Mercado Notícias Onde Investir

Guia completo de carreiras no mercado financeiro

Guia completo de carreiras no mercado financeiro
  • Publicado em 26 de janeiro de 2023

De acordo com relatório anual divulgado pela consultoria de recrutamento Robert Half, o mercado financeiro é um dos que devem liderar as contratações de 2023. Há vagas para consultores, analistas, assessores e outros profissionais. 

O aumento do acesso à informação, o surgimento de novas plataformas de investimento e o crescimento de investidores do tipo Pessoa Física na Bolsa de Valores nos últimos anos impulsionou a demanda por especialistas do setor. 

Para atender essa necessidade, vários profissionais de outras áreas têm migrado para o mercado de capitais ou investido em especializações que envolvem o mundo das finanças e economia. 

Entretanto, existem vários caminhos que podem ser seguidos para quem quer trabalhar com investimentos.

Por conta disso, elaboramos este guia completo de carreiras no mercado financeiro. Acompanhe para saber mais e boa leitura!

O que é e como funciona o mercado financeiro?

Primeiramente, é importante esclarecer o que é exatamente o mercado financeiro – mesmo sendo um conceito claro para algumas pessoas. 

Mercado financeiro é o ambiente físico ou virtual onde são negociados investimentos de renda fixa e renda variável. Eles podem ser títulos, ações, câmbios, commodities (como petróleo, ouro e soja) e outros. 

No mercado de renda fixa existem os títulos, que podem ser do Governo (Tesouro Direto), de instituições financeiras, como é o caso de CDBs, ou de empresas (debêntures). 

Já em renda variável, o investidor compra ações de empresas na Bolsa de Valores visando sua valorização. Há também os fundos de investimentos, que podem ser compostos por diversos ativos, entre eles, os de renda variável.

E é para ajudar as pessoas e empresas em suas jornadas de investimentos que existem os especialistas do mercado financeiro. 

Eles podem oferecer orientações sobre investimentos, fornecer informações sobre determinados ativos, realizar diretamente a compra e a venda de papéis, entre outras coisas. 

Visto isso, veja agora as áreas de atuação destes profissionais. 

Quais são as áreas do mercado financeiro?

Para compreender melhor a amplitude de opções de carreiras do setor, é importante entender quais são as áreas do mercado financeiro. São diversas e é possível atuar como:

  • Agente Autônomo de Investimento
  • Analista de Investimento
  • Analista de sell-side e buy-side
  • Trader
  • Broker
  • Gestor de Fundos
  • Gestor de Patrimônio
  • Bancário
  • Private Equity
  • Planejador ou Educador Financeiro
  • Assessor de Investimentos
  • Consultor de Investimentos

No entanto, vale mencionar que para trabalhar em qualquer área do mercado financeiro é preciso ter conhecimento de finanças e de economia

Porém, engana-se quem pensa que para ter sucesso basta ser um especialista em números. É claro que o raciocínio lógico e a facilidade com cálculos são importantes, mas existem várias áreas de atuação onde é preciso lidar com os clientes. 

Nestes casos, é necessário que o profissional tenha habilidades de comunicação, de relacionamento interpessoal, de argumentação e também de planejamento. Isso porque, quando há clientes envolvidos, o profissional não trata apenas do seu dinheiro, mas principalmente dos objetivos pessoais e dos sonhos das pessoas. 

Nesse sentido, existem várias áreas do mercado financeiro, ou vários caminhos que são possíveis de ser seguidos. Alguns vão para o lado mais analítico dos ativos e das empresas, como é o caso dos analistas de investimentos. Outros já têm uma pegada mais comercial, como os planejadores financeiros ou consultores.

Sendo assim, é possível desenvolver habilidades mais relacionadas a números ou a pessoas. Para saber qual é o mais indicado para você, a melhor forma é testando e atuando direta ou indiretamente nessas áreas. 

Qual a área que mais paga no mercado financeiro?

Os salários dos profissionais do mercado financeiro variam bastante. Podem ir de R$7.900 a cerca de R$80 mil, de acordo com o guia salarial da consultoria Robert Half. Isso apenas considerando aqueles que trabalham com carteira assinada.

Além disso, o valor muda de acordo com o setor, nível de experiência, tempo no segmento, habilidades e certificações extras. 

Entretanto, pode-se dizer que a área que mais paga no mercado financeiro é para o cargo de Sales Trader – Diretor Executivo: R$80.150. 

