Fechar

It's Money, informação que conecta você ao mundo dos investimentos de forma ágil e descomplicada.


Posts populares

Gestão Patrimonial Onde Investir

Tudo sobre seguros: tipos, coberturas, como escolher e muito mais

Tudo sobre seguros: tipos, coberturas, como escolher e muito mais
  • Publicado em 17 de abril de 2024

Se você está buscando a melhor forma de proteger seus bens e garantir a sua tranquilidade financeira, os seguros podem ser uma ótima solução. No entanto, com tantas opções disponíveis, escolher o seguro certo pode ser uma tarefa desafiadora. 

Por isso, este artigo tem como objetivo apresentar algumas dicas e informações úteis sobre como escolher o melhor seguro para suas necessidades

Vamos abordar as principais coberturas de seguros, falar sobre as diferenças entre as opções no mercado e fornecer orientações valiosas para ajudá-lo a tomar uma decisão informada e consciente. 

Acompanhe-nos nessa jornada e descubra como escolher seguros pode ser mais fácil do que você imagina.

O que é um seguro?

Um seguro é um contrato entre uma seguradora e uma pessoa física ou jurídica, em que o segurado concorda em pagar mensalidades ou parcelas e a seguradora concorda em compensar o segurado em caso de perda, dano ou lesão. 

O que é cobertura de seguro?

A cobertura de seguro refere-se às proteções específicas que um segurado recebe em seu contrato

A cobertura pode incluir proteção contra danos à propriedade, lesões pessoais, morte, invalidez, responsabilidade civil e muito mais. Cada tipo de seguro terá suas próprias coberturas específicas.

O que é a franquia do seguro?

A franquia do seguro é o valor que o segurado é responsável por pagar antes que a seguradora comece a arcar com as despesas cobertas pelo plano. 

Geralmente, as franquias são estabelecidas no contrato e podem variar de acordo com a cobertura e a seguradora. Vale apontar que as franquias são um valor à parte das mensalidades ou parcelas do seguro – o segurado só paga a franquia se realmente precisar da cobertura.

Principais tipos de seguro

Existem diversos tipos de seguro, sendo que os principais são:

  • Seguro de vida: protege os beneficiários em caso de morte do segurado.
  • Seguro automóvel ou moto: protege o segurado contra perda financeira em caso de acidente, roubo ou danos ao veículo.
  • Seguro residencial: protege a casa e seus conteúdos contra danos ou perdas, como incêndios e roubos, por exemplo.
  • Seguro saúde: ajuda a cobrir as despesas médicas, incluindo consultas, hospitalização, cirurgias e exames.
  • Seguro de viagem: fornece cobertura para imprevistos que podem ocorrer durante uma viagem, como cancelamentos, atrasos e emergências médicas.
  • Seguro de celular: é uma opção que protege contra danos e roubo do dispositivo.

Seguro de vida

Em caso de invalidez ou morte do provedor da família, o seguro de vida permite que seus dependentes tenham o suporte financeiro necessário para continuar pagando contas e cobrindo despesas importantes. 

Esse tipo de seguro também pode ajudar o próprio segurado se ele ficar doente e não conseguir mais trabalhar.

Outra característica é que o seguro de vida geralmente inclui despesas finais, como contas médicas e funerárias – que podem ser bastante caras. Sem um seguro de vida, esses custos geralmente ficam com seus entes queridos.

Principais coberturas do seguro de vida

As coberturas do seguro de vida podem variar de acordo com o tipo de plano contratado e a seguradora. No entanto, algumas das coberturas mais comuns incluem:

  • Morte natural; 
  • Morte acidental;
  • Invalidez permanente total ou parcial por acidente;
  • Doenças graves (pagamento da indenização em caso de diagnóstico de doenças graves, como câncer, AVC, infarto, entre outras);
  • Diárias por incapacidade temporária;
  • Diárias por internação hospitalar;
  • Cobertura de despesas funerárias;
  • Cobertura de doenças preexistentes (algumas seguradoras oferecem cobertura para doenças que o segurado já possuía antes de contratar o seguro de vida).

