Onde Investir Primeiros Passos

Investimentos para iniciantes com pouco dinheiro

Investimentos para iniciantes com pouco dinheiro
  • Publicado em 24 de novembro de 2022

O mercado financeiro pode parecer complexo, mas a verdade é que existem investimentos para iniciantes com pouco dinheiro. Mesmo sem ter muito conhecimento ou capital acumulado, é possível começar a investir hoje de maneira segura.

Aliás, quanto antes você iniciar seus investimentos, mais e melhores lucros você vai ter. 

E para saber como investir do zero com pouco dinheiro, acompanhe nossas dicas e saiba também qual o melhor investimento para quem está começando.   

Como investir do zero com pouco dinheiro?

Para investir do zero e com pouco dinheiro o ponto de partida é pesquisar. Isso porque existem vários tipos de investimentos que não têm um valor mínimo para começar. 

Além disso, é possível aplicar seu dinheiro de maneira mais rentável do que na poupança e tão segura quanto. Interessante, não é mesmo?

Investir pode parecer algo complicado, mas na realidade é bastante simples. Apenas é preciso ter algumas precauções – tanto antes de começar, quanto durante. 

A boa notícia é que essa precaução está centrada em algo muito simples: informação. Entenda a seguir.

Por que investir? 

Primeiramente, vamos te dar um exemplo prático do porquê é importante investir, mesmo com pouco dinheiro. 

Imagine uma pessoa que investe R$500 por mês num ativo que rende cerca de 15% ao ano. Depois de 30 anos ela terá conseguido acumular um capital de aproximadamente R$2,7 milhões.  

Em comparação, imagine alguém que guarda em uma aplicação pouco ou nada rentável o montante de R$500 por mês durante 30 anos. No final, essa pessoa terá conseguido juntar somente R$180 mil. 

Essa enorme diferença demonstra que deixar o dinheiro sem investimento é, praticamente, perdê-lo.

Apenas para se ter uma ideia, em 2021 a poupança rendeu 2,94%, sendo que o acumulado da inflação naquele ano foi de 9,34%.

Isso significa que dinheiro na poupança dá a falsa sensação de rentabilidade, quando na verdade perde-se poder de compra. 

Fácil de perceber por que é importante investir, certo? 

Por isso, veja como se preparar para começar a investir do zero com pouco dinheiro.

1. Quitar dívidas 

Primeiro de tudo é preciso quitar dívidas. Mas o que isso significa, exatamente? Explicamos.

Se você tiver alguma inadimplência – ou seja, alguma conta que já passou da data do vencimento – a sua prioridade deve ser liquidá-la antes de começar a investir. 

Ocorre que os juros do cartão de crédito e do cheque especial do Brasil são os maiores do mundo. E isso significa que outros produtos de crédito seguem a mesma linha e cobram taxas bem altas.

Apenas para exemplificar, uma dívida de R$1.000 em um ano pode se tornar R$9.750 se o consumidor estiver inadimplente – afinal, multas e juros do atraso continuam correndo.

Vale lembrar que não quitar esses débitos é totalmente desaconselhável porque, além de inadequado, a cobrança pode parar na Justiça. E dependendo do caso, os bens do devedor podem ser bloqueados. 

Resumidamente, dívidas desse tipo atrapalham o objetivo de começar a investir do zero e ganhar dinheiro. E é por isso que organizar essas pendências é o começo da jornada de investimento.

E aquelas parcelas que estão em dia – por exemplo, a prestação do carro ou da casa?

Aqui vale a pena estudar como investir para quitar ou comprar um apartamento, ou o bem que você ainda está pagando. 

Percebe como investir pode, inclusive, ajudar a quitar débitos?

2. Organizar a vida financeira

Depois de ter se organizado com as dívidas, você deve fazer o mesmo com os demais aspectos da sua vida financeira. 

Em outras palavras, vale a pena registrar em algum tipo de controle – como em uma planilha ou caderneta – de tudo o que você ganha e o que gasta. Isso ajudará a entender o quanto será possível investir todos os meses.

3. Estabelecer metas

O terceiro passo é estabelecer suas metas com os investimentos. 

Investir pode te ajudar a multiplicar seu patrimônio, possibilitar sua independência financeira, empreender, quitar dívidas como vimos no tópico anterior, e trazer mais segurança e tranquilidade no futuro. 

Dependendo do tipo do investimento, é possível ainda obter uma fonte de renda extra. Por isso, defina quais conquistas você quer alcançar e dentro de quanto tempo

4. Não esperar

Investimentos para iniciantes com pouco dinheiro são totalmente possíveis, por isso, não fique à espera de ter mais capital ou do suposto momento certo.

Investir tem tudo a ver com tempo: quanto antes começar, melhor será sua rentabilidade e resultados. Para investir do zero com pouco dinheiro basta seguir esses passos e começar a aumentar seu patrimônio.

5. Abrir conta em uma corretora de valores

O próximo passo é abrir uma conta numa corretora de valores. E se você já tiver uma quantia na conta corrente ou na poupança, a melhor opção é transferi-la para sua conta na corretora. 

