Análises Coluna Especialistas

ODPV3, QUAL3 e RAPT4: confira as últimas divulgações da temporada de balanço

ODPV3, QUAL3 e RAPT4: confira as últimas divulgações da temporada de balanço
  • Publicado em 11 de maio de 2023

A Alupar (ALUP11) segue apresentando resultados mais fracos em sua receita e na sua margem de lucro devido ao término de diversas obras que inflavam seus resultados temporariamente, porém, que já eram esperados de ocorrer.

Analisando somente o resultado recorrente, a empresa aumentou sua receita em 11,5% mas reduziu sua margem de lucro no trimestre.

BMOB3

A Bemobi apresentou resultados fracos na parte da receita devido especialmente a fatores não recorrentes como a transição de clientes da Oi Móvel e de algumas variações cambiais que se forem excluídas, teriam visto a receita crescer 12% no ano.

Os custos e despesas reduziram nesse trimestre e a empresa melhorou a margem. Talvez o mercado não goste desse crescimento mais baixo.

CPLE6

A Copel apresentou leve redução na receita devido à queda no preço da energia, por outro lado, seus custos com a compra de energia para revenda reduziram ainda mais, fazendo com que a margem de lucro da empresa aumentasse no trimestre, o que é bastante positivo.

DEXP3

A Dexxos apresentou forte queda na receita devido à redução no preço dos produtos vendidos, que são especialmente os painéis de madeira e as tubulações de aço, por outro lado, os custos mais do que compensaram na redução, melhorando a margem da empresa, que mesmo apresentando um lucro menor, reduziu de forma considerável seu endividamento.

PNVL4

A Panvel apresentou resultados bem estáveis com um leve crescimento na receita, fruto principal de um aumento no número de lojas e manteve sua margem de lucro em um patamar igual ao do 1T22. Me preocupa um pouco o fato de a dívida ter dobrado em relação ao 4T22, mas ainda não é um valor alto.

ENAT3

A Enauta apresentou queda relevante na receita, fruto especialmente de uma produção mais baixa somado a uma queda no preço do petróleo. Por outro lado, a margem de lucro da empresa melhorou devido a uma maior eficiência no processo.

GUAR3

A Guararapes apresentou leve aumento na receita seguido por uma melhoria na margem de lucro. Apesar da receita ter ficado abaixo do histórico da empresa, a melhoria na margem de lucro deve ter um peso maior na ação, já que o varejo como um todo é mais dependente dessa variável.

LAVV3

A Lavvi apresentou bom crescimento na receita, por outro lado, devido ao momento mais fraco no mercado, precisou vender os imóveis com uma rentabilidade mais baixa de modo a não acumular estoques.

LOGN3

A Log-in apresentou fortes resultados, crescendo sua receita em 44,1% e sua margem de lucro mesmo com a entrada de uma operação menos lucrativa que não existia no 1T22, simbolizando que o restante da empresa aumentou de forma relevante as margens de lucro.

LEVE3

A Metal Leve apresentou redução na receita devido a uma fase pior no ciclo da sua operação, por outro lado, apresentou fortíssimos ganhos de margem, que deve compensar a queda na receita e fortalecer a ação.

ODPV3

A Odontoprev apresentou bons resultados, aumentando o volume de vendas e o preço médio, como consequência, impulsionando a receita, além disso, apresentaram boa melhoria na margem de lucro, o que é bastante positivo.

QUAL3

A Qualicorp apresentou resultados bem fracos, com redução na receita devido especialmente a uma queda no número de clientes, além disso, reduziram bastante sua margem de lucro. O preço da ação deve sentir bastante após esse resultado.

RAPT4

Mesmo em um cenário mais fraco no setor a Randon apresentou bom crescimento na receita e melhoria nas margens devido a melhorias de eficiência, explicando a grande alta da ação nos últimos dias.

TUPY3

A Tupy apresentou forte crescimento na receita, mas uma leve piora em suas margens de lucro operacionais, fruto de uma maior dificuldade em repassar preços na medida que deveria, fruto de um desaquecimento no setor, mas que ainda não preocupam a empresa devido ao crescimento na receita.

Próximas divulgações

Depois do pregão teremos os resultados da Aeris (AERI3), B3 (B3SA3), BMG (BMGB4), Banrisul (BRSR6), C&A (CEAB3), Cogna (COGN3), CPFL (CPFE3), Cyrela (CYRE3), Energisa (ENGI11), EZTec (EZTC3), Ferbasa (FESA4), Grendene (GRND3), Helbor (HBOR3), Hidovias Brasil (HBSA3), IMC (MEAL3), JBS (JBSS3), Light (LIGT3), Locaweb (LWSA3), Mitre (MTRE3), MRV (MRVE3), Oceanpact (OPCT3), Petrobras (PETR4), Plano Plano (PLPL3), Positivo (POSI3), Sabesp (SBSP3), Sanepar (SAPR4), Santos Brasil (STBP3), Trisul (TRIS3), Unipar (UNIP6), WIZ (WIZC3) e ZAMP (ZAMP3).

Analistas responsáveis

Dalton Vieira – Analista CNPI-T

+ 15 anos de experiência no mercado financeiro;
Analista de valores mobiliários (CNPI-TEM 910);
Credenciado pela Apimec desde 2010;
Desenvolvedor do método DV de investimentos.

Leonardo Gibelli – Analista CNPI-T

Analista CNPI-T;
Analista CNPI-T EM-3376 credenciado pela Apimec;
Formado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Erik Sala – Especialista Em FIIs E Renda Fixa

Graduando em Economia pela UFG e especialista em Fundos Imobiliários. Assistente de análise responsável pela carteira DV Renda Imobiliária.

Disclaimer

De acordo com a Resolução CVM nº 20, de 25 de fevereiro de 2021, Art. 21º, declaro que as análises realizadas neste relatório refletem única e exclusivamente a opinião dos autores, e foram elaboradas de forma independente e autônoma.

De acordo com o art. 21 da ICVM 598/18, caso o Analista esteja em situação que possa afetar a imparcialidade do relatório ou que configure ou possa configurar conflito de interesse, este fato deverá estar explicitado no campo “Conflitos de Interesse” deste relatório.

As informações, estimativas e projeções contidas neste relatório referem-se à data de publicação e estão sujeitas a mudanças, não implicando necessariamente na obrigação de qualquer comunicação no sentido de atualização ou revisão com respeito a tal alteração.

Written By
DVinvest

A DVinvest é a casa de análise fundada pelo renomado analista Dalton Vieira, que possui em sua equipe profissionais altamente especializados em análise fundamentalista e técnica de ações.