Análises Morning Call

Otimismo no mercado!

Otimismo no mercado!
  • Publicado em 11 de janeiro de 2023

Quarta-feira de agenda esvaziada tem a maior parte dos mercados ao redor do mundo operando em estabilidade com boas perspectivas vindas da reabertura na economia chinesa, que tem impulsionado commodities importantes como petróleo e o minério de ferro, que superou a marca dos USD 120 em Singapura, marca que não se observava desde meados de 2022.

Dados econômicos do gigante asiático sugerem retomada vigorosa da economia, com número de projetos de construção contratados aumentando 58% em relação ao número do ano passado e a taxa de utilização de guindastes indo para 76%. O setor imobiliário e de construção na China é um dos mais representativos no IB do país.

Alguns analistas têm pontuado a tese de que a Europa consiga atravessar o momento atual na economia sem gerar uma recessão, antes dada inteiramente como certa. O bloco parece ter conseguido resolver parte de seu problema da dependência do gás russo. A alta nas commodities metálicas industriais, tem sugerido que a demanda está boa e não condiz com um cenário de recessão a frente.

Amanhã sai o tão aguardado CPI americano, que deve ditar o tom dos mercados, enquanto muitos operadores têm expectativa positiva para o dado, que pode significar uma capitulação da inflação e um FED mais contido com alta de juros. Uma quebra de expectativas, entretanto, pode significar uma correção forte nos mercados amanhã.

Aqui no Brasil, o IPCA maior para o mês de dezembro acende um farol amarelo quanto aos juros locais. O presidente do Banco Central do Brasil, Roberto Campos, em comunicação ao Ministro da Fazenda, ressaltou seu compromisso com o controle inflacionário e o cumprimento das metas de inflação.

abertura-do-mercado-11-janeiro_its-money

Análise técnica Ibovespa

analise-tecnica-ibovespa-11-janeiro_its-money

O Ibovespa nesta terça-feira fechou no campo positivo pelo quinto dia consecutivo, alta de 1,55% aos 110.816 pontos.

O indicador anulou a tendência de baixa no curto prazo aumentando as expectativas positivas. Isso devido a superação dos 108.580 pontos que é uma região importante. Dessa forma, viés para os próximos dias é mais positivo em que o índice pode dar continuidade ao movimento de alta.

Porém, vale ficar atento para uma possível correção no curto prazo. Ou seja, após esse longo movimento de alta, o índice pode fazer uma correção no curto prazo.

A superação dos 111.193 pontos aumenta a probabilidade do índice continuar esse movimento de alta nos próximos dias.

Análise técnica S&P500

analise-tecnica-S&P500-11-janeiro_its-money

O S&P500 nessa terça-feira também fechou no campo positivo com uma alta de 0,72% aos 3.921 pontos. O índice iniciou testando patamares mais abaixo, porém conseguiu reverter e encerrar em alta.

Isso aumenta a expectativa positiva para o S&P no curto prazo, já que conseguiu se manter acima das médias móveis e também, acima da região de consolidação. Assim a superação dos 3.924 pontos indica que o índice pode dar continuidade nesse movimento de alta.

Commodities

Petróleo tem dia de correção com dados de estoque nos EUA maiores do que o esperado. O barril é negociado no patamar de USD 75. O minério de ferro tem mostrado apetite subindo a USD 122 com otimismo em relação a economia chinesa.

Análise técnica petróleo

analise-tecnica-petroleo-11-janeiro_its-money

O petróleo nesta terça-feira terminou em leve baixa de 0,21% aos USD 79,65/barril. Apesar da alta o viés segue mais negativo para o curto prazo, mas o ativo segue realizando um movimento de correção no curto prazo (repique de alta).

A perda dos USD 77,60/barril aumenta a probabilidade de o ativo continuar o movimento de baixa nos próximos dias.

Para aumentar viés positivo, o primeiro sinal seria a superação dos USD 81,39/barril, fechando acima das médias móveis. Já para anular totalmente a tendência de baixa, é necessário que o petróleo busque ficar acima dos USD 87,39/barril.

Análise técnica Dólar

analise-tecnica-dólar-11-janeiro_its-money

O dólar terminou essa terça-feira dando continuidade ao movimento de baixa, com queda de 1,06% em 5,19 dólar/real. Dessa forma, a expectativa para o curto prazo seria de continuar o movimento de baixa, buscando testar a região dos 5,18 dólar/real.

Analistas responsáveis

Dalton Vieira – Analista CNPI-T

  • + 15 anos de experiência no mercado financeiro;
  • Analista de valores mobiliários (CNPI-TEM 910);
  • Credenciado pela Apimec desde 2010;
    Desenvolvedor do método DV de investimentos.

Leonardo Gibelli – Analista CNPI-T

  • Analista CNPI-T;
  • Analista CNPI-T EM-3376 credenciado pela Apimec;
  • Formado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Erik Sala – Especialista Em FIIs E Renda Fixa

Graduando em Economia pela UFG e especialista em Fundos Imobiliários. Assistente de análise responsável pela carteira DV Renda Imobiliária.

Disclaimer

De acordo com a Resolução CVM nº 20, de 25 de fevereiro de 2021, Art. 21º, declaro que as análises realizadas neste relatório refletem única e exclusivamente a opinião dos autores, e foram elaboradas de forma independente e autônoma.

De acordo com o art. 21 da ICVM 598/18, caso o Analista esteja em situação que possa afetar a imparcialidade do relatório ou que configure ou possa configurar conflito de interesse, este fato deverá estar explicitado no campo “Conflitos de Interesse” deste relatório.

As informações, estimativas e projeções contidas neste relatório referem-se à data de publicação e estão sujeitas a mudanças, não implicando necessariamente na obrigação de qualquer comunicação no sentido de atualização ou revisão com respeito a tal alteração.

Written By
DVinvest

A DVinvest é a casa de análise fundada pelo renomado analista Dalton Vieira, que possui em sua equipe profissionais altamente especializados em análise fundamentalista e técnica de ações.