Análises Morning Call Notícias

Sexta-feira chuvosa nos mercados

Sexta-feira chuvosa nos mercados
  • Publicado em 21 de outubro de 2022

Sexta feira começa tumultuada nos mercados com maior parte precificando apertos monetários mais fortes pelo FED com a próxima reunião do FOMC para o dia 02/11, dia de feriado aqui no Brasil, os odds são de mais uma elevação de 75 bps.

Esses movimentos vêm trazendo repercussões nas treasuries com o rendimento dos títulos de 10 anos chegando no maior patamar desde 2007.

Com esse movimento os rendimentos rumam para uma sequência de 12 semanas de aumento, se a história não se repete, mas rima, o movimento é semelhante a alta vista em 1984 quando Paul Volcker realizava fortes ajustes nos juros dos EUA.

Para acrescentar mais volatilidade ao mercado, teremos hoje vencimento das opções em meio a esses ajustes. Por aqui também tem vencimento de opções na B3.

Os investidores observam agora os próximos passos no Reino Unido, onde ontem Liz Truss renunciou ao cargo na Downing Street após perder apoio e não conseguir implementar um plano econômico que fosse viável.

O ex-ministro da área econômica Rishi Sunak desponta como favorito, além de Boris Johnson (Sim, ele mesmo) e Penny Mordaunt como concorrentes. A Libra segue em queda e os índices na Europa também apresentam recuo.

Mercado Interno

abertura-do-mercado-21-de-outubro_its-money

Por aqui, dólar e juros seguem as pressões observadas no exterior e abrem em alta com o índice futuro levemente em queda.

Faltam 10 dias para as eleições e não há sinais claros de quem pode levar com a maior parte das pesquisas indicando empate técnico entre os candidatos.

Dividindo o holofote com as eleições, a temporada de balanços corporativos começa timidamente por aqui, ainda que as maiores e mais representativas ações comecem a reportar só no próximo mês, alguns balanços já chamam atenção, como o reportado pelo Assaí que superou as expectativas dos analistas.

A receita líquida teve um incremento de 42% em relação ao mesmo período anterior e ficou em BRL 15,19 Bi. Lucro líquido ficou acima do consenso em BRL 281 milhões vs BRL 246,2 milhões estimados.

Cabe falar também da queda nas ações da Americanas com o mercado estimando queda nas receitas e vendas. Outras varejistas como Magazine Luiza e Via também foram contaminadas pelo movimento e caíram.

Análise técnica Ibovespa

analise-tecnica-ibovespa-21-de-outubro_its-money

O Ibovespa fechou ontem no campo positivo com 0,77% de alta nos 117.170 pontos, sendo o quarto dia consecutivo de subida.

Isto é, na semana já acumula uma alta de 4,55%, onde devolveu toda a movimentação de baixa da semana passada.

Dessa forma, a expectativa para o Ibovespa nos próximos dias é mais positiva. Mas, devemos nos atentar pois o ativo está próximo a um nível de preço importante nos 117.560 pontos.

Isso significa que ao atingir esse patamar, o índice pode fazer um repique de baixa (correção), para depois continuar a movimentação de alta.

Mercado Externo

No mercado externo dentre as já destacadas quedas em função do mercado cauteloso observando recessão e os próximos passos do FED, o destaque foi para as ações do Twitter que caem forte em meio a novela que se passa sobre sua aquisição pelo bilionário Elon Munsk.

Autoridades nos EUA discutem se alguns de seus negócios devem ser submetidos a análise de segurança nacional, entre eles a aquisição do Twitter e a rede de satélites Starlink da SpaceX.

O balanço mais fraco reportado pelo Snapchat também tem pressionado outras empresas de tecnologia e mídia que vem apresentando recuo.

Análise técnica S&P500

analise-tecnica-ibovespa-S&P-500-21-de-outubro_its-money

O S&P500 terminou ontem com uma queda de 0,90% nos 3.666 pontos, sendo o segundo dia consecutivo fechando no campo negativo.

Com isso, o índice perdeu a região de média móvel, o que indica que pode ficar em um movimento mais lateral, oscilando entre os 3.580 pontos e 3.790 pontos.

Dessa forma, o ideal, para uma tendência mais clara, é aguardar o índice sair dessa zona onde pode ficar consolidado para buscar oportunidade.

Pois, até o momento, o ativo não anulou a tendência de baixa que se encontra no curto prazo, mas também não perdeu um nível importante indicando continuidade da tendência.

Commodities

O minério de ferro sobe levemente essa amanhã, mas apesar disso, entra na maior sequência de baixa desde 2016 com temores sobre a demanda global por aço e a falta de gatilhos positivos, principalmente vindos da China. Desde o pico em março o minério de ferro acumula queda de 45%.

O petróleo, tem leve queda pela manhã em meio a uma semana volátil para comodities. A alta do petróleo foi vista como importante força para o Ibov por conta da Petrobrás que subiu pouco mais de 7% até o fechamento de ontem.

Análise técnica petróleo

analise-tecnica-petroleo-21-de-outubro_its-money

O petróleo, analisando o gráfico diário, terminou ontem com alta de 0,33% aos USD 91,34/barril, sendo o segundo fechamento positivo na semana.

Apesar da alta, o ativo não chegou a superar nenhum nível de preço importante no curto prazo.

Além disso, ontem o petróleo chegou a apresentar uma alta de quase 3,02%, mas não conseguiu se sustentar e acabou fechando com apenas os 0,33% de alta, abaixo da média móvel.

Para que o cenário ficasse um pouco mais positivo, o ideal era se manter acima da média.

Dessa forma, a superação dos USD 93,95/barril pode indicar o início de um movimento de alta para os próximos dias. Caso o ativo venha a perder os USD 87,94/barril, indica que ele pode continuar esse movimento de baixa.

Analistas responsáveis

Dalton Vieira – Analista CNPI-T

  • + 15 anos de experiência no mercado financeiro;
  • Analista de valores mobiliários (CNPI-TEM 910);
  • Credenciado pela Apimec desde 2010;
    Desenvolvedor do método DV de investimentos.

Henrique Tavares – Analista CNPI

  • Analista CNPI (CNPI EM-3176);
  • Credenciado pela Apimec;
  • Formado em Engenharia Aeronáutica pela Universidade Federal Uberlândia (UFU).

Leonardo Gibelli – Analista CNPI-T

  • Analista CNPI-T;
  • Analista CNPI-T EM-3376 credenciado pela Apimec;
  • Formado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Disclaimer

De acordo com a Resolução CVM nº 20, de 25 de fevereiro de 2021, Art. 21º, declaro que as análises realizadas neste relatório refletem única e exclusivamente a opinião dos autores, e foram elaboradas de forma independente e autônoma.

De acordo com o art. 21 da ICVM 598/18, caso o Analista esteja em situação cque possa afetar a imparcialidade do relatório ou que configure ou possa configurar conflito de interesse, este fato deverá estar explicitado no campo “Conflitos de Interesse” deste relatório.

As informações, estimativas e projeções contidas neste relatório referem-se à data de publicação e estão sujeitas a mudanças, não implicando necessariamente na obrigação de qualquer comunicação no sentido de atualização ou revisão com respeito a tal alteração.

As plataformas usadas para realização deste relatório são Bloomberg e Profit (Nelogica), além de portais de notícias nacionais e internacionais devidamente identificados quando utilizados.

Written By
DVinvest

A DVinvest é a casa de análise fundada pelo renomado analista Dalton Vieira, que possui em sua equipe profissionais altamente especializados em análise fundamentalista e técnica de ações.