ESG Onde Investir

“Renner une sustentabilidade e tecnologia em nova coleção de Jeans”, por José Áureo Jr.

“Renner une sustentabilidade e tecnologia em nova coleção de Jeans”, por José Áureo Jr.
  • Publicado em 24 de fevereiro de 2023

Já imaginou apontar a câmera do seu celular para o QRcode da etiqueta da sua roupa e saber todo o ciclo da peça até chegar a você?

Isso se chama rastreabilidade e é algo que cada vez mais estará presente em nosso dia a dia, nos mais diversos produtos.

A nova coleção de jeans rastreáveis da Renner (B3: LREN3) traz essa novidade, utilizando a credibilidade da tecnologia Blockchain, a mesma responsável pelo sucesso das criptomoedas.

Mas por que saber a trajetória do produto? A resposta é:  consumo ético e consciente.

A cadeia produtiva da indústria têxtil é conhecida pela sua exposição a diversos riscos socioambientais ao longo do processo, além dos relevantes casos de varejistas multinacionais envolvidas com questões controversas em relação a terceirização de mão de obra.

Dentre os principais riscos da cadeia, estão:

  • a poluição ambiental pela grande quantidade de resíduos tóxicos na produção;
  • o intenso uso de água no processo têxtil; desmatamento, que pode estar relacionado com a produção de tecidos;
  • descarte inadequado de resíduos tóxicos em aterros sanitários;
  • condições de trabalho precárias em relação à jornada de trabalho,
  • baixos salários e ausência de direitos trabalhistas básicos.

Considerando essa exposição do setor, a Renner buscou a inovação através rastreabilidade digital, a fim de garantir total transparência sobre a origem e a trajetória de cada item que compõem o jeans.

Como funciona a rastreabilidade do jeans?

Com a leitura do QRcode que está impresso na etiqueta da peça, é possível acompanhar todo o ciclo de produção do jeans, desde a fazenda que cultivou a matéria-prima, a fiação, a tecelagem, malharia, confecção e, por fim, o varejo onde a peça foi vendida.

A coleção de jeans lançada pela Renner é produzida com algodão que possui certificação socioambiental da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), através do programa SouABR (Sou de Algodão Brasileiro Responsável), que desenvolveu a tecnologia de rastreabilidade digital.

Por que utilizar a tecnologia Blockchain?

A mesma tecnologia inovadora lançada com as criptomoedas tem a capacidade de registrar e criptografar os dados de forma distribuída, garantindo a autenticidade da informação e impedindo qualquer alteração.

Isso implica em informações de todos os fornecedores da cadeia daquela peça de forma digital e auditável.

A Renner tem a ambição de alcançar 100% da rastreabilidade dos seus produtos de algodão até o no de 2030, além de desenvolver a rastreabilidade de outras matérias-primas têxteis, alinhado à demanda do mercado de consumo sustentável que cada vez mais irá exigir transparência e confiabilidade das empresas.

Essa é mais uma das políticas de responsabilidade socioambientais da empresa que agrega valor à empresa quanto a questões ESG, e reafirma seu posicionamento no setor.

Como a Renner (LREN3) está nas questões ESG?

Referência em ESG no setor de varejo e vestuário, a Renner (B3: LREN3) possui robustas políticas nos três pilares como podemos ver a seguir:

  • Ambiental (E): É neutra em carbono há 5 anos, compensando anualmente 100% das suas emissões, e com metas de continuar reduzindo suas emissões;
  • Social (S): possui uma forte política de monitoramento de fornecedores, com classificação de níveis de risco, onde 90% dos fornecedores são de Nível 1. Mulheres correspondem a 65% da força de trabalho. Empresa signatária dos Princípios de Empoderamento da Mulher na ONU.
  • Governança (G): Renner é listada no Novo Mercado, mais alto padrão de governança da B3. Maioria do conselho independente.

Ratings ESG de Lojas Renner

MSCI ESG RATINGS

Classificada como AA (julho/2022), considerada como Leader global em relação aos pares do setor (78 empresas do índice MSCI ACWI varejo). Possui destaque nas seguintes questões: Padrões de Trabalho na Cadeia de Suprimento, Pegada de Carbono do Produto e Fornecimento de Matéria-Prima.

SUSTAINALYTICS ESG RATINGS

Possui classificação de Risco ESG de 11.9 – Baixo Risco (março/2022), estando em 24 dentre 484 empresas de varejo global de acordo com a metodologia Sustainalytics.

 

Written By
Jose Aureo Viana Jr

Economista formado pela Universidade Estadual Paulista. Certificação em planejamento financeiro, CPA-20 e ANCORD®. Sócio e Assessor de Investimentos Blue3 Investimentos.