ESG Notícias

Rock ESG: Coldplay e DHL dão show em sustentabilidade em turnê mundial

Rock ESG: Coldplay e DHL dão show em sustentabilidade em turnê mundial
  • Publicado em 5 de abril de 2023

A banda britânica de rock alternativo Coldplay retornou ao Brasil em março deste ano, com a turnê mundial “Music Of The Spheres”, após sua última apresentação no país em setembro, no Rock in Rio 2022.

Realizando 11 shows entre São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba, a banda de Cris Martin deixou, além do bom som e boas experiências, uma forte mensagem sobre a preocupação com o impacto das mudanças climáticas, e já está sendo considerada a turnê mais sustentável do mundo.

Mas como uma banda de rock pode contribuir para o planeta nesse sentido?

Conscientes dos desafios climáticos que o planeta enfrenta e enfrentará, a banda produziu uma turnê histórica, social e ambientalmente responsável, indo muito além da filantropia, que sempre foi uma marca do Coldplay.

Desde o início da carreira, a banda doa 10% de todo o lucro (turnê, discos, publicações etc.) para fundos de boas causas.

Porém, na turnê atual eles foram além e fizeram do espetáculo “Music Of The Spheres” o mais sustentável possível e de baixo carbono, guiado por três princípios fundamentais: Reduzir, Reinventar e Restaurar.

Como missão principal, a banda busca reduzir em mais de 50% as emissões diretas de CO2 em relação à turnê anterior “A Head Full Of Dreams” (2016-2017), e para isso, escolheu a DHL, empresa alemã líder global em logística, como sua parceira oficial nessa jornada (leia mais sobre a empresa ao final do artigo).

“Reduzir os danos da emissão de CO2 ao meio ambiente pelo transporte aéreo e marítimo vem sendo cada vez mais importante. Assim, estamos muito orgulhosos de sermos parceiros da banda Coldplay que, como a DHL, assumiu esse compromisso de colaborar no combate às mudanças climáticas”, diz Eric Brenner, CEO da DHL Global Forwarding.

Iniciativas sustentáveis da turnê do Coldplay

No total são 12 iniciativas sustentáveis sobre a qual a turnê se estrutura:

Emissão de CO2

Para transportes aéreos e marítimos, as emissões são reduzidas através do uso de biocombustíveis avançados. No transporte terrestre, a DHL utiliza frota de veículos elétricos e caminhões abastecidos com Bio-LNG (gás natural liquefeito de resíduos orgânicos).

Energia

Painéis fotovoltaicos na preparação de cada show, sistema de bateria móvel para os shows em parceria com a BMW, pisos cinéticos nos estádios para que a “dança” dos fãs seja convertida em energia que alimenta o show, energia elétrica necessária sempre de fontes renováveis.

Viagem

Prioriza voos comerciais, com pagamento de sobretaxa para usar ou fornecer Combustível de Aviação Sustentável (SAF). Veículos elétricos e combustíveis renováveis para veículos terrestres.

Show de Palco

Palco construído a partir de materiais leves, de baixo carbono e reutilizáveis, pulseiras de LED reutilizáveis feitas de materiais 100% compostáveis à base de plantas, iluminação de palco a base de LED de baixa energia reduzindo ruido ambiental, efeitos especiais (confetes) 100% biodegradáveis.

Fãs

App de tour gratuito que incentiva fãs a usarem transporte de baixo carbono para ir e voltar dos shows oferecendo cupom de desconto para quem usar, experiencias interativas e educacionais destacando inovações de energia limpa, pedalar para gerar energia para o show.

Água

Eficiência hídrica nas estruturas, torneiras aeradas, vasos com descarga baixa, redução de consumo, estações de reabastecimento de água para fãs, incentivo de trazer sua própria garrafa, evitando descartáveis.

Lixo

Redução do desperdício através do incentivo do reuso, reciclagem de plásticos de bebidas, apoio e patrocínio da The Ocean Cleanup.

Comida

Todo menu de alimentação do staff da banda com opções a base de plantas, de origem local, doação a banco de alimentos locais para excedentes, compostagem dos resíduos orgânicos, apoio a alimentos cultivados em laboratório.

Merchandise

Todos os produtos comercializados da banda são de origem ética e sustentável, orgânicos e recicláveis, com parceiros e fornecedores cuidadosamente selecionados.

Boas Causas

Doação de 10% de todo o lucro em fundos de boas causas, como ClientEarth, The Ocean Cleanup, One Tree Planted e Earth Percent.

Natureza

Para cada ingresso vendido, será plantada uma árvore em localizações selecionadas através do projeto One Tree Planted (inclusive no Brasil, projeto Raízes do Mogi Guaçu), apoio a projetos conservação do oceano e espécies marinhas (Sea Shepherd, The Ocean Clueanup), projetos de restauração de terras degradadas (Project Quercus, Farm Under the Radar)

Transparência

Medição contínua dos impactos ambientais para avaliação das melhorias e Green Nation como consultor artístico, garantindo que as práticas serão sejam compartilhadas, adotadas e dimensionadas em todo o resto da indústria.

Indiscutivelmente, o Coldplay dá um show de sustentabilidade neste tour.

Embora nominalmente as reduções das emissões evitadas pela turnê seja simbólica diante da necessidade global, a iniciativa sensibiliza não somente outros players do segmento, mas principalmente milhões de fãs, jovens e adultos que são impactados nos shows.

Coldplay faz muito bem sua parte e usa seu alcance de forma responsável.

Sobre a DHL Logística

A DHL é um uma empresa líder global em logística, uma divisão da Deutsche Post, com sede em Bonn na Alemanha, fundada em 1969.

A empresa está aumentando o ritmo de sua descarbonização planejada. Para este fim, o Grupo investirá um total de 7 bilhões de euros nos próximos dez anos em medidas para reduzir suas emissões de CO2.

Os fundos serão direcionados, em especial, para combustíveis alternativos de aviação, para a expansão da frota de veículos elétricos com emissões zero e para edifícios neutros do ponto de vista climático.

Ratings e Indicadores ESG da DHL

Suas ações são negociadas na bolsa de Frankfurt sob o ticker DPWGn.

MSCI ESG RATINGS

Rating: AA (outubro/2022)

Classificação: Líder entre 15 empresas do setor de Frete Aéreo e Logística

Questões de destaque: Governança Corporativa

SUSTAINALYTICS ESG RISK RATINGS

Risk Rating: 15,5 – Baixo Risco (fevereiro/2023)

Classificação global: 21ª de 392 empresas do setor Transportes

OBJETIVOS DE DESENVOLVMENTO SUSTENTÁVEL (ODS)

Alinhado*: 5 – Igualdade de Gênero, 10 – Redução das Desigualdades.

*segundo MSCI SDG Net Alignment

Leia também: Tudo sobre investimentos em ESG

Imagem: Reprodução Instagram

 

 

Written By
Jose Aureo Viana Jr

Economista formado pela Universidade Estadual Paulista. Certificação em planejamento financeiro, CPA-20 e ANCORD®. Sócio e Assessor de Investimentos Blue3 Investimentos.