Bolsa de Valores Onde Investir

3 passos para começar a investir em Fundos Imobiliários

3 passos para começar a investir em Fundos Imobiliários
  • Publicado em 23 de outubro de 2022

Você quer investir em fundos imobiliários, mas não sabe como? 

Os FIIs oferecem ótimas oportunidades para quem quer começar no mercado financeiro, já que são acessíveis a qualquer perfil de investidor, com aportes a partir de R$ 100,00, ou até menos.  

Neste artigo você vai conhecer os passos para começar a investir em fundos imobiliários de maneira rápida e simples. 

Boa leitura! 

1- Conheça os fundos imobiliários 

 Os fundos imobiliários são fundos compostos por investimentos no setor imobiliários, que podem ser classificados em 3 tipos: 

  • Fundos de Tijolos: investem em ativos físicos, que podem ser lajes corporativas, shoppings, hospitais, entre outros; 
  • Fundos de papel: investem em contratos de setores imobiliários, ou seja, títulos de renda fixa que investem em lastros imobiliários, como LCI, LCA, CRI, entre outros; 
  • Fundos híbridos: fundos que possuem cateiras mistas, como fundos, títulos e até mesmo títulos que investem em cotas de outras fundos. 

Além disso, é importante saber que os fundos imobiliários possuem seu patrimônio distribuído em cotas de valores equivalentes. 

Assim, ao investir nesse tipo de ativo, você adquire pequenas partes que estão na composição desse fundo. 

Além de ser uma ótima opção para quem quer diversificar a carteira, o fundo imobiliário ainda oferece uma série de benefícios, como: 

  • Imposto: os aluguéis dos FIIs são isentos de imposto de renda; 
  • Liquidez: diferente do imóvel físico, um fundo de imobiliário pode ser vendido com muita facilidade; 
  • Diversificação: com o valor que você compraria um único imóvel físico, é possível montar uma carteira com ativos variados dentro da modalidade de fundos imobiliários; 
  • Gestão: os fundos contam com acompanhamento próximo e especializado de profissionais capacitados. 

 2- Defina a estratégia  

Agora que você já entendeu as principais características dos fundos imobiliários, o segundo passo é desenhar a estratégia, definindo suas metas e prazos.  

Tenha em mente que os fundos imobiliários são investimentos de renda variável, negociados na Bolsa de valores. Assim, eles são mais viáveis quando pensados no longo prazo. 

Sendo assim, a escolha deve se basear em alguns fatores, como: 

  • Objetivos do investidor; 
  • Perfil; 
  • Capital disponível; 
  • Tempo que está disposto a esperar; 
  • Nível de maturidade no mercado.  

3- Compre o fundo 

 A compra de fundos imobiliários deve ser feita com a intermediação de uma corretora de valores, por meio do home broker.  

Geralmente, a operação segue os seguintes passos: 

  • Envie o dinheiro a investir para o seu saldo na corretora; 
  • Acesse o home broker; 
  • Selecione a ordem de compra do FII; 
  • Escolha o ativo e coloque o código contendo letras com um número 11 (por exemplo: KISU11) 
  • Insira preço em que deseja comprar e a quantidade de cotas. 

Lembrando que o procedimento muitas vezes exige paciência, além disso, pode variar conforme a instituição financeira escolhida.  

Portanto, em caso de dúvidas, procure o atendimento ao cliente da sua corretora. 

Dica extra 

Assim como em qualquer tipo de investimento, a recomendação é não aplicar os seus recursos em um único tipo de ativo.  

A diversificação traz um equilíbrio maior a sua carteira, protegendo contra possíveis quedas e variações do mercado.  

Além disso, outra sugestão é procurar ajuda especializada, caso ainda sinta insegurança para iniciar a investir por conta própria.  

Nesse caso, você pode contar com o suporte de especialistas da Blue3 Investimentos, que conta com uma estrutura completa para ajudar em suas decisões.  

Written By
Redação It's Money

A redação do portal It’s Money é formada por um time de profissionais com ampla experiência editorial, com acompanhamento e revisão de jornalistas especializados.