Economia Notícias

Produção industrial cresce 0,3% em outubro, diz IBGE

Produção industrial cresce 0,3% em outubro, diz IBGE
  • Publicado em 2 de dezembro de 2022

A produção industrial nacional cresceu 0,3% em outubro frente a setembro de 2022, na série livre de influências sazonais, informou nesta sexta-feira (02) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

O resultado interrompeu dois meses seguidos de queda. Mesmo assim, o avanço não foi suficiente para recuperar a perda acumulada de 1,3% em agosto e setembro. 

Segundo o levantamento, a indústria cresceu 1,7%. frente a outubro de 2021, na série sem ajuste. No ano, a indústria acumula queda de 0,8% e, em 12 meses, recuo de 1,4%. 

Outubro 2022 / setembro 2022 0,3%
Outubro 2022/ outubro 2021 1,7%
Acumulado no ano -0,8%
Acumulado em 12 meses -1,4%
Média Móvel Trimestral -0,4%

Com esses resultados, o setor industrial se encontra 2,1% abaixo do patamar pré-pandemia (fevereiro de 2020) e 18,4% abaixo do nível recorde alcançado em maio de 2011.  

Ainda na série com ajuste sazonal, com a perda de ritmo da indústria nos últimos meses, a média móvel trimestral permaneceu mostrando recuo em outubro de 2022 e intensificou a magnitude de queda frente ao registrado nos meses de setembro e agosto últimos. 

Produção Industrial por Grandes Categorias Econômicas  –  Brasil – Outubro de 2022
Grandes Categorias Econômicas Variação (%)
Outubro 2022 /Setembro 2022* Outubro 2022 /Outubro 2021 Acumulado Janeiro-Outubro Acumulado nos Últimos 12 Meses
Bens de Capital -4,1 -0,2 -0,5 0,2
Bens Intermediários 0,7 1,9 -0,7 -1,1
Bens de Consumo 0,3 2,4 -1,2 -2,6
  Duráveis -2,7 11,8 -3,7 -6,5
  Semiduráveis e não Duráveis 0,3 0,4 -0,6 -1,7
Indústria Geral 0,3 1,7 -0,8 -1,4
Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Estatísticas Conjunturais em Empresas
*Série com ajuste sazonal

Na variação positiva de 0,3% da atividade industrial na passagem de setembro para outubro de 2022, duas das quatro grandes categorias econômicas e apenas 7 dos 26 ramos pesquisados mostraram crescimento na produção.  

Entre as atividades, as influências positivas mais importantes foram assinaladas por produtos alimentícios (4,8%) e metalurgia (4,6%), com a primeira eliminando parte da perda de 7,1% acumulada nos meses de setembro e agosto últimos; e a segunda voltando a crescer após recuar 7,6% no mês anterior. 

Fonte: IBGE 

Written By
Redação It's Money

A redação do portal It’s Money é formada por um time de profissionais com ampla experiência editorial, com acompanhamento e revisão de jornalistas especializados.