Análises Morning Call

Sem bancos quebrados no final de semana

Sem bancos quebrados no final de semana
  • Publicado em 27 de março de 2023

Mercados abrem em alta nessa segunda-feira com os futuros das principais bolsas no mundo apontando para alta. Após semanas intensas de preocupações com setor bancários nos Estados Unidos e Europa, o risco sistêmico parece ter sido contido.

O First Republic, banco que passou por quedas fortes nas últimas semanas desponta como maior alta com melhora nas perspectivas dos reguladores sobre os bancos nos EUA. O First Citizens comprou o Silicon Valley Bank, assumindo os depósitos do banco, que passou por uma intervenção dos reguladores recentemente e foi o estopim da crise bancária.

Essa semana a atenção dos investidores se volta para o PCE nos EUA, que é conhecido como sendo um dos indicadores preferidos do FED para avaliar inflação. O dado vem em um momento importante, pois vai ser o primeiro indicador relevante após a decisão do FED de subir os juros em 25 bps, alguns operadores do mercado julgam que essa alta pode ter sido insuficiente para conter a inflação no país. Dados mais aquecidos podem desencadear uma certa aversão a risco e novas correções.

Petróleo e minério de ferro têm pregão de alta na abertura da semana, refletindo sentimento mais positivo de alguns investidores e no caso do minério, otimismo com a temporada de construção que se avizinha na China.

Aqui no Brasil o mercado continua a absorver o Copom com mensagem mais rígida na semana passada, os investidores devem procurar na ata do Focus se a mensagem surtiu algum efeito. Ainda resta a divulgação da ata da reunião que pode trazer alguns panos quentes para a situação.

Com a suspensão da viagem para a China, o mercado tem expectativa de que o foco se volte para o arcabouço fiscal, que teria sido deixado para após a viagem. Na quarta-feira, o BCB divulga o relatório trimestral de inflação, que deve ajudar o mercado na leitura dos próximos passos.

abertura-do-mercado-27-março_its-money

Análise técnica Ibovespa

analise-tecnica-ibovespa-27-março_its-money

Na sexta-feira, o IBOV fechou em alta de +0.92%. Apesar de ainda estar em um movimento de baixa, nos próximos dias temos uma boa probabilidade de o índice apresentar uma correção. A próxima região de resistência é na faixa dos 102k.

Análise técnica S&P500

analise-tecnica-S&P500-27-março_its-money

No mercado americano, o S&P500 também fechou em alta de +0.56%. Tentando reverter o topo apresentado na semana passada, ainda vemos a resistência dos 4050 como uma forte região de preço. Caso volte a trabalhar abaixo dos 3900, o S&P novamente ganha um viés negativo em direção aos 3800.

Análise técnica petróleo

analise-tecnica-petroleo-27-março_its-money

No último pregão, o petróleo deu sequência no movimento de baixa anterior após apresentar um novo topo perto da região da média móvel. Caso consiga voltar a trabalhar acima dos $77,5, o ativo pode ganhar um viés positivo de curto prazo e buscar a região dos $82 novamente.

Análise técnica dólar

analise-tecnica-dólar-27-março_its-money

Apesar da queda apresentada na sexta-feira de -0.90%, o dólar ainda segue com o viés mais positivo no curto prazo. Para reforçar esse movimento atual de baixa, precisa fechar acima da região dos 5300, que segue sendo uma forte faixa de resistência para o ativo.

Analistas responsáveis

Dalton Vieira – Analista CNPI-T

+ 15 anos de experiência no mercado financeiro;
Analista de valores mobiliários (CNPI-TEM 910);
Credenciado pela Apimec desde 2010;
Desenvolvedor do método DV de investimentos.

Leonardo Gibelli – Analista CNPI-T

Analista CNPI-T;
Analista CNPI-T EM-3376 credenciado pela Apimec;
Formado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Erik Sala – Especialista Em FIIs E Renda Fixa

Graduando em Economia pela UFG e especialista em Fundos Imobiliários. Assistente de análise responsável pela carteira DV Renda Imobiliária.

Disclaimer

De acordo com a Resolução CVM nº 20, de 25 de fevereiro de 2021, Art. 21º, declaro que as análises realizadas neste relatório refletem única e exclusivamente a opinião dos autores, e foram elaboradas de forma independente e autônoma.

De acordo com o art. 21 da ICVM 598/18, caso o Analista esteja em situação que possa afetar a imparcialidade do relatório ou que configure ou possa configurar conflito de interesse, este fato deverá estar explicitado no campo “Conflitos de Interesse” deste relatório.

As informações, estimativas e projeções contidas neste relatório referem-se à data de publicação e estão sujeitas a mudanças, não implicando necessariamente na obrigação de qualquer comunicação no sentido de atualização ou revisão com respeito a tal alteração.

Written By
DVinvest

A DVinvest é a casa de análise fundada pelo renomado analista Dalton Vieira, que possui em sua equipe profissionais altamente especializados em análise fundamentalista e técnica de ações.