Educação Financeira Onde Investir

IPCA acumulado: o que é e como funciona esse índice?

IPCA acumulado: o que é e como funciona esse índice?
  • Publicado em 11 de dezembro de 2022

O desempenho dos seus investimentos não depende apenas da performance dos ativos e produtos financeiros que compõem seu portfólio. Também é preciso considerar questões econômicas, como a inflação — que pode ser representada pelo índice IPCA acumulado. 

Esse indicador tem impacto relevante sobre o seu patrimônio e no seu poder de compra. Portanto, é fundamental conhecê-lo para fazer escolhas de investimento mais adequadas para se proteger dessa variação. 

Neste artigo, você entenderá o que é o índice IPCA acumulado e quais são seus efeitos sobre os investimentos. Vamos lá? 

O que é o índice IPCA?

Quando o assunto é IPCA, é preciso saber que o índice está relacionado à inflação. Ela representa o aumento do preço de bens e serviços. Ademais, esse conceito não se refere apenas a um produto específico, mas sim a um conjunto de itens consumidos pela população em um determinado período. 

Na economia brasileira, o principal indicador que reflete a inflação é o IPCA. A sigla significa Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, sendo que o índice é composto por uma cesta de produtos e serviços com o objetivo de refletir o comportamento de consumo dos brasileiros. 

Para tanto, o cálculo do índice de inflação considera a média ponderada de cada produto e serviço, conforme a influência de cada um no orçamento das famílias. Dessa forma, além da variação absoluta no preço dos itens, também é preciso considerar a importância que eles têm no consumo da população brasileira. 

Essa análise é feita mensalmente e considera os preços médios de itens ligados à alimentação, saúde, transporte, habitação, despesas pessoais, educação e vestuário. Assim, é possível acompanhar as variações no custo de vida com o passar do tempo. 

O que significa IPCA acumulado?

Como você viu, o IPCA é um cálculo feito mensalmente. Portanto, o IPCA acumulado significa que a análise do conjunto de preços está sendo feita ao longo de um período. Em geral, são considerados 12 meses consecutivos. 

Isso permite mensurar a variação dos preços no prazo de um ano, além de fazer comparações com outros intervalos. O IPCA acumulado pode ser calculado com o auxílio da Calculadora do Cidadão, disponibilizada pelo Banco Central. 

O índice serve como referência não apenas para a economia, mas também para o cálculo de reajuste de salários e contratos, por exemplo. Logo, se a sua remuneração for corrigida por um valor abaixo do IPCA acumulado no período, significa que o seu poder de compra está sendo reduzido.  

Quais são os efeitos do IPCA acumulado sobre os investimentos?

Agora você sabe o que é o índice IPCA acumulado e como ele pode influenciar o seu dia a dia. Além disso, como você viu, quanto maior é o indicador inflacionário, maior é a desvalorização do dinheiro. 

Isso significa que é preciso ter montantes superiores para conseguir adquirir os mesmos produtos e serviços. Afinal, a inflação afeta o poder de compra e interfere diretamente no valor do dinheiro. Logo, esse avanço nos preços também reflete nos investimentos. 

Para entender como o índice impacta os seus aportes, é importante conhecer o conceito de rentabilidade real. Trata-se do retorno obtido com um investimento, descontada a inflação. Na prática, ela reflete o quanto o dinheiro rendeu, considerando a perda no poder de compra. 

A rentabilidade real positiva é o que garante a manutenção e o aumento do poder de compra do dinheiro ao longo do tempo. Se o IPCA acumulado está em 10% ao ano, por exemplo, e um investimento possui retorno de 8% anuais, a rentabilidade real seria negativa. 

Quando isso ocorre, significa que o patrimônio do investidor não teve um avanço real. Ou seja, mesmo que o dinheiro esteja investido e tenha dado retorno, o montante recebido não seria suficiente para adquirir a mesma quantidade de itens que seria possível com o valor original. 

Outra questão importante é o fato de que a inflação afeta tanto os investimentos de renda fixa quanto os de renda variável. Por esse motivo, sua estratégia deve considerar essa característica para que suas escolhas ajudem a alcançar um resultado acima da inflação. 

Como investir considerando o IPCA acumulado?

Ao montar a sua carteira de investimentos, é preciso avaliar fatores como perfil de investidor, objetivos financeiros e alternativas disponíveis no mercado que estejam alinhadas às suas necessidades. 

Contudo, para que o patrimônio cresça efetivamente, você aprendeu que é preciso pensar na inflação. Portanto, é fundamental acompanhar o índice IPCA acumulado, considerando o avanço dos preços e buscando oportunidades que possam gerar ganhos reais. 

Confira as principais dicas sobre como basear sua estratégia em cada classe de investimento: 

Renda fixa 

No caso dos títulos de renda fixa, uma forma de obter retorno acima do índice de inflação é optar por aplicações com rendimento híbrido. Em geral, essas alternativas apresentam retorno atrelado ao IPCA mais uma taxa de juros prefixada. 

Como exemplo, está o Tesouro IPCA. Trata-se de um título público emitido pelo Governo Federal que possui rentabilidade atrelada ao IPCA mais uma taxa prefixada. É possível encontrar diferentes aplicações desse tipo na plataforma do Tesouro Direto, com prazos e fluxo de pagamento distintos. 

Devido a essa característica, o Tesouro IPCA é bastante procurado por quem deseja proteger o patrimônio contra a desvalorização do poder de compra. Além disso, também é possível escolher títulos privados com rendimento atrelado ao IPCA. 

Entre eles, estão os certificados de depósito bancário (CDBs), letras de crédito imobiliário (LCIs) e do agronegócio (LCAs) ou certificados de recebíveis imobiliários (CRIs) e do agronegócio (CRAs). Outra possibilidade são os fundos de inflação. 

Nesse caso, basta adquirir cotas de participação para que seus recursos sejam investidos por um gestor profissional. Aqui, os aportes são feitos majoritariamente em investimentos que acompanham a inflação. 

Renda variável 

A renda variável não possui lógica de rentabilidade conhecida pelo investidor no momento do aporte. Ademais, ela apresenta mais riscos, mas pode oferecer retornos superiores — então há chances de obter uma rentabilidade real maior nessa classe. 

Contudo, vale ressaltar que não há garantias quanto ao retorno, o que deve ser considerado no momento de investir. Inclusive, há riscos de ter perdas financeiras, exigindo maior tolerância à volatilidade do mercado.  

Neste artigo, você aprendeu o que é o índice IPCA acumulado e como ele impacta no seu dia a dia, na economia e nos investimentos. Por isso, é interessante acompanhar o comportamento do indicador ao longo do tempo para fazer escolhas mais acertadas em relação ao seu patrimônio. 

Gostou do conteúdo? Então compartilhe este artigo com seus amigos nas redes sociais para que eles também entendam como funciona um dos índices mais importantes da economia nacional! 

Written By
Redação It's Money

A redação do portal It’s Money é formada por um time de profissionais com ampla experiência editorial, com acompanhamento e revisão de jornalistas especializados.