Notícias

Principais notícias de maio: descubra os fatos que marcaram o mês

Principais notícias de maio: descubra os fatos que marcaram o mês
  • Publicado em 31 de maio de 2023

Você quer saber quais foram as principais notícias de maio? Entre os destaques, tivemos a reunião do Copom, nova política de preços da Petrobras, votação do arcabouço fiscal na Câmara e muito mais.

Foram longos 31 dias de muita movimentação na economia e nos mercados. E se você não teve de acompanhar as novidades, este artigo vai te atualizar de tudo.

Então, continue até o final e descubra as principais notícias de maio em menos 2 minutos!

Boa leitura!

Copom mantém Selic em 13,75%

O mês de maio já começou com tudo com a definição da nova taxa de Juros, a Selic, pelo Comitê de Política Monetária do Banco Central. A decisão foi manter a Selic em 13,75% ao ano, pela sexta vez consecutiva. 

Apesar da pressão feita pelo Governo Federal pela baixa dos juros, o resultado foi unânime entre o colegiado e veio conforme o esperado pelo mercado.   

Na ata da reunião, o Copom informou que a condução da política monetária – de definição dos juros básicos da economia para segurar a inflação – pede “paciência e serenidade”.  

No mesmo dia, os Estados Unidos também anunciaram sua nova taxa de Juros, com elevação de 0,25 ponto percentual, entre 5% e 5,25% ao ano. 

A decisão também foi unânime, com sinais de que poderá haver uma pausa nos ajustes.

Governo anuncia novo diretor de Política Monetária do BC 

Alguns dias após a decisão do Copom, o governo anunciou Gabriel Galípolo para a Diretoria de Política Monetária do Banco Central. 

A área de política monetária é encarada como uma espécie de “chefia” das diretorias. Toca diretamente as ações que definem a taxa Selic, por exemplo. 

Ex-CEO do Banco Fator, Galípolo era o “número 2” do Ministério da Fazenda e braço direito do ministro Fernando Haddad.  

No entanto, a indicação foi bem recebida por parte do mercado financeiro, com pouco impacto no cenário doméstico.

Nova política de preços da Petrobrás  

As novidades não pararam por aí: o mês de maio também foi marcado pela nova política de preços da Petrobrás. 

O anúncio encerrou a política de Preço de Paridade Internacional, adotada pela Petrobras há mais de seis anos, durante o governo de Michel Temer. 

Essa mudança foi uma promessa feita pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante a campanha eleitoral no ano passado. 

Com isso, o preço da gasolina pago pelas distribuidoras, por exemplo, foi reduzido em R$ 0,40 por litro, passando de R$ 3,18 para R$ 2,78. 

Para entender em detalhes sobre a nova política de preços, temos um vídeo especial sobre o assunto, é só clicar no card que está aparecendo aqui em cima.

Leia também: Petrobras: afinal, o que muda com a nova política de preços?

Arcabouço fiscal

Falando em mudanças, a Câmara dos Deputados aprovou, no dia 23 de maio, o texto-base do arcabouço fiscal, que substituirá o atual teto de gastos. 

A aprovação com folga trouxe certo alívio ao mercado. Por outro lado, a nova regra fiscal tem regras complexas, o que a torna mais rígida por limitar os gastos públicos. 

Vale ressaltar que o texto-base ainda precisa passar pelo Senado. Para saber mais, leia o artigo “Novo arcabouço fiscal: qual o impacto nos investimentos?”.

Principais notícias de maio: inflação dá sinais de melhora

A inflação começa a dar sinais de melhora, o que poderia levar à baixa da Selic.  Isso por que o IPCA-15, do IBGE, considerado a prévia da inflação, subiu 0,51% em maio, abaixo das projeções do mercado. 

Apesar desse cenário de desaceleração do quadro inflacionário no país, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou que o processo de baixa dos juros ainda será muito lento.  

Segundo a última divulgação do Boletim Focus, do Banco Central, a expectativa é de que a Selic encerre 2023 em 12,5% ao ano. 

A próxima reunião do Copom está marcada para os dias 20 e 21 junho, quando o mercado espera algum sinal do colegiado quanto a tão esperada queda dos juros no País. 

Written By
Redação It's Money

A redação do portal It’s Money é formada por um time de profissionais com ampla experiência editorial, com acompanhamento e revisão de jornalistas especializados.