Análises Criptomoedas Onde Investir Palavra do Analista

Por que as criptomoedas são importantes?  

Por que as criptomoedas são importantes?  
  • Publicado em 17 de novembro de 2022

Com toda certeza nos últimos anos você já ouviu falar muito sobre criptomoedas.  

Bitcoin, blockchain, NFT, Metaverso e outros milhares de temas apareceram no seu dia a dia e deixaram o universo dos criptoativos cada vez mais difícil de ser compreendido.

A partir de hoje, vou mostrar para você de forma simples o que as criptomoedas são, o que elas não são e principalmente o que elas podem ser!  

Qual a importância das criptomoedas? 

O primeiro passo para começarmos a mergulhar no mundo das criptomoedas é entender a sua importância e principalmente o porquê elas existem.  

De forma geral, praticamente tudo na nossa vida moderna tem se tornado digital e online, porém, o nosso dinheiro ainda não.  

O sistema financeiro usado atualmente ainda possui diversas características que faz com que a transferência de valores seja uma tarefa mais difícil do que muita gente imagina.  

No passado, já tentaram criar moedas digitas para melhorar esses processos, porém, nenhuma delas até então conseguiu funcionar corretamente.  

Até que surgiu o Bitcoin, a primeira criptomoeda capaz de solucionar um dos principais problemas dos ativos digitais: o gasto duplo! 

Mas o que é o gasto duplo?  

 Os ativos digitais são como um arquivo de computador, então fica muito fácil duplicá-los.  

Isso gera um grande perigo para o sistema financeiro, pois os usuários podem clonar as transações realizadas, adulterando e modificando os registros.

Assim, o sistema deixa de ser confiável.  

E o Bitcoin conseguiu resolver esse problema através de uma das maiores invenções dos últimos anos, a blockchain!  

O que é a blockchain? 

 A blockchain pode ser descrita como um arquivo digital, que se mantém atualizado e disponível a todos os usuários da rede.  

Esta cadeia de blocos é como um livro razão, contendo todas as transações já realizadas e verificadas em ordem cronológica.  

Uma transação inserida na cadeia de blocos ficará lá permanentemente, servindo como prova de sua veracidade.  

As informações colocadas no sistema são invioláveis e à prova de fraude, pois são protegidas por mecanismos de criptografia.  

Além disso, a blockchain não pode ser controlada por nenhuma corporação, governo ou pessoa, pois ela é completamente descentralizada.   

Todos esses conceitos reunidos fazem com que a blockchain seja considerada uma tecnologia disruptiva, devido à sua capacidade de digitalizar, proteger e rastrear transações sem a necessidade de uma terceira parte confiável. 

Tudo isso se traduz no fato de diversas aplicações descentralizadas poderem ser desenvolvidas indo muito além do mercado financeiro. 

Written By
Lucas Moraes

Analista de valores mobiliários (CNPI-T EM-2877) credenciado pela Apimec. Formado em Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia pela Universidade Estadual Paulista (UNESP), atua no mercado financeiro desde 2018.