É importante ler atentamente as condições gerais do contrato de seguro para entender quais são as coberturas oferecidas pelo plano e quais são os seus limites, uma vez que elas podem variar bastante entre si.

Seguro auto

O seguro de automóvel é muito relevante porque oferece proteção financeira em caso de danos e perda do veículo. 

Caso você se envolva em um acidente ou seu carro seja roubado, por exemplo, o seguro pode cobrir os custos para reparos ou substituição do automóvel. Geralmente, o seguro também cobre outras despesas – como reparos de terceiros, tratamentos médicos e até mesmo indenizações.

Além disso, o seguro de automóvel é obrigatório em muitos países e estados, o que significa que você pode ser multado ou ter seu carro apreendido se não tiver um seguro válido. Isso é importante para proteger os motoristas e outras pessoas que podem ser afetadas por acidentes de trânsito.

Principais coberturas do seguro de automóvel

Assim como o seguro de vida, as coberturas do seguro de automóvel também podem variar de acordo com o plano e a seguradora. No entanto, algumas das coberturas mais comuns incluem:

  • Responsabilidade civil obrigatória (cobertura obrigatória por lei para danos materiais e pessoais causados a terceiros pelo segurado ou por seus passageiros);
  • Colisão;
  • Roubo e furto;
  • Danos a terceiros (cobertura para danos causados a terceiros, como danos materiais ou lesões corporais, em caso de acidente causado pelo segurado);
  • Danos a passageiros (em caso de acidente);
  • Assistência 24 horas: (em caso de imprevistos, como pane seca, pane elétrica, troca de pneus, chaveiro, guincho, entre outros);
  • Carro reserva (oferece um carro reserva para o segurado em caso de roubo, furto ou acidente com o veículo).

Seguro de moto

O seguro de moto é bastante semelhante ao de automóvel, e, portanto, muito importante para os motociclistas.

A diferença principal entre o seguro de moto e o de carro é que as motos tendem a ser mais vulneráveis a acidentes e roubos, o que pode tornar a parcela do seguro mais cara. 

As companhias de seguros podem considerar fatores como o modelo da moto, o histórico de acidentes do motociclista, a idade do motociclista e o tipo de cobertura desejado ao calcular o prêmio do seguro.

Principais coberturas do seguro de moto

As principais coberturas do seguro de moto são praticamente as mesmas do seguro auto.

No entanto, os riscos associados à condução de uma moto podem ser diferentes, o que costuma afetar as coberturas disponíveis. 

Por exemplo, o seguro de moto pode incluir cobertura para capacetes e roupas de proteção, enquanto o seguro de carro pode incluir cobertura para itens como o sistema de som do carro.

Seguro residencial

Um bom motivo para fazer um seguro residencial é a tranquilidade que ele proporciona. 

Ao saber que a casa e os bens dentro dela estão protegidos por uma apólice de seguro, proprietário e sua família se sentem mais seguros tanto para sair de casa quanto em relação a imprevistos domésticos.  

Principais coberturas do seguro residencial

Algumas das principais coberturas do seguro residencial podem incluir:

  • Incêndio, raio e explosão;
  • Danos elétricos (para curto-circuito ou queda de raios que prejudique a rede elétrica);
  • Roubo e furto;
  • Responsabilidade civil (cobertura para danos causados a terceiros dentro da residência segurada ou nas áreas comuns do condomínio);
  • Vendaval e queda de granizo;
  • Quebra de vidros;
  • Danos causados por água (para problemas hidráulicos, como vazamentos e entupimentos);
  • Desmoronamento.

Seguro saúde

O seguro saúde é uma forma de proteção financeira para gastos relacionados com a saúde. 

Geralmente, o segurado paga um prêmio mensal para a seguradora, que oferece uma rede de prestadores de serviços de saúde credenciados e que podem ser consultados pelo segurado em caso de necessidade.

A importância deste tipo de seguro se dá pela proteção financeira que ele oferece, já que muitos procedimentos e tratamentos médicos podem ser muito caros e inesperados. Além disso, ele pode oferecer acesso a uma rede de profissionais exclusivos e especializados.