Já um profissional de cargo Trader, nível Diretor em São Paulo e com alguns anos de mercado, chega a ganhar R$74.400 de salário.

Outra remuneração elevada pertence aos Gestores de Renda Fixa e Renda Variável com larga experiência, por exemplo. Costumam ganhar cerca de R$37.850 por mês. 

Já Analistas de Fusões e Aquisições bem conceituados tem um ordenado que fica na faixa dos R$22 mil.

Visto isso, não é difícil entender que as altas remunerações levam muitas pessoas a se interessarem por trabalhar no mercado financeiro. Entretanto, é preciso saber exatamente o que faz cada profissional e assim escolher a carreira mais adequada para o seu perfil.

Qual a profissão de quem trabalha no mercado financeiro?

Como você viu, existem várias áreas onde um profissional pode atuar. Vamos abordar mais a fundo, portanto, algumas das principais carreiras do setor.

Veja a seguir as mais relevantes profissões de quem trabalha no mercado financeiro.

1 – Planejador ou Educador Financeiro

O Planejador Financeiro é um profissional dedicado a criar estratégias de investimentos adequadas ao perfil de cada pessoa e a traçar planos para as finanças pessoais. Ele também auxilia no projeto para quitação de dívidas e em onde aplicar o dinheiro. 

Basicamente, o Planejador orienta os investidores a respeito do que fazer com seu dinheiro ou até com a falta dele. Por isso, pode-se dizer que esse profissional costuma atender a clientes que estão começando a investir e que precisam de um guia que analise seu cenário de maneira mais ampla. 

Para seguir a carreira de Planejador ou Educador Financeiro, você pode se certificar através do CFP (Certified Financial Panner), apesar de não ser obrigatório. Porém, tal certificação contribui para destacar o profissional dos demais, uma vez que funciona como uma espécie de selo de qualidade. 

Além disso, o certificado permite ao planejador atuar em instituições financeiras. Para consegui-la, é preciso ter formação acadêmica, experiência na área e passar no teste. No Brasil, quem aplica o teste e certifica é a Planejar, a Associação Brasileira de Planejadores Financeiros.

2 – Trader

A função do Trader é comprar e vender ações aproveitando a volatilidade do mercado para obter lucro. Pode atuar tanto de maneira autônoma, quanto nas mesas de operações de corretoras, bancos e empresas.

Apesar de ser uma atividade relativamente simples, Traders precisam ter um bom conhecimento de como opera o mercado e a maioria dos ativos. Isso, para não acabar fazendo compras ou vendas no momento errado e perder dinheiro.

3 – Analista de Investimentos

Conhece os relatórios periódicos das corretoras analisando ou indicando investimentos? São os Analistas de Valores Mobiliários que produzem esse material. 

Sendo assim, os profissionais são responsáveis por escrever análises financeiras, publicadas com o objetivo de ajudar investidores em suas decisões. Porém, analistas não podem dizer nem garantir que os ativos sugeridos terão rentabilidade ou que não têm riscos.

Para conseguir ter uma carreira de Analista de Investimentos é necessário ter qualificação técnica, curso superior e credenciamento pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários). Além disso, é preciso ser aprovado em um teste conduzido pelo APIMEC (Associação dos Analistas e Profissionais de Investimentos e Mercado de Capitais).  

4 – Assessor de Investimentos

O Assessor de Investimentos tira dúvidas, dá suporte e orienta sobre os ativos de acordo com os objetivos e perfil do investidor. Além disso, o profissional pode ser responsável por captar clientes, fazer ordens de investimentos e informar a respeito dos produtos disponíveis. 

Para trabalhar como Assessor é necessário credenciar-se através da Ancord (Associação Nacional de Corretoras e Distribuidoras de Títulos, Valores Mobiliário, Câmbios e Mercado). Também é preciso ter certificação de investimentos CPA-20, CEA ou PQO Operações. 

5 – Consultor de Investimentos

Outro profissional que trabalha no mercado financeiro é o Consultor de Investimentos. Ele é responsável por orientar e fazer recomendações a respeito de onde investir.

Sendo assim, o consultor avalia o perfil de cada investidor e aconselha quais caminhos mais indicados na hora de alocar seu patrimônio – ou seja, em quais ativos deve investir. Entretanto, vale mencionar que a decisão final continua sendo do investidor. 