Investir em corretoras, como por exemplo na XP Investimentos, costuma ser mais vantajoso do que investir em produtos dos bancos. 

O motivo é simples: as instituições bancárias costumam oferecer uma quantidade limitada de produtos para investir e geralmente cobram altas taxas para administrar o capital. É por isso que os maiores e mais qualificados investidores aplicam seu dinheiro através de corretoras

E você não precisa se preocupar, porque dessa forma seu investimento fica sempre associado ao seu CPF. Então é possível transferir seus investimentos de uma corretora para outra, caso julgue necessário. 

Para te ajudar a escolher a melhor corretora de valores para começar a investir em 2022, outra dica quente é contratar uma assessoria de investimentos

Assessores profissionais são preparados para estudarem o seu caso e indicarem os melhores investimentos para você, além de te ajudarem com todas as outras etapas.

Qual o melhor investimento para quem está começando?

Agora que você já está com tudo pronto, veja quais são os melhores investimentos para quem está começando a aplicar.

Como investir em Tesouro Direto 

Investimentos em Tesouro Direto são indicados para quem está começando porque são bastante estáveis e acessíveis.

Tratam-se de títulos de dívidas do governo que os investidores compram e recebem pagamentos de juros de volta

Investimentos como o Tesouro Selic, por exemplo, costumam ter liquidez diária, por isso são indicados para a reserva de emergência. Quanto mais alta a liquidez, mais rapidamente você consegue transformar o investimento em dinheiro na sua conta, pronto para ser usado. 

Investir em Tesouro Direto é muito fácil. Toda corretora de valores possui esse tipo de produto à disposição. 

É uma boa ideia considerá-los como um dos primeiros a compor a sua carteira por conta da criação da reserva de emergência.

Reserva de emergência

A reserva de emergência, como o nome já sugere, pode te auxiliar muito em momentos de imprevistos. É importante ter essa reserva sempre garantida e de fácil acesso para não precisar mexer nos seus investimentos destinados aos objetivos de longo prazo.

Funciona assim: ao ficar sem trabalho, ficar doente, ou ter que fazer uma viagem de última hora, você precisa ter a tranquilidade de saber que consegue se manter por alguns meses.  

Especialistas recomendam que esse montante seja o de meio ano. Calcule o valor dos seus gastos fixos mensais e multiplique por seis. 

Caso ainda não tenha essa quantia, invista e destine os rendimentos para a reserva assim que for possível. 

E depois de ter atingido o valor mínimo recomendável é o momento ideal para colocar novas metas para seus investimentos. 

Os investimentos mais indicados para a reserva de segurança são o Tesouro Selic e o CDB (Certificado de Depósito Bancário), porque eles têm baixo risco e alta liquidez. 

CDBs para investidores iniciantes

Os CDBs pós-fixados ou prefixados com liquidez diária são interessantes para investidores iniciantes também, porque é possível aplicar neles mesmo com pouco dinheiro

Além disso, costumam ter uma rentabilidade perto de 100% do CDI (Certificado de Depósito Interbancário). Trata-se de uma taxa de juros, que acompanha a taxa Selic, em que o investimento de CDB se baseia para render.

Portanto, CDBs são fáceis de entender e de aplicar, e são recomendados para investidores até sem muita experiência ou que desejam fazer uma reserva de segurança.

Liquidez baseada nas suas metas

É uma boa ideia dividir seus investimentos por tipos de metas e avaliar a liquidez de cada um deles atrelada ao objetivo.

Entenda:

  • Uma sugestão interessante é que uma parte dos investimentos seja direcionada para objetivos e sonhos, certo? Por exemplo, investir para casar.
  • Nessa situação, a dica é aplicar num ativo de renda fixa, com liquidez apenas no vencimento
  • Assim, defina a data da viagem ou do casamento e escolha um investimento de renda fixa com vencimento em data próxima.
  • Isso porque você resgata o valor acumulado para cumprir especificamente seu objetivo. Ou seja: deixa de comprometer o rendimento por mexer no dinheiro antes do tempo e consequentemente aproveita as melhores taxas. Tudo a tempo de sacar os valores para concretizar sua meta. 

Os investimentos que não têm liquidez diária costumam render mais, por isso são mais indicados para estes casos em que há uma data atrelada à meta. 

São exemplos: LCI (Letra de Crédito Imobiliário), LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) e debêntures

Fundos de investimento para iniciantes

Fundos de investimento são opções rentáveis e ideais para quem está começando a investir, principalmente com pouco dinheiro. 

Isso acontece porque fundos de investimento com estratégias eficientes são gerenciados por experts e o investidor não precisa aplicar grandes volumes para começar

Adaptação ao objetivo

Vamos entender, primeiramente, a função de um fundo enquanto investimento: ele pode ajudar a garantir uma aposentadoria tranquila, a alcançar um objetivo a longo prazo ou a ter uma renda passiva dentro de alguns anos. 

