala – Especialista em FIIs e Renda Fixa

Graduando em Economia pela UFG e especialista em Fundos Imobiliários. Assistente de análise responsável pela carteira DV Renda Imobiliária.

Disclaimer

De acordo com a Resolução CVM nº 20, de 25 de fevereiro de 2021, Art. 21º, declaro que as análises realizadas neste relatório refletem única e exclusivamente a opinião dos autores, e foram elaboradas de forma independente e autônoma.

De acordo com o art. 21 da ICVM 598/18, caso o Analista esteja em situação que possa afetar a imparcialidade do relatório ou que configure ou possa configurar conflito de interesse, este fato deverá estar explicitado no campo “Conflitos de Interesse” deste relatório.

As informações, estimativas e projeções contidas neste relatório referem-se à data de publicação e estão sujeitas a mudanças, não implicando necessariamente na obrigação de qualquer comunicação no sentido de atualização ou revisão com respeito a tal alteração.

As plataformas usadas para realização deste relatório são Bloomberg e Profit (Nelogica), além de portais de notícias nacionais e internacionais devidamente identificados quando utilizados.

Written By
DVinvest

A DVinvest é a casa de análise fundada pelo renomado analista Dalton Vieira, que possui em sua equipe profissionais altamente especializados em análise fundamentalista e técnica de ações.