Onde Investir Renda Fixa

O que é um CDB e como funciona esse investimento de renda fixa?

O que é um CDB e como funciona esse investimento de renda fixa?
  • Publicado em 18 de setembro de 2022

Quem busca alternativas com maior segurança para investir pode se interessar pelos investimentos de renda fixa.

Por exemplo, você sabe o que é um CDB (certificado de depósito bancário)?

Essa é uma das aplicações mais conhecidas do mercado, mas ainda gera muitas dúvidas entre os investidores.

Portanto, vale a pena entender como funciona esse título e quais são as suas características.

Dessa forma, fica mais fácil identificar se ele é adequado às suas necessidades para tomar decisões mais acertadas ao investir.

Quer saber mais sobre essa possibilidade? Então continue a leitura para aprender o que é e como funciona o certificado de depósito bancário!

O que é um CDB e como funciona?

O CDB, ou certificado de depósito bancário, é um título de dívida utilizado por instituições bancárias como mecanismo de captação de recursos.

Ao emiti-los, elas conseguem financiar suas atividades — como os financiamentos oferecidos aos clientes.

Essa dinâmica funciona da seguinte forma: as instituições financeiras emitem os títulos e os disponibilizam ao público por meio de sua própria plataforma ou a de uma corretora de valores.

Então o investidor interessado efetua a compra e, em troca da disponibilização do recurso, ele recebe uma taxa de juros no vencimento.

Ao final do prazo, a instituição financeira devolve o valor investido acrescido da remuneração prevista no momento da aplicação.

Nesse momento, o montante é depositado diretamente na conta do investidor na instituição por meio da qual ele fez o aporte.

Existem CDBs com liquidez diária, mas também há títulos que só podem ser resgatados em seu vencimento. Porém, é possível vendê-los antecipadamente no mercado secundário.

Nesse caso, no entanto, você estará exposto à marcação a mercado — o que pode gerar perdas financeiras.

Portanto, tenha em mente que a rentabilidade acordada só é garantida na data do vencimento do título.

Quais são os tipos de CDBs disponíveis no mercado?

Agora que você já sabe o que é um CDB, é preciso entender como funciona a rentabilidade.

Nesse sentido, um certificado de depósito bancário pode ser classificado em três categorias: prefixado, pós-fixado e híbrido.

A seguir, veja detalhes sobre cada tipo de rentabilidade:

CDB prefixado

O CDB prefixado possui uma taxa de juros fixa em um percentual determinado no momento da contratação.

Dessa forma, o investidor consegue calcular o montante que será recebido na data do vencimento ou no momento do resgate.

CDB pós-fixado

O CDB pós-fixado tem sua rentabilidade atrelada a um indexador da economia — normalmente o Certificado de Depósito Interbancário (CDI).

Porém, como o desempenho do CDI varia ao longo do tempo, não é possível saber antecipadamente qual será o rendimento final do título.

CDB híbrido

Já o CDB híbrido une as características do prefixado e do pós-fixado. Isso significa que a sua rentabilidade é composta por duas partes: uma fixa e a outra variável.

Normalmente, a taxa variável está associada ao Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Qual a diferença entre vencimento e carência?

Como você viu, existem CDBs que somente podem ser resgatados no prazo de vencimento estabelecido.

Contudo, também existem títulos que permitem o resgate antes do vencimento, mas após uma data de carência.

Trata-se de um período durante o qual não é possível resgatar o valor aplicado — ou seja, não há liquidez.

Portanto, se você investir em um CDB com carência de 90 dias, por exemplo, só poderá resgatar seu investimento após esse prazo.

Porém, depois desse período, será preciso recorrer ao mercado secundário para vender o título antes do vencimento.

Como funciona a tributação de um CDB?

Outro detalhe importante sobre o CDB que merece destaque é a sua tributação.

Afinal, a incidência do Imposto de Renda (IR) afeta diretamente a rentabilidade obtida no investimento.

Primeiro, é preciso ressaltar que o tributo incide sempre sobre os ganhos — isto é, ele não abrange o capital investido.

Além disso, o Imposto de Renda é retido na fonte. Portanto, o tributo é descontado antes de você receber o dinheiro, facilitando o processo.

Já em relação à alíquota, ela é regressiva. Logo, o percentual cobrado diminui conforme o tempo de aplicação. Confira como funciona a tributação de um CDB:

  • até 180 dias: alíquota de 22,5%;
  • de 181 a 360: alíquota de 20%;
  • de 361 a 720: alíquota de 17,5%;
  • acima de 721: alíquota de 15%.

Quais as vantagens e os riscos de investir nesses títulos?

Depois de entender os principais detalhes do CDB, é hora de saber quais são as vantagens e os riscos de investir nesse tipo de título.

A partir dessas informações, você pode avaliar se ele é uma alternativa interessante para a sua carteira de investimentos.

Um dos pontos positivos de um CDB é a previsibilidade em relação aos rendimentos. Afinal, você saberá a lógica para o cálculo da rentabilidade antes do aporte.

Outro benefício do CDB é a segurança. Isso porque ele conta com a cobertura do FGC (Fundo Garantidor de Créditos).

Ele garante cobertura de até R$ 250 mil por CPF ou CNPJ e por instituição financeira. Ainda, há um limite global de R$ 1 milhão que se renova a cada 4 anos.

Assim, caso o emissor passe por um processo de falência, por exemplo, você receberá o valor alocado, observando os limites da cobertura. No entanto, além de avaliar as vantagens, é preciso considerar os riscos relacionados ao CDB.

Entre eles, destaca-se o risco de crédito — que ocorre quando o emissor do título não tem recursos para pagar uma dívida. Porém, como você viu, ele possui a proteção do FGC — o que ajuda a reduzir esse tipo de risco.

Também há o risco de mercado. Como o CDB sofre os efeitos da marcação a mercado, o resgate antecipado pode fazer com que você receba um valor abaixo do montante aplicado.

Porém, é possível contornar esse risco ao resgatar o título apenas na data de vencimento.

Conclusão

Com base nessas informações, é possível entender o que é um CDB e como funciona esse investimento da renda fixa.

No entanto, antes de investir nessa alternativa, lembre-se de analisar as suas características pessoais e do próprio investimento para entender se o título é adequado à sua estratégia!

Para isso, converse com a assessoria de investimentos da Blue3, que conta com profissionais altamente capacitados para te orientar quanto às oportunidades mais adequadas ao seu perfil.

Written By
Redação It's Money

A redação do portal It’s Money é formada por um time de profissionais com ampla experiência editorial, com acompanhamento e revisão de jornalistas especializados.