Notícias Resultados Corporativos

BLAU3: análise de resultado corporativo da Blau Farmacêutica

BLAU3: análise de resultado corporativo da Blau Farmacêutica
  • Publicado em 19 de março de 2024

A Blau (BLAU3), uma das principais indústrias farmacêuticas brasileiras do segmento institucional, reportou crescimento de 24% lucro líquido no quarto trimestre de 2024 (4t24) ante 3T23,  atingindo R$ 32 milhões.

Além disso, o lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) recorrente ficou em R$ 57 milhões, 16% acima do 3T23, com expansão gradual de Margem para 14,8%.

“O ano de 2023 ficou marcado por investimentos relevantes e disciplina financeira da Blau, mesmo o ano sendo desafiador e atípico na ótica dos resultados e ambiente macroeconômico. Pressão no setor de saúde, em especial na fonte pagadora, e mercado desregulado no pós-pandemia contribuíram para esse cenário. Além disso, juros elevados e restrição no crédito levaram a muitos distribuidores a revisarem suas políticas de estoque para manutenção de seus negócios”, observa Marcelo Hahn, CEO e fundador da Blau, por meio do release de resultado.

Receita

Segundo a leitura da casa de análise DVinvest, a empresa apresentou receita líquida de R$ 290 milhões em 2014 e de R$ 1,4 bilhão em 2023, um crescimento médio de 18,9% ao ano. “que ocorreu de forma constante ao longo dos anos. Em 2023, a receita apresentou redução de 2,4%, algo bastante negativo”.

Já a queda de receita em 2023, ainda de acordo com a casa de análise, se deu especialmente no primeiro trimestre, onde a demanda por diversos medicamentos reduziu de forma relevante.

“A recuperação no segundo trimestre veio por meio de uma retomada na produção, além da criação de novos medicamentos. A receita do terceiro trimestre veio em linha com o apresentado no ano passado. Porém, houve a integração da Bergamo no faturamento, que adicionou mais R$ 39 milhões no valor. Por fim, no quarto trimestre, o valor seguiu aumentando, sinalizando essa recuperação após um primeiro trimestre desafiador”, analisa a DVinvest. 

Resultado trimestral Blau (BLAU3)

A seguir, confira abaixo os principais destaques do resultado trimestral da Blau (BLAU3):

  • Receita Líquida: R$ 387 milhões, maior nível histórico em um trimestre, com crescimento de 7% QoQ, impulsionada pelas novas fontes de Receita;
  • Lucro Bruto: aumento de 8% no 4T23 vs. 3T23, para BRL 120 milhões, com expansão gradual de Margem para 31,0%;
  • Ebitda Recorrente: R$ 57 milhões, 16% acima do 3T23, com expansão gradual de Margem para 14,8%;
  • Lucro Líquido Recorrente: crescimento 24% no 4T23 vs. 3T23 e atinge R$ 32 milhões, com expansão gradual de Margem para 8,1%.
resultado-trimestral-blau_its-money
Confira a tabela com os principais resultados da Blau (BLAU3) no 4T23. Acesse o release completo no site da empresa.

Análise de resultado Blau (BLAU3)

“O resultado já sinalizou uma leve recuperação em relação ao trimestre anterior, mas os números ainda estão bem abaixo do que foram nos anos anteriores”, avalia Renato Reis, analista fundamentalista na DVinvest.

Segundo ele, com um aumento expressivo na oferta de medicamentos dentro do país, a empresa foi prejudicada e não deve melhorar seus resultados até que a Anvisa volte ao patamar regulatório anterior. “Dessa forma, a ação dificilmente deve apresentar um comportamento positivo”, avalia Reis.

Além da Blau (BLAU3), confira os resultados corporativos do 4T23 já divulgados pelas empresas.  

o-que-e-a-multiestrategia_its-money

Histórico de resultados BLAU3

Agora, confira abaixo o histórico de resultados da Blau (BLAU3), com um resumo dos principais números levantados no relatório da empresa, além da análise do especialista. Boa leitura!

Balanço corporativo BLAU3 (3T23)

A Blau Farmacêutica (BLAU3), uma das principais indústrias farmacêuticas brasileiras do segmento institucional, anunciou lucro líquido de R$ 99 milhões no terceiro trimestre de 2023 (3T23), alta de 5,3% na comparação anual.

Além disso, o relatório trimestral reportou uma receita líquida de R$363 milhões no trimestre, mesmo patamar do ano passado. Nesse sentido, a empresa também divulgou que no pilar estratégico de Novos Negócios, foram R$31 milhões em PD&I de investimento. Ou seja, 8% da receita líquida.

“Ainda que diante de cenário desafiador, neste trimestre, as novas fontes de receita da companhia já conseguiram compensar o cenário desfavorável de produtos relevantes do portfólio. Novos produtos representaram 11% da receita líquida da Blau. Isso representa crescimentos sequenciais nos últimos quatro trimestres.

Por fim, o Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) foi de R$164 milhões no período. “As margens do trimestre tiveram impacto negativo dos itens não-recorrentes de reestruturação organizacional, integração de Bergamo e Despesas com projetos de M&A”, completou a empresa.

Análise de resultado BLAU3 (3T23)

Para o analista fundamentalista da DVinvest Renato Reis, que faz análises dos resultados corporativos para o It’s Money, o crescimento de receita segue muito fraco e teria sido ainda piou caso a Blau não tivesse feito a aquisição da Bergamo.

“A margem de lucro do terceiro trimestre foi a pior do ano, com problemas de repassar preços e afetando os custos, fruto de uma maior competição no Brasil. Além de despesas mais altas referentes a integração das aquisições e de gastos extras com a reorganização operacional da empresa”, pondera o analista. 

Segundo reis, a empresa precisa melhorar os resultados de forma urgente para justificar o preço atual. Caso contrário, pode caminhar para um valor abaixo de R$ 5,00.

“Não dou venda no papel devido ao histórico, que sempre foi impecável. Como a diretoria está buscando essa reorganização operacional em prioridade máxima, dou o benefício da dúvida. Porém, com certeza não teria o papel hoje”, finaliza o analista. 

resultado-trimestral-blau_its-money
Confira a tabela com os principais resultados da Blau (BLAU3) no 3T23. Acesse o release completo no site da empresa.

 

Written By
Redação It's Money

A redação do portal It’s Money é formada por um time de profissionais com ampla experiência editorial, com acompanhamento e revisão de jornalistas especializados.