Resumidamente, os fundos podem se adaptar ao seu objetivo central e metas secundárias

Diversificação 

É sempre uma boa estratégia ter vários tipos de investimentos ao mesmo tempo, para objetivos diferentes.

E nesse ponto vale lembrar que mesmo que você tenha apenas uma meta, também é aconselhável diversificar seus investimentos numa carteira composta por tipos de ativos variados – porque enquanto um cai, o outro pode subir.  

Dessa forma, você está sempre ganhando.

E aqui entram as aplicações nos fundos de investimento. Um fundo engloba vários ativos. E é possível ainda ter mais de um fundo!

Gestão sem complicação

Isso porque os fundos já têm uma estratégia definida por especialistas. Além disso, são administrados por gestores experientes. 

E pensando especificamente nesse ponto, os fundos são opções inteligentes justamente porque com eles o investidor não precisa se preocupar em fazer a seleção dos ativos que compõem a carteira, nem acompanhar a performance diariamente.

O gestor faz esta análise e as devidas alterações, em caso de queda de resultados. Outro benefício é a possibilidade de comprar frações das cotas – o que faz com que seja viável participar dos fundos mesmo sem um capital muito grande. 

Tipos de fundos para investir

Os tipos de fundos de investimento são:

  • em renda fixa (FIRF), 
  • ações (FIA),
  • multimercados (FIM), 
  • imobiliários (FII), 
  • fundos cambiais, 
  • de previdência, 
  • de índices (ETF), 
  • de criptomoedas, 
  • e fundos de investimento em cotas (FIC).

Investimento em ações para iniciantes

A longo prazo, investimentos de renda fixa tendem a ter rentabilidade menor do que os de renda variável. 

Por conta disso, dependendo do seu objetivo, pode ser interessante considerar investir em renda variável – como ações – mesmo sendo iniciante.

As ações variam de acordo com o mercado financeiro, que por sua vez varia conforme a oferta e a procura. Por conta de especulações e mudanças nos cenários político e econômico, as ações na Bolsa de Valores podem aumentar ou diminuir de valor diariamente. 

Entretanto, existe a possibilidade de aumentarem significativamente e por isso são consideradas bastante rentáveis. 

É possível se tornar acionista de uma empresa mesmo com pouco dinheiro. Existem várias empresas que têm suas ações custando menos de R$100, por exemplo. 

Investimentos em ações para iniciantes também podem ser uma opção para obter lucro mensal, porque há aquelas que pagam dividendos todos os meses.

Como investir dinheiro e ter lucro mensal 2022

Para investir dinheiro e ter lucro mensal em 2022, e, consequentemente conquistar a liberdade financeira, é aconselhável aplicar em ativos que gerem renda passiva

Renda passiva é quando o investimento rende todos os meses. Um bom exemplo são os Fundos de Investimentos Imobiliários (FII).

Fundos de Investimento Imobiliários

Os FIIs são ótimas opções para compor uma carteira de investimentos e viver de renda. Há alguns, inclusive, que custam menos de R$100. 

Com eles, o investidor pode receber frações de aluguéis (chamadas de dividendos) sem ter que comprar imóveis diretamente

O interessante é que esses dividendos provém de diferentes tipos de imóveis: comerciais, públicos, de hotéis, bancos, hospitais, etc. Isso traz mais segurança e lucratividade para a carteira.

Ações com proventos

Outra forma de ter lucro mensal em 2022 é investir em ações que pagam proventos, que podem ser tanto dividendos quanto juros de capital próprio. 

Algumas empresas com ações na Bolsa de Valores distribuem partes dos seus lucros para seus investidores. Isso pode acontecer mensalmente, semestralmente, ou anualmente. 

Então, você não precisa ficar comprando e vendendo ações para ganhar dinheiro. Basta adotar a estratégia de “comprar e segurar” papéis que gerem proventos. 

Mantendo-os na sua carteira de ativos a longo prazo, eles vão te dar uma renda passiva, e seu lucro sairá daí.

Como investir pouco dinheiro e ter retorno rápido

Para investir pouco dinheiro e ter retorno rápido é necessário arriscar mais. Isso acontece porque os ativos que têm expectativa de retorno maior costumam ser os mais voláteis. São exemplos: ações e criptomoedas.

Então como você já deve ter percebido, no mercado financeiro quanto maior o lucro, maior o risco. Mas não se assuste: os riscos podem ser gerenciados e até fazem parte da trajetória para ótimos lucros.

Para isso acontecer, a recomendação para investidores iniciantes com pouco dinheiro é aplicar com ajuda de um assessor de investimentos.

O assessor de investimentos pode orientar para os caminhos mais seguros e que ao mesmo tempo mais rendem. 

Assim, nossa dica é escolher profissionais que entendam sua possibilidade financeira e seu objetivo, para guiá-lo numa jornada de sucesso no rentável universo dos investimentos.

 

Written By
Redação It's Money

A redação do portal It’s Money é formada por um time de profissionais com ampla experiência editorial, com acompanhamento e revisão de jornalistas especializados.