Resultados Corporativos

ROMI3: análise de resultado corporativo das Indústrias Romi

ROMI3: análise de resultado corporativo das Indústrias Romi
  • Publicado em 31 de janeiro de 2024

A Indústrias Romi (ROMI3) abriu a temporada de divulgação dos resultados corporativos do quarto trimestre de 2023 (4T23), reportando um lucro líquido de R$ 51,34 milhões, o que representa uma queda de 41,4% em comparação com o mesmo período do ano passado.

Em 2023, o lucro da empresa, que fornece equipamentos fundidos e usinados, desacelerou 23,8% na base anual, para R$ 164,58 milhões.

“A operação na Alemanha (B+W) demonstrou robusta recuperação em 2023, encerrando o ano com lucro operacional. Tivemos também  um aumento significativo de novos pedidos, com um crescimento de aproximadamente 34% em relação a 2022. O que culminou em uma carteira de pedidos de R$265 milhões, a serem entregues em 2024 e 2025”, explicou Luiz Cassiano Rosolen, Diretor Presidente da empresa em seu release de resultados.

Além disso, no 4T23, a geração operacional de caixa medida pelo EBITDA ajustado foi de R$57,7 milhões, ou uma margem EBITDA de 14,9% no trimestre.

Análise de resultado ROMI3 (4T23)

Renato Reis, analista fundamentalista da DVinvest que fará as análises dos resultados corporativos das principais empresas para o It’s Money, explica que o resultado em si foi um pouco melhor do que o terceiro trimestre, por conta da B+W.

Por outro lado, segundo ele, os Fundidos e Usinados apresentaram um desempenho bem fraco, o que preocupa.

“As máquinas Romi tiveram um desempenho ok, mas fiquei preocupado com a carteira de pedidos desse segmento, que está reduzindo bastante devido a uma queda na entrada de pedidos. No geral, a empresa é boa. Mas o preço de tela reflete um cenário bem melhor do que consigo ver, por isso prefiro ficar de fora do papel”, avalia. 

analise-de-resultado-ROMI3_its-money
Confira a tabela com os principais resultados da Romi no 4T23. Acesse o release completo no site da empresa.

análise-balanços-corporativos_its-money

Histórico de resultados ROMI3

Agora, confira abaixo o histórico de resultados da ROMI3, com um resumo dos principais números levantados no reporte das empresa, além da análise do especialista. Boa leitura!

Balanço corporativo ROMI3 (3T23)

A Indústrias Romi (ROMI3) reportou uma queda de 31,5% no lucro líquido no 3T23, em comparação com o mesmo período do ano passado. Assim, a empresa saiu de um lucro de R$ 64,9 milhões no 3T22, para R$ 44,49 milhões no 3T23.

Por outro lado, o Ebitda ajustado (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) foi de R$ 32,89 milhões. Ou seja, uma queda de 60,2% no ano e de 20,2% no trimestre. Ainda segundo o release de resultados, houve uma redução da margem Ebitda ajustada de 1,3 p.p. (ponto percentual), que ficou em 12,1%.

Renato Reis, analista fundamentalista da DVinvest que fará as análises dos resultados corporativos das principais empresas para o It’s Money, explica que os preços da Romi refletiam um resultado acima do que a empresa entregou em seu histórico, apesar de ter passado por ótimos anos entre 2021 e 2022.

“O ano atual está sendo bem ruim para a empresa, que está vendo sua receita cair bastante e as margens de lucro piorarem, o que foi visto também nesse resultado”, explica.

De acordo com Renato, o carro chefe da empresa (M. Romi) está com a receita caindo devido à desaceleração da economia e os F&U também tiveram um desempenho bem fraco.

Além disso, a entrada e a carteira de pedidos estão reduzindo, o que encurta a corda da empresa em caso de recessão econômica.

“A Romi é lucrativa e é uma boa empresa, mas o preço de tela me parece um pouco salgado pelos números entregues”, conclui.

romi3-analise-de-resultado
Confira a tabela com os principais resultados da Romi no 3T23. Acesse o release completo no site da empresa

Balanço corporativo ROMI3 2T23

As Indústrias Romi (ROMI3) registraram queda de 1,1% no lucro líquido no segundo trimestre de 2023 (2T23), na comparação com o mesmo período do ano passado. Assim, saiu de R$ 33 milhões para R$ 32,625 milhões.

Renato Reis, analista fundamentalista da DVinvest, pontua que, nos pedidos, o setor de Máquinas Romi foi bastante afetado devido à incerteza econômica, Por outro lado, o setor de Fundidos e Usinados foi afetado devido à queda no preço da energia, que atingiu o setor de energia eólica, o principal destino das peças.

“Na receita, apesar das Máquinas Romi ainda estarem com um faturamento estável, os Fundidos e Usinados apresentaram forte queda e afetaram bastante a empresa.”

Como resultado, o desempenho mais fraco na receita também afetou a margem de lucro, já que os custos que atuam de maneira fixa aumentaram sua participação dentro do todo.

“Resumidamente, a empresa apresentou queda na receita e piora na margem de lucro, algo bastante preocupante devido especialmente ao preço da ação, que é mais caro.

resultado-corporativo-ROMI3-2t23_its-money

Written By
Redação It's Money

A redação do portal It’s Money é formada por um time de profissionais com ampla experiência editorial, com acompanhamento e revisão de jornalistas especializados.