Onde Investir Primeiros Passos

Ideias de investimento para pequenos empreendedores

Ideias de investimento para pequenos empreendedores
  • Publicado em 18 de novembro de 2022

Opções de investimento para pequenos empreendedores não faltam – e justamente por isso, pode parecer um universo complexo. Mas só parece. Com organização e orientação, é possível encontrar maneiras eficientes e simples de investir para abrir uma empresa.

Além disso, para quem deseja empreender, é uma boa ideia seguir investindo para fazer uma reserva financeira e garantir um futuro mais tranquilo. Então, como você pode perceber, procurar bons investimentos é uma estratégia inteligente!

Acompanhe nosso conteúdo para ficar por dentro de qual a melhor área para se investir hoje e como você pode começar a investir seu dinheiro para ser empresário.

4 ideias de pequenos negócios que dão lucro

Vamos começar apresentando 4 ideias de pequenos negócios que dão lucro, para te ajudar a decidir com que tipo de empresa você pode trabalhar para ser um empresário de sucesso.  

1. Microfranquias

Franquias são uma ótima opção de negócio – e aqui entram as microfranquias. Elas não custam muito caro, são relativamente rápidas de montar e dão lucros para os pequenos empreendedores

E tudo isso graças à principal vantagem deste tipo de negócio: ele já foi validado e consolidado pelo franqueador.

Em outras palavras, já foi feita toda a parte complicada e complexa de pré-estabelecimento do comércio: estudar o mercado, montar o plano de negócio e definir o tipo de produto ou serviço adequado ao público-alvo.

Além disso, os pequenos empreendedores que investem em microfranquias aproveitam da vantagem de trabalharem com marcas e produtos conhecidos do público, o que facilita o negócio.

Muitas franquias apresentam, inclusive, estimativas de lucros. Dessa forma é possível saber, em média, quanto você irá ganhar e dentro de quanto tempo.

2. Lojas virtuais 

Outra ideia de pequeno negócio que dá lucro para empreendedores iniciantes são as lojas virtuais. Elas são boas opções de investimento porque não é preciso ter loja física – o que diminui os custos, tanto iniciais quanto mensais

Isso significa que vendendo online você não precisa gastar com aluguel de ponto comercial, nem com mobília, decoração e  fachada. E ainda pode economizar em relação a salários de funcionários, porque muitas das pequenas lojas virtuais são mantidas por uma ou duas pessoas.

Outra vantagem é poder vender para todo o Brasil – e até para o exterior. É preciso, entretanto, um pequeno investimento em estoque, embalagens e na criação e manutenção do e-commerce. 

3. Importadoras

Trabalhar com importação de produtos também é uma boa alternativa de investimento para pequenos empreendedores. Você pode vender para consumidores finais ou para outros negócios, o que costuma trazer lucros promissores.

Não é preciso uma estrutura muito grande e com um pouco de pesquisa você pode oferecer produtos diferenciados dentro do país. 

Essa ideia pode ser associada à loja online, inclusive, para potencializar os lucros. Porém, vale citar que para ter uma importadora é preciso seguir algumas regras para estar dentro da legislação.

4. Assistência em informática e serviços digitais 

Agora, se você tem facilidade com coisas que dizem respeito à tecnologia, vale a pena investir nesse negócio. 

Algumas opções do setor são: consultor de estratégias digitais, manutenção de redes sociais de pequenas empresas, resolução de pequenos problemas de TI, manutenção de peças e tudo que o mundo da programação, das plataformas digitais e da manutenção de equipamentos engloba. 

Afinal, atualmente, quase todo mundo usa da internet e de tecnologias digitais para se relacionar ou trabalhar. Mas há muitas pessoas que não tem tempo para se preocuparem com a parte técnica dessas tecnologias. É aí que você entra.

É possível ter lucros significativos como este tipo de negócio, sem a necessidade de um investimento inicial muito robusto

Negócios com pouco investimento e retorno rápido

Quando o assunto é conquistar a independência financeira e se ver livre da CLT, apostar em negócios com pouco investimento e retorno rápido pode ser a solução. 

Se você faz parte dessa parcela da população – já são 14 milhões de MEIs em 2022 – quer começar a empreender, mas ainda não possui um caixa muito elevado, veja nossas dicas a seguir.

Alimentação

A venda de alimentos é um exemplo de negócio com pouco investimento e de retorno rápido. Se você tem alguma receita que faz sucesso ou boas habilidades na cozinha, pode fazer disso um empreendimento.

O interessante desse negócio é que dá para começar mesmo sem muito dinheiro: a cozinha e os equipamentos que você tem em casa podem servir por um bom tempo. 

Seus produtos podem ser marmitas fitness, brigadeiros gourmet, bolos para festas, ou comida sem glúten: o importante é ser criativo e ter um diferencial.

Além disso, no setor alimentício, as redes sociais servem como um excelente meio de divulgação orgânica – ou seja, você só precisa investir na produção de bons conteúdos que os algoritmos fazem o resto!