Principais coberturas do seguro saúde

As operadoras de seguros de saúde oferecem vários tipos de planos, com variadas coberturas. Por isso é necessário avaliar qual faz mais sentido para você, inclusive financeiramente. 

Veja o que pode estar dentro das principais coberturas do seguro de saúde:

  • Consultas médicas e exames;
  • Internações;
  • Tratamentos ambulatoriais (cobertura para tratamentos realizados fora do hospital, como fisioterapia e terapia ocupacional);
  • Medicamentos (para medicamentos prescritos por médicos);
  • Atendimento de emergência;
  • Tratamentos especializados (cobertura para tratamentos especializados, como quimioterapia, radioterapia e diálise);
  • Atendimento odontológico (algumas seguradoras oferecem cobertura para tratamentos odontológicos);
  • Cobertura internacional (para tratamentos realizados fora do país de origem do segurado).

Seguro viagem

O funcionamento do seguro viagem pode variar consoante à cobertura e à seguradora escolhida. Mas, em geral, o segurado paga um valor para a seguradora antes da viagem e pode solicitar reembolso ou assistência caso aconteça um imprevisto.

Algumas seguradoras podem exigir que o segurado pague as despesas médicas do próprio bolso e, em seguida, solicite o reembolso. Outras, podem ter parcerias com hospitais e médicos em diferentes países, oferecendo assistência imediata e pagando diretamente as despesas.

Vale ressaltar que o seguro viagem pode ser obrigatório em alguns países ou regiões – como na Europa, onde é exigido pelo Tratado de Schengen. Além disso, mesmo em países onde o seguro não é obrigatório, ele é recomendado para garantir a segurança financeira do viajante.

Principais coberturas do seguro viagem

Entenda algumas das principais coberturas do seguro viagem, que podem mudar bastante dependendo do plano contratado:

  • Assistência médica e hospitalar;
  • Cobertura para despesas com medicamentos prescritos por um médico durante a viagem;
  • Assistência odontológica;
  • Cobertura para repatriação sanitária (para despesas com traslado do segurado para o país de origem em caso de doença ou acidente grave);
  • Assistência financeira (para despesas com perda ou roubo de documentos, cartões de crédito, dinheiro e outros objetos de valor);
  • Cancelamento de viagem por motivos justificáveis, como doença grave ou acidente;
  • Atraso ou cancelamento de voo (cobertura para despesas com hospedagem, alimentação e transporte em caso de atraso ou cancelamento de voo);
  • Bagagem extraviada (incluindo indenização por perda ou dano de objetos pessoais).

Seguro de celular

Fazer um seguro de celular pode ser importante porque este é um objeto pessoal e valioso, que está sujeito a diversos riscos – como quedas, roubos e furtos

Além disso, os custos para reparo ou substituição de um celular danificado ou perdido podem ser elevados, o que pode afetar financeiramente o dono do aparelho.

Principais coberturas do seguro de celular

Algumas das principais coberturas do seguro de celular podem incluir:

  • Roubo ou furto qualificado (quando envolve violência ou ameaça à integridade física do segurado);
  • Quebra acidental;
  • Danos causados por líquidos;
  • Cobertura internacional;
  • Cobertura contra defeitos de fábrica.

Qual a importância de fazer seguro

Fazer um seguro é importante porque é uma forma de proteger seu patrimônio, sua saúde, seu bem-estar e de sua família. Na prática isso acontece pois o seguro ajuda a minimizar prejuízos em caso de imprevistos, como acidentes, enfermidades, roubos e danos a bens.

Qual a diferença entre seguro e previdência privada?

