Tudo sobre Fundos de Investimento

bolsa-de-valores

Tudo sobre Fundos de Investimento

14 out 2022

Redação It's MoneyRedação It's Money
Fundos de Investimento são portfólios diversificados, com foco em rentabilidade e geridos por especialistasEm outras palavras, com um Fundo de Investimento o investidor não tem a preocupação de ter que desenhar a estratégia de diversificação, de ter que montar a carteira de ativos e fazer a gestão de todos eles para ver o dinheiro render e se esquivar de perdas.Outro ponto interessante dos Fundos de Investimento é que eles também são uma boa maneira de acessar as ações de grandes empresas e do mercado financeiro, sem a necessidade de investir um grande capital.É por essas e outras vantagens que essa modalidade tem ganhado cada vez mais destaque entre investidores pessoa física e é uma excelente opção para quem deseja começar a investir.Além disso, existem diversas classes de ativos disponíveis para atender os objetivos de vários tipos de investidores, desde os mais conservadores até os mais arrojados.Contudo, é preciso ter conhecimento de como funcionam os fundos para uma escolha acertada.Pensando nisso, elaboramos este conteúdo explicando tudo sobre o tema para que você possa ampliar seu conhecimento, aplicar seu capital e aumentar seu patrimônio.Boa leitura!

O que são Fundos de Investimento

Fundo de Investimento são grupos de investidores que se unem para investir juntos em uma carteira de ativosEsse grupo seleciona um profissional do mercado financeiro para gerir os patrimônios e estudar as melhores aplicações. Trata-se do gestor de fundos. E os investidores que estão de fora desse grupo podem entrar. Ou seja, de modo geral o investidor entra em um fundo que já existe, com regras e objetivos pré-determinados e geridos por um expert no assunto para que todos os participantes ampliem suas chances de rendimento.Assim, cada fundo tem sua estratégia de investimentos, e cabe aos interessados compreenderem se tal estratégia está de acordo com seus objetivos.Por isso é importante se informar sobre tudo isso antes de investir, acessando o regulamento do fundo e as chamadas lâminas.

Como funcionam os fundos de investimento

O funcionamento dos fundos de investimento é bastante simples: ao aplicar seu capital num Fundo, o investidor adquire cotas de títulos diversificados e só precisa acompanhar os rendimentos.Dessa forma consegue exposição a inúmeros ativos do mercado financeiro sem precisar de uma quantia muito grande de dinheiro - como na casa dos milhões, por exemplo. Além disso, não precisa se preocupar com a administração, já que a gestão é feita por um profissional que trabalha para o fundo.No Brasil, existem hoje mais de 20 mil Fundos de Investimento disponíveis no mercado, de acordo com a Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais). E esses fundos somam cerca de R$5,2 trilhões em patrimônio, regulamentados pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Os rendimentos são divididos proporcionalmente entre os cotistas. Entretanto, os investimentos  podem ser bem-sucedidos, gerando rendimentos, ou nem tanto - tudo depende da variação da valorização das cotas. A boa notícia é que justamente graças à diversificação do fundo e expertise do gestor, as variações não costumam gerar perdas reais de patrimônio. Eis a importância de escolher uma assessoria confiável, selecionar fundos com metodologias eficientes e estudar sobre investimentos com um conteúdo acessível

Fundos: qual a diferença entre cotas e ações? 

Resumidamente, ações e cotas são parte do patrimônio da empresa e a diferença entre as expressões está centrada na constituição do CNPJ por trás desse patrimônio. Na prática, isso significa que para sociedades anônimas usa-se o termo cota e para as demais modalidades de empresa usa-se o termo ação.Quando um investidor investe em um fundo, ele está adquirindo cotas - ou seja, frações do patrimônio do fundo. 

Como são cobrados os impostos nos Fundos de Investimento

A cobrança de impostos nos Fundos de Investimento varia um pouco de acordo com o tipo de fundo.De um modo geral, uma das grandes diferenças dos Fundos de Investimento em relação às demais modalidades é que existe o adiantamento da cobrança do Imposto de Renda na fonte duas vezes ao ano, mesmo não havendo resgates ou saques. Essa abordagem tributária é popularmente conhecida como come-cotas e, essencialmente, trata-se de uma porcentagem do rendimento do Fundo.Quase todos os fundos têm come-cotas, com exceção dos Fundos de Previdência Privada - que só pagam impostos no final.  Ou seja, apenas no momento do resgate ou no recebimento das mensalidades é que ocorre a tributação.  Mas ainda existem outras particularidades. Os Fundos de Ações, por exemplo, têm alíquota simplificada com tarifa única de 15% sobre o rendimento no momento do resgate. Além do Imposto de Renda, recaem sobre os rendimentos dos fundos o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) no caso de resgates realizados em menos de 30 dias depois da aplicação. Como você pode perceber pela própria tributação, existem vários tipos ou classes de Fundos de Investimento. Vamos ver quais são?