Geralmente este profissional recebe uma taxa fixa ou um percentual, que é cobrado diretamente dos investidores que ele atende. A atividade é regulamentada pela CVM, que cobra uma taxa trimestral.

Nesse sentido, é necessário ter experiência na área, qualificação técnica, e o credenciamento da CVM para poder atuar como Consultor de Investimentos. 

6 – Gestor de Fundo

O Gestor de Fundo é um profissional muito importante no mercado financeiro. Isso porque ele administra carteiras de fundos de investimentos. Por isso, ele está sempre avaliando os ativos do mercado, e assim decide quais e quando comprar, respeitando a estratégia do fundo. 

Para ser um Gestor de Fundo também é necessário credenciar-se pela CVM e passar numa prova de teste de conhecimentos chamada CGA. Essa prova é aplicada pela Anbima. 

7 – Broker

Broker é o nome dado para os operadores financeiros que trabalham nas corretoras de valores. São responsáveis por fechar as ordens de compra e venda dos ativos, geralmente de grandes investidores.

Também atuam em fundos de valores expressivos e em grandes empresas e bancos auxiliando as operações de montantes robustos. 

Sendo assim, um Broker costuma acompanhar o mercado financeiro e as Bolsas de Valores o dia inteiro, para garantir as melhores oportunidades de compra e venda para seus clientes. 

As operações realizadas pela imensa maioria dos investidores através do Home Broker (plataforma de compras e vendas das corretoras) são as que os Brokers fazem para alguns clientes que manejam uma quantidade expressiva de dinheiro. 

8 – Analista de sell-side

Um Analista de sell-side é um profissional responsável por elaborar relatórios a respeito de um determinado assunto, geralmente para alguma empresa

Ele é muito importante para bancos, corretoras e instituições financeiras, por exemplo, no processo de tomada de decisão a respeito dos investimentos e patrimônio.

O Analista de sell-side avalia e relata a situação de alguma empresa, governo, ativo financeiro ou mercado específico.

Cursos para trabalhar no mercado financeiro

Para muitas das oportunidades de trabalho no mercado financeiro não é exigido curso superior em áreas como Economia, Administração, Engenharia, Finanças ou Ciências Contábeis. 

Contudo, algumas das maiores empresas do setor pedem que o candidato tenha esse tipo de formação para poder disputar algumas das vagas, como a de Assessor de Investimentos, por exemplo. 

Por isso, pode ser uma boa ideia investir nestes cursos caso você queira ter uma carreira no mercado financeiro. Cursos de idiomas e MBA’s também podem fazer a diferença.

Além disso, recomenda-se procurar pelas associações Ancord, Anbima, e Apimec para tirar as certificações necessárias para a área de atuação pretendida. 

Uma certificação bastante útil é a CNPI, que permite ao profissional realizar análises fundamentalistas ou técnicas nas empresas de capital aberto. 

Também podemos destacar algumas empresas e instituições que oferecem cursos práticos voltados para o mercado financeiro, como a própria B3 (Bolsa de Valores brasileira), a FGV, o Insper, entre outras.

E uma dica extra dada inclusive por quem já atua no setor é: esteja sempre se atualizando, estudando e se informando. Isso porque se trata de uma área bastante competitiva e onde as coisas mudam o tempo todo. 

Assessor de Investimentos: o que faz?

Como vimos, o Assessor de Investimentos é um profissional que tem amplo conhecimento do mercado financeiro, experiência com investimento e credibilidade. Ele entende profundamente de ações, fundos de investimento, fundos imobiliários e outros ativos. 

O trabalho dos Assessores é vinculado a uma corretora de valores, mas o foco principal é sanar todas as dúvidas e oferecer suporte aos investidores, principalmente no que diz respeito aos ativos de renda variável. 

Nesse sentido, ele orienta o investidor a manter a sua carteira, seu capital e seu patrimônio de acordo com seu perfil de investidor e seus objetivos financeiros. 

Por conta disso, investidores que contam com os serviços de um Assessor têm muito mais chances de obter ótimos resultados com os menores riscos possíveis – seja a curto, médio ou longo prazo.

Caso você tenha interesse em entrar nessa carreira ou está procurando novas oportunidades nesse mercado, a Blue3 Investimentos, assessoria credenciada à rede XP, abre sempre novas oportunidades.

Para saber mais, basta clicar aqui!

Written By
Redação It's Money

A redação do portal It’s Money é formada por um time de profissionais com ampla experiência editorial, com acompanhamento e revisão de jornalistas especializados.