As principais diferenças entre o seguro e a previdência privada estão no objetivo e no funcionamento de cada solução. Enquanto o seguro é uma proteção contra imprevistos, a previdência privada é um investimento para garantir um futuro financeiro mais tranquilo

  • Na essência, portanto, o seguro é algo que o segurado paga para se proteger de situações inesperadas. Isso significa que em alguns tipos de seguro a cobertura talvez nunca seja utilizada – e na maioria dos casos o segurado espera, de fato, nunca precisar usar. 
  • Já a previdência privada é uma maneira de se preparar para o futuro, em que o investidor poupa um dinheiro que irá render bastante – e futuramente poderá usufruir desse valor.
  • Quanto ao funcionamento, o seguro é um contrato em que uma seguradora se compromete a pagar indenização ao segurado, caso ocorra algum sinistro. Isso acontece em troca do pagamento de uma mensalidade ou de um valor único anual por parte do segurado.
  • Já a previdência privada é um investimento de longo prazo em que o investidor faz aportes mensais para formar uma reserva financeira, que pode ser utilizada como renda complementar na aposentadoria. Isso acontece por meio de bancos ou corretoras.

Como contratar um seguro

Para contratar um seguro, é preciso escolher uma seguradora de confiança e analisar as opções de cobertura disponíveis. É importante ler com atenção o contrato e as condições do plano, além de verificar as exclusões e limitações de cobertura.

Após escolher o plano mais adequado, é necessário preencher um formulário com informações pessoais e sobre o bem a ser segurado. O valor do prêmio varia de acordo com o risco envolvido na cobertura.

Como contratar uma previdência

Para contratar uma previdência privada, é necessário escolher uma instituição financeira de confiança e analisar as opções de planos disponíveis. É importante verificar as taxas cobradas, a rentabilidade oferecida e as opções de resgate e portabilidade. 

Vale ressaltar que a previdência privada é um investimento de longo prazo e que os rendimentos estão sujeitos a variações de mercado.

Fazer seguro ou investir: o que é melhor?

Fazer seguro e investir são duas estratégias financeiras diferentes e que atendem a diferentes necessidades. Não é uma questão de escolher entre uma ou outra, mas sim de avaliar qual delas é a mais adequada para cada momento da vida e para cada objetivo financeiro.

O seguro é uma forma de proteção financeira contra imprevistos. Já o investimento é uma forma de aplicar o dinheiro em produtos financeiros que possam gerar rendimentos e crescimento patrimonial no longo prazo. 

Ou seja, o investimento é uma forma de fazer o dinheiro trabalhar por você e de alcançar objetivos – como comprar um imóvel e complementar a aposentadoria. O seguro é um auxílio caso aconteça algum problema – como furto residencial e acidente automobilístico.

Por isso, o melhor e mais recomendável é analisar opções de seguro e de investimento e fazer as duas coisas.

Como fazer um seguro e investir com segurança

Fazer um seguro e começar a investir com segurança são duas coisas diferentes e que atendem a objetivos distintos, mas ambas exigem as mesmas estratégias para contratar. Veja.

Pesquise e compare

Ao escolher um seguro ou um produto financeiro para investir, é importante pesquisar e comparar as opções disponíveis. Verifique as taxas, as condições de cobertura e as políticas de investimento para garantir que está fazendo uma escolha informada.

Escolha uma instituição financeira confiável

Ao escolher uma seguradora, corretora de seguros ou corretora de investimentos, certifique-se de escolher uma empresa confiável e com boa reputação no mercado.

Diversifique

Ao investir, é importante diversificar seus investimentos em diferentes produtos financeiros e setores para minimizar os riscos e maximizar os retornos. Para fazer um seguro, vale a mesma regra: é interessante se proteger de imprevistos de diferentes naturezas.

Consulte um especialista

Se você não tem conhecimento sobre investimentos ou seguros, ou deseja obter os melhores resultados, é recomendável procurar um especialista financeiro para ajudá-lo a tomar decisões acertadas.

E pensando especificamente nos investimentos, que vão além da proteção contra imprevistos mas de fato possibilitam aumentar o patrimônio, vale a pena falar com uma assessoria de investimentos.

A Blue3 Investimentos conta com profissionais experientes, focados em trabalhar em conjunto com seus investidores para que alcancem seus objetivos em menos tempo e correndo menos riscos. 

 

Written By
Redação It's Money

A redação do portal It’s Money é formada por um time de profissionais com ampla experiência editorial, com acompanhamento e revisão de jornalistas especializados.