Tipos de Fundos de Investimento

Antes de tudo é importante explicar que tipos de Fundos de Investimento e classes de Fundos de Investimento são essencialmente a mesma coisa. Trata-se da separação dos Fundos de Investimento de acordo com os ativos e características presentes naquele grupo.E esses diferentes tipos de Fundos de Investimento existem por uma questão de demanda do mercado e dos investidores. Isso significa que há bastante diversidade de produtos para atender os múltiplos objetivos e perfis de investidores - que podem ser conservadores, moderados ou arrojados. Veja então quais são os tipos de Fundos mais populares.

1 - Fundos de Investimento em Renda Fixa (FIRF)

Aqui, 80% do dinheiro é investido em títulos de renda fixa, como em:
  • Títulos do Tesouro Nacional;
  • CDB;
  • LCI;
  • LCA;
  • Crédito privado;
  • Debêntures.
Estes ativos estão relacionados com indicadores como a Taxa Selic e inflação (IPCA).

2 - Fundos de Investimento em Ações (FIA)

Nesse caso, o gestor investe no mínimo 67% do patrimônio do fundo em ações. Então são uma boa alternativa para quem quer começar a investir na Bolsa de Valores (B3), mas ainda não deseja fazer isso sozinho. Este tipo de fundo tem um risco de moderado a alto, mas paralelamente o rendimento também costuma ser vantajoso. Por isso tende a ser mais acessado por investidores menos conservadores. 

3 - Fundos de Investimento Multimercados (FIM)

Os FIMs costumam ter uma estratégia mais ampla e diversificada de investimentos e, portanto, o risco é mais elevado do que nos FIRF. O retorno também costuma ser maior.São indicados para investidores de perfil moderado e arrojadoNestes fundos, o gestor pode investir partes em 
  • Renda fixa;
  • Renda variável;
  • Ações locais e no exteriores;
  • Dólar;
  • Criptomoedas.
A ideia é aplicar em várias frentes e diversificar o investimento.

4 - Fundos de Investimento Imobiliários (FIIs)

Conhecidos também como Fundos Imobiliários, nessa modalidade investe-se em cotas de imóveis diversificados sem ter que comprar diretamente as propriedadesAinda, os cotistas recebem 95% dos rendimentos dos aluguéis, muitas vezes mensalmente.Os Fundos Imobiliários possibilitam exposição a cotas de imóveis de, por exemplo:
  • Shoppings;
  • Hospitais;
  • Bancos;
  • Escolas;
  • Galpões logísticos. 

5 - Fundos de Investimento no Exterior (FIE)

Aqui, o gestor majoritariamente investe em fundos estrangeiros, como por exemplo:
  • ETFs (fundos de índice);
  • Ações americanas;
  • Fundos Cambiais.

6 - Fundos de Investimento em Previdência Privada

São fundos para quem está focado em investir por muitos anos para depois recolher os investimentos como uma forma de renda complementar na aposentadoria.Existem dois tipos de planos em um Fundo de Previdência:
  • PGBL
  • VGBL
Além disso, o investidor pode escolher entre as tabelas progressiva e regressiva de alíquota de imposto. A primeira vai descontar de acordo com os valores recebidos no futuro. A segunda tem sua porcentagem diminuída com o tempo, podendo chegar a até 10% - a menor alíquota sobre investimentos.Os Fundos de Investimento de Previdência Privada ainda têm outra particularidade que é não sofrerem com o come-cotas. E no modelo PGBL ainda é possível conseguir abatimentos anuais de até 12% do IR sobre a renda bruta tributável. 

Melhores tipos de fundos de Investimento: quais são?

Os melhores tipos de fundos de investimento são aqueles compatíveis com o perfil do investidor, com seus objetivos, com o quanto ele quer investir e por quanto tempo.Portanto, para escolher o melhor fundo de investimento é importante verificar as taxas de administração e performance de cada um, ler o regulamento e o prospecto.Também é interessante analisar e comparar o histórico de rentabilidade, mas tendo em mente que rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura.Trata-se de um dado adicional dentro de um quadro geral da análise que deve ser feita, pois não é recomendável escolher o fundo de investimento somente pela rentabilidade proposta.
  • Se você é um investidor do tipo conservador, muito provavelmente as classes de Fundos de Investimento em renda fixa serão mais adequados para você. 
  • Caso você se encaixe mais no perfil de investidor arrojado, é possível que os Fundos de Investimento do tipo multimercados façam mais sentido.
De um modo geral, quanto mais informações sobre os fundos e mais conhecimento sobre seus próprios objetivos você tem, maiores são as chances de você colher excelentes resultados com o seu investimento. Por isso é recomendável conversar com uma assessoria profissional, que conta com analistas experientes que te ajudarão a estudar as melhores opções de fundos para investir. 

Como os Fundos de Investimento pagam?

Os Fundos de Investimento pagam de acordo com a natureza das cotas, com o tipo de rendimento e com as regras do fundo. Em outras palavras, a forma como cada um paga varia bastante e quando você escolhe em que fundo investir leva em consideração o resgate também.Entenda um pouco mais.