Revenda de produtos 

Outra maneira de ter retorno rápido com pouco investimento é fazendo revenda de produtos. Itens como roupas, cosméticos, brinquedos, bijuterias e até alimentos podem ser adquiridos de fornecedores por um preço competitivo e revendidos com boa margem de lucro.

Nesse caso, você também pode começar com pouco dinheiro e ir escalonando aos poucos, conforme as vendas forem aumentando. 

Além disso, você não precisa necessariamente de um ponto comercial: uma loja virtual ou entregas à domicílio cumprem bem este papel.

Dropshipping

O dropshipping nada mais é do que uma loja online que vende produtos de outras marcas e fornecedores. Nessa modalidade, você não precisa manipular nenhum produto: apenas faz a ligação entre o cliente e o item. 

Por isso, também não precisa ter estoque nem loja física, o que faz com que o investimento seja baixo e os retornos sejam rápidos. Com o dropshipping o empreendedor foca muito mais nas estratégias de venda e na atração de clientes.

Qual é o melhor investimento para quem quer começar a empreender?

Começar um negócio do zero não é fácil – por isso você pode estar se perguntando qual é o melhor investimento para quem quer começar a empreender. 

E é justamente aqui que temos uma excelente notícia: investimentos são uma ótima maneira de levantar capital para abrir uma empresa, porque o empreendedor se depara com duas vantagens competitivas importantes. 

  • A primeira delas é ver o dinheiro se multiplicar para criar os capitais:  com um investimento bem orientado, os valores aplicados crescem numa proporção que permite tanto capital inicial quanto capital de giro.
  • E a segunda vantagem, bastante atrelada à primeira, é que ao investir de maneira organizada para empreender é possível começar um negócio livre de dívidas e dos juros de empréstimos.  

Veja os melhores investimentos nestes casos, a seguir.

Tesouro Direto IPCA

Se você é ou quer ser um empreendedor, mesmo que de pequeno porte, pode considerar aplicar parte do seu capital no Tesouro Direto – especialmente no Tesouro Direto IPCA.

Entretanto, é importante ressaltar que este tipo de investimento deve ser feito por meio do seu CPF, ou seja, via pessoa física. Isso porque CNPJs não podem investir em títulos do Governo. 

Mas mesmo assim é um tipo de investimento indicado para empreendedores. Ele contribui para proteger o poder de compra do seu negócio, uma vez que o Tesouro IPCA combina a variação da inflação com uma taxa de juros prefixada.

Ações

As ações também estão entre os melhores investimentos para quem quer começar a empreender – se operadas com sabedoria, podem trazer lucros rápidos. Isso contribui para que o montante inicial do empreendimento seja maior. 

Vale lembrar que elas são um tipo de investimento indicado para aquelas pessoas com um pouco mais de conhecimento no mercado financeiro, ou com perfil de investidor mais ousado. 

E quem não tem experiência, conhecimento ou tempo para se aprofundar, não precisa deixar de aproveitar os lucros mais rápidos proporcionados pelas ações. Basta contar com uma assessoria de investimento

As ações são negociadas na Bolsa de Valores e seus preços podem variar todos os dias, de maneira imprevisível. E é justamente por causa disso que podem ser muito lucrativas. Claro, é sempre recomendável que não sejam o único investimento do empreendedor. 

Para assegurar seu patrimônio e não colocar o capital da sua empresa em risco, diversifique-o com outras classes de ativos.

Fundos de Investimento

Quem não tem muita experiência no mercado financeiro, mas quer investir para começar a empreender, pode optar pelos Fundos de Investimentos.

Eles funcionam como um condomínio de investidores, que juntos compram cotas de títulos no mercado e conseguem ter acesso a aplicações interessantes. São uma boa ideia para quem está começando e ainda não tem muito dinheiro para investir, por exemplo.

O bacana dos Fundos de Investimentos é que cada um deles tem uma estratégia de aplicações já montada, a qual é administrada por um gestor do Fundo. Dessa forma, você pode escolher o Fundo que vai de encontro com os seus objetivos e ideais.

Por ter um perfil empreendedor, por exemplo, você pode se interessar por Fundos de Investimento em Ações ou Fundos Setoriais. Setoriais são fundos que investem em empresas de um determinado setor.

Previdência Privada 

A Previdência Privada é um investimento que deve ser considerado entre aqueles que estão empreendendo. Ela não vai te ajudar tanto na primeira fase do negócio, que é multiplicar seu capital para começar a empreender, mas vai colaborar para um futuro mais tranquilo.

Enquanto empresário ou autônomo, é preciso garantir que terá estabilidade financeira durante a aposentadoria, ou que tenha pra onde recorrer em momentos mais difíceis.

Nesse sentido, a Previdência Privada é ideal. Você pode fazer um investimento inicial significativo, usando parte dos seus lucros da empresa, ou fazer aportes mensais. 

