Análises Morning Call

Sócio lucrativo

Sócio lucrativo
  • Publicado em 2 de março de 2023

Bolsas globais finalmente parecem começar a se ajustar nova realidade de taxa de juros do FED e tem dia de correção, com o futuro das principais bolsas cedendo. Yields das treasuries de 10 anos nos EUA sobem para mais de 4%, nível que não se observava desde novembro. No mês de fevereiro, a abertura no título de 10 anos chegou a 40 bps.

Os operadores do mercado precificam o pico na alta das taxas de juros em 5,5%, porém alguns começam a vislumbrar a possibilidade de algo na casa dos 6% após dados mais elevados do ISM divulgados ontem.

Não é somente nos Estados Unidos que a inflação tem se mostrado resiliente, mas também na Zona do Euro. Alemanha divulgou dados mais fortes de inflação nessa quarta-feira, que superaram as expectativas. O CPI da zona do euro em fevereiro ficou em 0,8% contra 0,5% das estimativas.

Apesar de ser bem-vinda, a reabertura na china tem levado a investidores ficarem receosos de que isso acrescente ainda mais inflação pelo aumento esperado na demanda de bens e serviços. Dificultando a situação dos principais BCs mundo a fora.

Nas commodities, o petróleo e minério de ferro tem leve alta, capturando parte desse movimento de retomada na China.

No Brasil, o destaque da bolsa é a Petrobrás, que divulgou seu balanço referente ao 4T22 e deve pagar um recorde de dividendos em BRL 35,8 bi, ficando somente atrás da Saudi Aramco em pagamentos de dividendos na indústria do petróleo. Provavelmente, a cifra deve levar a integrantes do governo (que parecem esquecer de que a união detém praticamente metade das ações) façam críticas.

O lucro líquido da companhia ficou em BRL 43,3 bi, superando as estimativas de BRL 36,3 bi.

No cenário de juros, após o fim das desonerações, o DI futuro tem recuado de forma esperada, colocando uma possibilidade real de corte na Selic em meados desse ano.

abertura-do-mercado-02-março_its-money

Análise técnica Ibovespa

analise-tecnica-ibovespa-02-março_its-money

O Ibovespa nesta quarta-feira fechou em baixa de 0,52% aos 104.384 pontos. Ontem o dia foi bem volátil, o índice chegou a ficar com quase 2% de baixa, porém no final do pregão conseguiu se recuperar. Entretanto, o Ibov segue em tendência de baixa e com viés mais negativo para os próximos dias.

Análise Técnica S&P500

analise-tecnica-S&P500-02-março_its-money

O S&P500 nessa quarta-feira fechou em baixa de 0,47% aos 3.951 pontos. O índice fecha no campo negativo pelo terceiro dia consecutivo, e apesar dos dias sem muita volatilidade, segue em tendência de baixa e com viés mais negativo no curto prazo.

Análise Técnica petróleo

analise-tecnica-petroleo-02-março_its-money

O petróleo nesta quarta-feira terminou o pregão em alta de 1,44% aos USD 84,27/barril. Essa alta, é considerado como um sinal positivo, por estar avançando em uma região importante. A superação dos USD 84,50/barril aumenta o viés positivo no curto prazo.

Análise técnica dólar

analise-tecnica-dólar-02-março_its-money

O dólar terminou essa quarta-feira em queda de 1,09% em 5,17 dólar/real. O ativo termina o pregão abaixo da média móvel e continua oscilando entre os 5,15 e 5,20 dólar/real. A perda dos 5,17 aumenta a probabilidade do dólar testar os 5,15 novamente.

Analistas responsáveis

Dalton Vieira – Analista CNPI-T

  • + 15 anos de experiência no mercado financeiro;
  • Analista de valores mobiliários (CNPI-TEM 910);
  • Credenciado pela Apimec desde 2010;
    Desenvolvedor do método DV de investimentos.

Leonardo Gibelli – Analista CNPI-T

  • Analista CNPI-T;
  • Analista CNPI-T EM-3376 credenciado pela Apimec;
  • Formado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Erik Sala – Especialista Em FIIs E Renda Fixa

Graduando em Economia pela UFG e especialista em Fundos Imobiliários. Assistente de análise responsável pela carteira DV Renda Imobiliária.

Disclaimer

De acordo com a Resolução CVM nº 20, de 25 de fevereiro de 2021, Art. 21º, declaro que as análises realizadas neste relatório refletem única e exclusivamente a opinião dos autores, e foram elaboradas de forma independente e autônoma.

De acordo com o art. 21 da ICVM 598/18, caso o Analista esteja em situação que possa afetar a imparcialidade do relatório ou que configure ou possa configurar conflito de interesse, este fato deverá estar explicitado no campo “Conflitos de Interesse” deste relatório.

As informações, estimativas e projeções contidas neste relatório referem-se à data de publicação e estão sujeitas a mudanças, não implicando necessariamente na obrigação de qualquer comunicação no sentido de atualização ou revisão com respeito a tal alteração.

Written By
DVinvest

A DVinvest é a casa de análise fundada pelo renomado analista Dalton Vieira, que possui em sua equipe profissionais altamente especializados em análise fundamentalista e técnica de ações.