Rendimento

De maneira generalizada, podemos dizer que a maioria dos Fundos de Investimento tende a ter rendimento diário sobre as cotas. Seus investidores podem fazer a retirada do dinheiro que rendeu de acordo com o tipo de fundo e com as regras expressas no regulamento. 

Venda de cotas

Além disso, os investidores podem vender cotas. Elas têm seus valores alterados de acordo com o mercado financeiro, então costuma ser uma maneira de resgatar mais capital do que foi aplicado. Ao vender uma cota, o investidor pode ter acesso ao dinheiro em alguns dias, geralmente. 

Dividendos 

Os Fundos de Investimento Imobiliários pagam dividendos aos seus cotistas. Isso quer dizer que os investidores recebem com uma certa frequência os valores relativos aos ganhos com os imóveis, como é o caso do aluguel

Parcelas mensais ou única

Já os Fundos de Previdência têm seu rendimento acessível somente depois da fase de acumulação. Ou seja, quando o investidor para de fazer aportes, o fundo para de render, e ele começa a receber o que investiu mais o que rendeu. E esse recebimento pode ser de uma vez só ou em parcelas, como uma forma de aposentadoria.

Liquidez diária

Há também Fundos de liquidez diária, como o CDB. Liquidez diária significa que a possibilidade de transformar o ativo em dinheiro para o investidor é de um dia.

Quais as vantagens de um Fundo de Investimento?

Existem várias vantagens de se investir em um Fundo de Investimento. Vamos ver quais são a seguir.

Comodidade

A primeira vantagem sem dúvidas é a comodidade, porque é o gestor que cuida de tudo: pesquisa e escolhe os melhores ativos, acompanha o desempenho, reinveste o patrimônio dos cotistas, entre outras atividades. O investidor só precisa acompanhar, se quiser.

Liquidez

Outra vantagem significativa de um Fundo de Investimento é a liquidez. Muitos dos Fundos proporcionam o resgate do investimento em apenas alguns dias, ao contrário de investimentos tradicionais que podem existir período de carência ou envolvem muita burocracia para acessar o dinheiro.  

Diversificação

Os Fundos também trazem diversificação para o portfólio de investimentos, algo muito especial porque diversificar aumenta as chances do investidor ter mais segurança e rendimentos. Além disso, com poucos recursos já é possível ter acesso a vários tipos de ativos diferentes e de grandes empresas, sem a necessidade de ter um capital muito grande. E todo bom investidor sabe da importância de não investir seu capital num único negócio e escolher aqueles que já estão bem consolidados.

Melhores Fundos de Investimento 

Como você viu até aqui, o melhor Fundo de Investimento varia muito de acordo com o objetivo do investidor e também com o momento da economia. A escolha do melhor fundo para se investir deve ser algo pessoal, de acordo com a sua realidade e ideais. Porém, ainda assim existem os fundos mais seguros, os mais famosos, os mais rentáveis historicamente, os mais promissores e assim por diante. Então, apesar da escolha do fundo demandar um olhar mais personalizado, iremos listar alguns dos Fundos de Investimentos que tiveram os melhores desempenhos no primeiro semestre de 2022.
  • XP Investor Dividendos FIA;
  • Forpus Ações FIA;
  • Absolute Pace Long Biased FIA;
  • Acesso Truxt Long Bias Ações;
  • XP Investor 30 FIA.

Como aplicar em Fundos de Investimento

Após entender seu perfil de investidor, analisar seus objetivos e estudar todos os pontos importantes relacionados à escolha do melhor tipo de Fundo de Investimento, é interessante estabelecer uma meta antes de começar a investir.Essa meta pode ser de curto, médio ou longo prazo. Por exemplo, pode ser uma viagem, comprar uma casa ou ter uma renda extra na aposentadoria.Visto isso, basta você procurar uma assessoria de investimentos idônea para que juntos vocês definam a melhor carteira de fundos para seus sonhos e objetivos. A partir daí, você só precisa destinar o capital desejado para a corretora, que o gestor de fundos fará todo o restante. Vale lembrar que quanto antes você começar a aplicar em Fundos de Investimento, melhor. Seu dinheiro renderá mais e você ganhará mais experiência no mercado financeiro!

Saiba mais sobre os fundos de investimentos no vídeo abaixo:

[embed]https://www.youtube.com/watch?v=p86_WJRp8J8&list=PLva9zecA-nN3n0mnJQmCMDuihRr_gsVJ1&index=6[/embed] 
Redação It's Money

Redação It's Money

A redação do portal It’s Money é formada por um time de profissionais com ampla experiência editorial, com acompanhamento e revisão de jornalistas especializados.

Saber mais

Gostou do conteúdo?

Queremos sempre melhorar a experiência a sua experiência. Se puder, dê uma forcinha para o time de redação e conte o que você achou da edição de hoje.

O que achou deste conteúdo?

  • Ruim
  • Ótimo
As melhores análises do mercado

Receba em primeira mão as melhores análises do mercado financeiro diretamente em sua caixa de entrada. Nossa newsletter oferece insights exclusivos, tendências e perspectivas sobre o mercado.

Deixe-me ler primeiro uma amostra