Depois de alguns anos você pode resgatar o valor com os devidos rendimentos, seja de uma vez ou em parcelas. Isso lhe proporcionará uma renda fixa e muito mais tranquilidade.

Qual a melhor área para se investir hoje?

Está à procura de um setor promissor? Entenda qual a melhor área para se investir hoje e começar um negócio de sucesso.

Tecnologia e digital

Uma das melhores áreas para se investir hoje é a da tecnologia, especialmente dos mercados digitais. 

Isso inclui  e-commerce, criação, programação e manutenção de sites e aplicativos, marketing digital, gestão de redes sociais, criação e gestão de anúncios digitais e outros negócios relacionados à inovação, como é o caso de muitas startups. 

A maioria desses investimentos pode ser feita tanto por pequenos quanto grandes empreendedores, porque são dinâmicos e possuem bastante mercado. 

Você pode, por exemplo, investir num curso rápido de programação e ser autônomo quanto à criação de sites, ou ser um investidor anjo de uma grande startup de tecnologia. 

O fato é que a área é muito promissora e gera bastante lucro, até porque está atrelada à maior produtividade, otimização de tarefas do dia a dia e personalização das interações com usuários. 

Saúde

Além da tecnologia, a saúde está entre as melhores áreas para se investir hoje. A pandemia da Covid-19, mesmo estando um pouco mais controlada, ainda movimenta muito o mercado do setor da saúde. 

E os investimentos podem ser vários: desde fábricas de equipamentos hospitalares, laboratórios, empresas farmacêuticas, até em seguradoras ou ações de empresas do setor na Bolsa de Valores

Entretanto, caso você seja um pequeno empreendedor e queira fazer um investimento de menor valor, é possível investir na criação de sites e aplicativos de prevenção e conscientização, por exemplo. 

Outras áreas promissoras para se investir hoje são: logística, delivery, sustentabilidade e alimentação saudável.

Como começar a investir para abrir uma pequena empresa?

Aplicar o seu dinheiro não precisa ser algo complicado, por isso vamos listar o passo a passo de como começar a investir para abrir uma micro ou pequena empresa. 

  1. Estabeleça seu objetivo: investimentos funcionam bem com metas bem definidas. Uma delas é abrir uma empresa, mas quando? De que tamanho? Quanto irá custar?
  2. Defina quanto irá investir por mês. A maioria dos investimentos dá bons resultados com aportes mensais. Você pode, entretanto, fazer um aporte inicial maior.  Lembre-se que seus investimentos mensais não precisam ser muito grandes, mas devem constar no seu orçamento. Considere um compromisso consigo mesmo e com sua empresa.
  3. Mesmo se tiver pouco para investir no começo, não desanime. O importante é começar. Em pouco tempo você terá lucros, rendimentos, e possibilidades de investir mais. Verá que vale muito mais a pena do que deixar o dinheiro parado.
  4. Conheça os tipos de investimentos. É sempre uma boa ideia pesquisar os tipos de investimentos que tem a ver com seus objetivos e valores. Você não precisa decidir sobre o melhor investimento neste momento, mas vai ter mais bagagem quando for de fato aplicar o dinheiro.
  5. Saiba qual é o seu perfil de investidor. Existem três perfis: conservador, moderado e arrojado. Você pode verificar e definir qual deles tem mais a ver com você neste momento. Isso ajudará também a escolher o tipo de investimento indicado para você e para seu negócio.
  6.  Abra conta em uma corretora e comece a investir. Ter uma conta em uma corretora é necessário para poder fazer os investimentos que mencionamos aqui, e vários outros.

Existem diversas no mercado, portanto pesquise aquela que desenvolve um bom trabalho e entre em contato com ela para fazer seu cadastro. A partir daí, ela irá te orientar em como fazer os investimentos. 

Dica: você não precisa trilhar esse caminho sozinho! Sabia que pode contar com a ajuda e o trabalho de uma assessoria de investimentos desde o primeiro passo? 

Assessorias como a Blue3 Investimentos têm anos de experiência em gerir investimentos dos mais variados tipos, inclusive de micro e pequenos empreendedores.  

Precisa de inspiração para começar a investir?

Conhecer histórias de sucesso de quem começou do zero pode ser um grande incentivo para você que também tem o sonho de empreender.

E nada melhor do que ouvir depoimentos de pessoas que chegaram lá, como o influenciador e empresário Alex Vilela, o Empreendedor Periférico.

Vilela cresceu na periferia de São Paulo e transformou a sua vida por meio de empreendedorismo.

Ele contou sobre sua trajetória e deu dicas valiosas para pequenos empresários durante entrevista para o Birdcast, podcast conduzido por João Victor Patrocínio.

Confira a conversa na íntegra no vídeo abaixo:

 

Written By
Redação It's Money

A redação do portal It’s Money é formada por um time de profissionais com ampla experiência editorial, com acompanhamento e revisão de jornalistas especializados.